quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Fora de campo, Morumbi bate recordes e reforça caixa Tricolor

Reprodução: LANCENET

Expectativa é de que lucro chegue a R$ 35 milhões em 2010

O desempenho em campo dentro de casa foi o pior desde 2003. Em meio às obras para se adequar aos pedidos da Fifa, o comitê são-paulino recebeu a notícia de que o Morumbi estava fora da Copa de 2014. Mesmo assim, a previsão apontada para o balanço anual chega a R$ 35 milhões de lucro com o estádio. As principais fontes de renda são os camarotes, os seis shows realizados e também as bilheterias.
– Criamos um novo conceito de estádio. Você passa a ter uma cultura de entretenimento. Antes o cara olhava o concreto e o gramado. Hoje ele pode almoçar, ter lazer, utilizar a academia de ginástica, entre outras atrações – destacou o vice de comunicação Júlio Casares, em entrevista exclusiva à reportagem do LANCENET!.
Os shows são responsáveis por quase R$ 10 milhões da arrecadação total. Foram oito datas em que o Morumbi esteve ocupado. Nas oportunidades, a Arena Barueri recebeu o Tricolor quando mandante. Para o ano que vem, U2, Shakira e Airon Maiden estão confirmados. Todo montante adquirido acabou aplicado no próprio estádio, que recebeu melhorias desde o início da temporada e assim continuou mesmo com a notícia de que ficaria fora da Copa no Brasil (leia mais abaixo).
Sem partidas desde o último dia 5, o momento agora é o de alavancar as obras, assim como aconteceu na parada da última Copa, em junho. Na época, cerca de R$ 25 milhões foram investidos em novas melhorias.
– Neste período, sempre as obras andam um pouco mais. No meio deste ano foi assim, com várias novidades, então agora não será diferente – revelou José Mansur, membro do comitê da Copa 2014 e também do departamento jurídico do clube.
Entre as obras estão a troca do gramado, novas cadeiras no setor térreo e banheiros modernizados. Tudo para que em 2011 o são-paulino receba um Morumbi ainda melhor.
Fonte de renda não só pelo futebol do Tricolor dentro de campo, para diretoria são-paulina o estádio hoje é um ponto turístico da cidade. Por lá passam cerca de 3 mil pessoas por dia e mega loja, entre as da Reebok, é a que mais vende na América Latina. Neste assunto o São Paulo continuou crescendo e foi lucrativo. 

Aproveitamento dentro de campo nos últimos anos:
2010 - 69%
2009 - 70,5%
2008 - 82,4%
2007 - 73,8%
2006 - 75,9%
2005 - 73,9%
2004 - 77,7%
2003 - 67,5%
2002 - 69,7%
2001 - 65,3% 

Lucros do Morumbi nos últimos anos: 
2003: R$ 240 mil
2004: R$ 1.9 milhão
2005: R$ 3.2 milhões
2006: R$ 4,6 milhões
2007: R$ 7,6 milhões
2008: R$ 11,1 milhões
2009: R$ 22 milhões
2010: R$ 35 milhões (expectativa) 

Eventos e obras realizados em 2010:
Camarotes: Hoje são quase 60 no Morumbi. São utilizados não só para dias de jogos de futebol, mas também em eventos e reuniões comerciais. 
Concept hall: Neste espaço em que a Mega loja foi a primeira obra inaugurada (em 2006), surgiram como novas atrações neste ano o Copa Bar, uma livraria e uma academia. 
Shows: Rush, Beyoncé, Paul MaCartney (duas apresentações), Metallica (duas apresentações), Bon Jovi e Black Eyed Peas estiveram no Morumbi neste ano. Em médica, cada show rende aos cofres do clube cerca de R$ 1 milhão. 
Parada para a Copa da África: Neste período, entre junho e julho deste ano, o estádio recebeu cerca de R$ 25 milhões de investimentos. O dinheiro foi usado na inauguração de camarotes e na troca de cadeiras. A definição do gasto foi feita pela diretoria após a Fifa determinar que o Morumbi estava fora do Mundial de 2014, no Brasil. 
Arredores do estádio: A região ganhou melhorias, principalmente em relação ao trânsito. A linha de metrô avançou e a previsão é a de que fique pronta até 2012. Recentemente, o governador eleito Geraldo Alckmin (PSDB-SP) disse que o aeroporto de Congonhas e o estádio serão ligados por meio de monotrilho.

Comentário do blog
Nesse quesito JJ está de parabéns. Em sua gestão o Morumbi se tornou a maior fonte de receitas do clube.

3 comentários:

Rodrigo Sleiman disse...

Concordo. Mas há de se ressaltar que isso se deve sobretudo a MPG, e também a J.C.Casares

Anônimo disse...

Airon MAiden **********

Anônimo disse...

MPG, Casares, JJ, todos da diretoria, que tem muitos erros, mas também imensos acertos.

Postar um comentário