segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Mercedes compra Brawn GP

Confirmando os boatos, a Mercedes anunciou hoje a compra de 75,1% da Brawn GP concretizando assim a volta de sua equipe de fabrica à F1 após 55 anos. A equipe alemã havia abandonado a categoria devido a um grave acidente que provocou a morte de 80 pessoas em Le Mans em 1955: o piloto Piere Levegh perdeu o controle do carro e atingiu os espectadores.

Para desfazer a parceria que tem hoje com a McLaren, a Mercedes comprometeu-se a fornecer seus motores à equipe inglesa até 2015, e esta por sua vez, tem prazo até 2011 para recomprar a participação de 40% que a montadora detém da equipe. Comenta-se que a ruptura deveu-se ao descontentamento com a decisão da McLaren em competir no mercado de super-esportivos com o lançamento do McLaren MP4-12C, cujo motor, também é desenvolvido pela equipe inglesa.

A Mercedes-Benz GP continuará sendo dirigida por Ross Brawn e agora todas as especulações giram entorno de quais serão seus pilotos. Sexta-feira passada, Jenson Button visitou as instalações da McLaren em Woking (sede da escuderia) e o acerto para uma transferência parece estar próximo. Enquanto isso, os nomes de Niko Rosberg e Nick Heildfeld parecem certo na Flexa de Prata que seria assim uma equipe puramente alemã.

Fico imaginado a cara do Ross Brawn: pegou uma equipe falida praticamente de graça e após uma temporada vendeu-a para um dos maiores grupos do mundo. Deve estar rindo à toa...

Um comentário:

Guedex disse...

Segundo o jornal britânico The Guardian, Button já teria acertado com a McLaren um contrato de três anos no valor de 6 milhões de libras por temporada (o dobro do que recebeu este ano na Brawn).

Postar um comentário