sexta-feira, 21 de maio de 2010

Preterido por Van Gaal, Breno diz que torce mais pelo São Paulo do que pelo Bayern

Reprodução: Folha Online

José Ricardo Leite
da Reportagem Local

Preterido do Bayern de Munique pelo técnico holandês Louis Van Gaal, o zagueiro brasileiro Breno, ex-São Paulo, admitiu que tem certa dificuldade para se identificar com a equipe na final da Copa dos Campeões, contra a Inter de Milão, no próximo sábado.

Breno não foi utilizado pelo holandês no segundo semestre do ano passado e no começo desse ano foi emprestado ao Nuremberg --regressa ao time de Munique após a Copa do Mundo. O defensor disse que não tem mantido contato com o restante do elenco.

"Não, não tenho falado com ninguém. Sem jogar a gente não sente a mesma coisa [para torcer]. Pelo São Paulo, por exemplo, eu joguei, tenho um carinho maior. Vou torcer mais para o São Paulo do que para o Bayern contra a Inter. Eu nem joguei no Bayern, fiz uns dois jogos. Não tem aquele negócio", falou Breno à Folha.

Conhecido por não gostar de trabalhar com jogadores brasileiros, Van Gaal pediu as saídas do zagueiro Lúcio e do meio-campista Zé Roberto logo quando chegou ao Bayern. Com Breno não foi diferente, mas este teve que ficar seis meses ainda no clube sem jogar para conseguir uma transferência.

"Logo quando ele chegou, fizemos a pré-temporada. Ele conversou com todos jogadores e disse que eu não era jogador para o Bayern naquele momento. Eu falei que então queria ser emprestado, e ele me falou para conversar com a diretoria. No começo não quiseram me emprestar, mas depois de muita conversa consegui", falou Breno.

Com a obrigação de voltar para o clube ainda este ano, Breno procura evitar polêmicas e críticas ao treinador holandês, comparado por ele com Muricy Ramalho pela personalidade forte.

"Como treinador ele é parecido com o Muricy, tem muita atitude nas coisas que faz, é bem correto. Se o treino está marcado um determinado horário, você tem que estar lá 45 minutos antes. Ele dá bronca, faz pagar multa", falou Breno.

"Já ouvi falar bastante disso [de Van Gaal não gostar de brasileiros], sobre o Lúcio, o Rivaldo. Mas não posso dizer nada porque nem joguei com ele. Mas o contato dele com o elenco era até próximo, foram campeões do Campeonato Alemão, tinham jogadores holandeses, como Van Bommel, eles se dão muito bem. Só eu que ficava sobrando", finalizou.

2 comentários:

Regina disse...

Pelo que sei, o Breno se meteu num baita rolo por lá, com mulher casada e tudo. Pacote completo da confusão. Esse parece ter sido uns dos motivos do descanso forçado. Não me acusem, hein? Tô vendendo pelo mesmo preço que comprei! ;ox

Abraços, GuedeX!!! Adoro seu espaço!!!

Guedex disse...

Não tava sabendo desse papo não Regina. Tomara que arrume outro rolo então, quem sabe ele não volta pro Tricolor né?

Valeu! E venha sempre!

Postar um comentário