sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

A primeira mudança na Lei Pelé deveria ser seu nome

Pelé, o maior jogador de futebol de todos os tempos, além de craque era um cara inteligente: com aquela mania de falar sobre si mesmo sempre na terceira pessoa, conseguiu algo impensável: dividiu-se em dois, o Pelé e o Edson.

Pelé conseguiu capitalizar para si, as glórias, os grandes atos, a aura de um Deus. Foi perfeito, e com isso, tornou-se eterno.

Já o Edson, não teve a mesma sorte e longe de querer aqui fazer qualquer tipo de julgamento, teve alguns deslizes em sua vida particular, profissional, e também na vida pública, enquanto Ministro dos Esportes.

É por isso acho que a Lei Pelé deveria ter seu nome alterado para “Lei Edson Arantes do Nascimento”. Nela há erros que Pelé não cometeria, entende?

Um comentário:

Xandão disse...

ENTENDE!!!!

hau hau hua huahuh ahau hau hua huahuh ahau hau hua huahuh ahau hau hua huahuh ahau hau hua huahuh ahau hau hua huahuh ahau hau hua huahuh ahau hau hua huahuh ahau hau hua huahuh ahau hau hua huahuh ahau hau hua huahuh ahau hau hua huahuh ahau hau hua huahuh ahau hau hua huahuh ahau hau hua huahuh a

Postar um comentário