sábado, 23 de outubro de 2010

“Vão chorar muito quando eu sair”. Esse é Juvenal

Reprodução: Blog do Perrone

Muitos leitores têm comentado aqui que Juvenal Juvêncio foi um grande dirigente no São Paulo, coisa e tal, mas que entrou em decadência. Pedem para que ele se aposente e passe o bastão para gente mais nova no Morumbi. Quis saber a opinião dele sobre esses comentários. Antes de responder, o presidente tricolor soltou aquela gargalhada peculiar. Confira a resposta, mas tente imaginar Juvenal falando com aquele jeitão engraçado. Fica mais divertido.
“Quando cheguei no futebol do São Paulo, fazia dez anos que o clube não disputava a Libertadores. Peguei o Rojas [ex-goleiro, como técnico] lá, foi duro. Disputei sete libertadores seguidas, isso é histórico no futebol mundial. E não só disputei, ganhei títulos, ganhei mundial, essa coisa toda. Agora, este ano realmente está amargo. Mas quem fala que eu tenho que ir para casa, se eu sair amanhã vai morrer de tédio [outra gargalhada]. Vão chorar muito [mais gargalhadas]“.

3 comentários:

Sérgio A. disse...

Juvenal como Diretor é imbatível, pena que como Presidente nem tanto!

Nada que uma distorcida nos fatos não faça né Juvenal?


Abração!

Davi disse...

tsc, tsc, q bola fora falar assim do rojas... devia é agradece-lo!

Anônimo disse...

Nem se ele fosse o melhor presidente da história, um dirigente se perpetuar no poder nunca dá certo.

Exemplos negativos de quando isso ocorreu em outros clubes não faltam.

No muito, a melhor coisa que ele pode fazer é apontar um candidato apoiado por ele, e olhe lá.

Postar um comentário