/* --- ---- */ By Guedex: Setembro 2010

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Governo de SP lança edital para Linha Ouro do Metrô

Reprodução: UOL

O Governo de São Paulo lançou hoje edital de concorrência para a implantação da Linha 17-Ouro, que será operada por meio de metrô leve e ligará a estação Jabaquara (Linha 1-azul) ao Aeroporto de Congonhas e à estação São Paulo-Morumbi (Linha 4-amarela).

No total, a Linha 17-Ouro terá 18 quilômetros de extensão e com 19 estações, entre elas Jabaquara, Hospital Sabóia, Cidade Leonor, Vila Babilônia, Congonhas e Brooklin Paulista. A previsão é que 230 mil pessoas sejam atendidas diariamente.

A empresa vencedora será responsável pela implantação da linha, fornecimento da frota de 24 trens e sistemas. O contrato terá 42 meses de vigência a partir da assinatura. O ganhador será aquele que oferecer o menor preço dentre as empresas habilitadas. O edital estará disponível por 45 dias a partir de sua publicação. As propostas devem ser abertas no dia 18 de novembro.

M50: Site Oficial faz retrospectiva dos 50 anos do Morumbi

Reprodução: Site Oficial do SPFC

O Estádio Cícero Pompeu de Toledo, o Morumbi, completa 50 anos neste sábado, 2 de outubro de 2010

Há meio século, em 2 de outubro de 1960, no deserto bairro do Morumbi, era inaugurada a primeira fase do que logo seria o maior estádio particular do mundo - ainda hoje o maior do Brasil -, no jogo amistoso entre São Paulo Futebol Clube e Sporting Clube de Portugal, vencido pelo Tricolor por 1 a 0, com o famoso gol de Peixinho.

A continuação dessa história todos já sabem, o Morumbi se tornou não apenas um trunfo esportivo indissociável da vitoriosa caminhada são-paulina nas últimas cinco décadas, mas principalmente um símbolo paulista, paulistano e brasileiro em constante atualização, sempre preparado para mais 50 anos de glórias e conquistas.

Para comemorar o cinquentenário do Gigante Tricolor, o SaoPauloFC.net traz, a partir de hoje e até domingo, uma série de reportagens exclusivas e históricas sobre a grande história de um dos principais palcos esportivos e culturais do Brasil!

Não deixe de acompanhar e conheça as estatísticas, fatos curiosos, personagens e relíquias históricas do Estádio Cícero Pompeu de Toledo.

Boa viagem!

Juvenal quer um novo técnico ainda em 2010

Reprodução: LANCE!NET

Presidente admite que o desempenho de Sérgio Baresi não tem agradado, mas não fala em nomes

Sérgio Baresi dirigiu, contra o Grêmio, pela 13ª vez o São Paulo. Foi a quinta derrota com ele no comando, o que deixou Juvenal Juvêncio, que o bancou no cargo, insatisfeito. No desembarque após voltar de Porto Alegre, o presidente foi incisivo em suas declarações, e afirmou que tem pensado em nomes para vaga ainda para este ano.

"Estamos acostumados a encarar momentos de vitórias e derrotas. Eu preciso pensar em técnico? Preciso. Estou pensando? Estou. Vou revelar? Não vou. Eu vou dar perfil? Não vou. Era isso que eu tinha para falar" - afirmou o presidente.

Juvenal Juvêncio, deixando o Aeroporto de Congonhas, continuou a fazer perguntas e responder as mesmas. O mandatário tentou ao máximo se esquivar dos questionamentos.

"Eu vejo quanto ganham alguns técnicos por aí, o meu ganha 10 mil (reais). Está resolvendo o meu problema? Não! Estou contente? Não estou! Os senhores (jornalistas) estão contentes? Não! Na verdade, ele (Baresi) é interino. Se não fosse interino, os senhores poderiam me cobrar se vou ou não contratar outro técnico. Mas, a interinidade responde às indagações. Se é interino, não tem data marcada (para sair). Isso não atrapalha, mas sim os maus resultados. Quando as vitórias não aparecem, as coisas não ficam boas" - finalizou Juvenal.

O presidente são-paulino, nos últimos tempos, tem evitado atender à imprensa. Seja no Morumbi ou então em outro estádio do Brasil, ele passa pelos repórteres e não responde quando abordado. Apesar disso, centraliza as decisões do clube, mesmo ouvindo a opinião da diretoria.

Com a demissão de Dorival Júnior, o ex-santista era apontado como treinador modelo para assumir o Tricolor. Tinha aceitação de boa parte da diretoria e também de toda comissão técnica. Chegou a ser sondado, mas o negócio não avançou e ele fechou com o Atlético-MG. Vanderlei Luxemburgo, demitido do Galo recentemente, continua desempregado. Indagado sobre a possibilidade de ele ser técnico do Sampa, Juvenal se esquivou:

"Não falo sobre nomes"

Perguntado se a troca pode acontecer ainda para este ou ano ou então ficará para 2011.

"Acho que é para este ano" - finalizou o mandatário.

A disputa do trio-de-ferro por shows

Reprodução: Blog do Perrone

Além da corrida para reformar ou erguer seu estádio primeiro, de olho na Copa de 2014, os três principais clubes paulistanos travam uma acirrada disputa pelos grandes shows na capital.

Hoje praticamente sem concorrentes no que se refere a palcos para grandes eventos, o São Paulo corre para vender o naming right de uma pequena arena dentro do Morumbi. Com palco atrás de um dos gols, ela permitirá shows para 25 mil pessoas, sem afetar o gramado. O dinheiro da venda do nome seria usado também para a sonhada cobertura do estádio.

