quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Entrevista: Juvenal Juvêncio


A Folha de São Paulo publicou em sua edição de ontem, uma entrevista com Juvenal Juvêncio em que o presidente Tricolor esclarece o posicionamento do clube perante os seguintes temas:

Giuliano Bertolucci: Ele tinha sete atletas, deve estar com três e ficará sem nenhum. Uma das nossas exigências na base é que o atleta seja bem aconselhado, que haja lealdade com o clube. Aquele que processa o São Paulo não é nosso aliado. Na base, orientamos o seguinte: tem contrato com ele, cumpra. Mas, na renovação, saiba que ele não é de agrado nosso pelo comportamento que já deixou no clube.

Legalidade dos contratos: A FIFA obedece à legislação do país, e a Lei 9615 [Lei Pelé] permite contrato de cinco anos com maiores. Como se atinge a maioridade? Pela emancipação.

Ações na justiça: Eu vou até o Tribunal Superior do Trabalho. Isso vai terminar em três ou quatro anos. Essa é uma tese que, se vinga, resolve o problema da legislação, dos outros clubes. O São Paulo não vai desistir. Não há hipótese e não há acordo.

Oscar: Quando ele voltou, falei: "Não façam perguntas. Deem chuteira, camisa e mandem ele treinar". E ele está lá, treinando.

É isso aí Comandante JJ.

Leia íntegra da entrevista no site da Folha.

Um comentário:

Xandão disse...

Guedex... tb gostei do posicionamento do cana-brava.... mostrou que tem o saco roxo, sabe das coisas e sabe como agir em momentos de crise(no caso do Oscar...)

Abraço!

Postar um comentário