sexta-feira, 25 de junho de 2010

Pelas costas

Reprodução: Painel FC

Só burocracia
Quem participa das negociações para São Paulo ser a abertura da Copa- -2014 diz que dinheiro, de fato, não é problema para erguer um novo estádio. A verba, segundo afirmam, viria de parceiros indicados pela Fifa, e a obra caberia à Odebrecht. A questão é resolver a desapropriação da área onde seria erguida a arena.

Canetada
Na CBF, comenta-se que o abacaxi está nas mãos de Gilberto Kassab e que é o prefeito que o comitê paulista deve pressionar para o negócio sair. O que se diz com todas as letras na entidade é que, logo após a Copa-2010, haverá uma definição do caso com a vinda de Ricardo Teixeira a São Paulo.

Dois coelhos
Na África do Sul, a avaliação de cartolas paulistas é a de que o prefeito de São Paulo matou, com uma cajadada só, o Morumbi e o Palestra Itália para a Copa-14 ao mostrar o "Piritubão" para Teixeira. E beneficiou o Corinthians.

Aqui...
Um exemplo do que a Fifa quer em São Paulo pode ser visto em Durban, onde a seleção atuará hoje contra Portugal. O belo estádio Moses Mabhida foi erguido bem ao lado de um outro bom estádio, o dos Sharks, equipe de rúgbi local, que poderia até ser usado na Copa.

...e lá
O problema é que, como o Morumbi, o estádio é particular e não poderia gerar receitas para quem fosse investir nele.

Nota do Blog: Lembrem-se que este ano teremos eleições

Nenhum comentário:

Postar um comentário