O São Paulo sabe que há uma demanda na cidade por locais para shows com público inferior aos que ocorrem no Morumbi, porém com mais gente do que as casas de espetáculos da capital paulista podem abrigar.
O Corinthians sabe disso, por isso quer reformar o Parque São Jorge para poder receber shows para cerca de 15 mil pessoas. Antes de ouvir falar no plano da arena reduzida do São Paulo, Andrés Sanchez chegou a dizer que ninguém vai querer fazer shows no Morumbi se puder alugar um estádio menor, mais fácil de encher.

Por sua vez, a diretoria do Palmeiras diz comemorar o fato de o futuro estádio corintiano, em Itaquera, ter sido escolhido para a Copa. Avalia que assim a Arena Palestra deixou de ganhar um concorrente na disputa por shows. Para os palmeirenses, a Zona Leste não agrada aos organizadores destes eventos por sua localização. Pensamento igual ao dos são-paulinos.

Nada de corzinha. Nossa linha é Ouro!

Reprodução: Painel FC, da Folha

Fio de esperança
O governo federal define como uma vitória do São Paulo a manutenção das obras de mobilidade urbana e prevenção às enchentes no entorno do Morumbi, previstas antes de a Fifa tê-lo vetado. A decisão passou pela Casa Civil.

No papel
O governador Alberto Goldman e o prefeito Gilberto Kassab assinam, durante visita hoje ao CEU Paraisópolis, termo que viabilizará financeiramente as obras, de R$ 3,1 bilhões.

Empresário quer aumentar ganhos de Lucas

Reprodução: De prima, do LANCE!NET

Reajuste de Lucas no São Paulo só depois do Brasileirão

Embora Lucas siga com o salário defasado em relação aos titulares do São Paulo, Wagner Ribeiro irá esperar o fim do Brasileiro para negociar um reajuste. “Ele estará ainda mais valorizado”, comenta.

O agente já trata do novo acordo do atacante com a Nike. Além do material esportivo, quer um valor fixo, bônus por titularidade no Tricolor e eventual participação na Seleção Olímpica.

Governo prepara pedido ao BNDES sem Copa no Morumbi

Reprodução: Blog do Perrone

Alguns dirigentes do São Paulo ainda sonham em recolocar o Morumbi na Copa de 2014. Porém, o governo paulista dá cada vez mais sinais de que o estádio já é página virada no Mundial.

O governo estadual está refazendo o pedido de financiamento ao BNDES para obras da linha 17 do metrô, que terá uma estação próxima ao Cícero Pompeu de Toledo. Pelo projeto inicial. o dinheiro seria usado para obras de infraestrutura em volta do estádio. O novo pedido dá ao governo a possibilidade de espalhar as obras por várias estações.

Se recebesse o Mundial, a área próxima ao estádio são-paulino receberia sozinha melhorias nos sistemas viário e de drenagem, além de investimentos em urbanização.

O gasto total com a linha será de R$ 3,1 bilhão, sendo que R$ 250 milhões devem vir do BNDES. Pelo menos por enquanto, o governo não fez nenhum pedido ao banco referente ao futuro estádio do Corinthians.

Baresi acredita. Já o Duende...

Para Goldman estádio da Copa ainda não esta definido

Reprodução: Coluna da Mônica Bergamo, da Folha

Bem longe da grande área
Apesar do bumbo batido em torno do novo estádio do Corinthians para sediar a abertura da Copa de 2014, em SP, o governador Alberto Goldman considera que nada está resolvido. E afirma que a arena do Timão está hoje em pé de igualdade com o Morumbi, embora tenha o apoio da CBF. "Eles ainda não têm assegurados recursos para um estádio de 68 mil lugares, como exige a partida de abertura", diz o governador. O projeto para o qual o Corinthians já tem recursos garantidos é de 48 mil lugares.

Preto no branco
Goldman considera, no entanto, que a marca Corinthians tem mais apelo e condições que a do São Paulo de atrair eventuais investidores para a construção de uma arena maior. Resta que isso aconteça. 

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Fifa adota novo sistema de transferências internacionais

Reprodução:  Estadão

A Fifa anunciou nesta quarta-feira a instituição de um novo sistema online de transferências internacionais com o objetivo de combater a lavagem de dinheiro e outras formas de corrupção no futebol. "Este é um momento histórico para o futebol", disse Joseph Blatter, presidente da entidade.

O novo sistema torna-se uma exigência para 3,5 mil clubes profissionais em quase 150 países a partir de sexta-feira, após décadas de falhas na supervisão que levaram empresários a se tornarem "donos" de seus clientes, controlando seus destinos. Outros casos que preocupam a Fifa envolvem pagamentos ilegais entre clubes e empresas, e até mesmo lavagem de dinheiro através de transferências de jogadores fictícios. Agora, a entidade crê que esses casos serão melhor combatidos.

No sistema online da Fifa, os clubes que estiverem realizando uma transação terão que incluir informações detalhadas da negociação, como empresários envolvidos, valores e bancos envolvidos. Se os dados cedidos não forem iguais, a transferência será bloqueada pela entidade. Além disso, as equipes serão punidas.

Essa rede entrou em operação em 2007 e a maioria dos principais campeonatos europeus o usaram durante as duas últimas janelas de transferências de modo experimental. Mas a partir de sexta-feira este modelo se torna obrigatório para os clubes, que precisarão registrar os detalhes de cada jogador vendido ou comprado em um acordo internacional para que a transação seja efetuada.

SPFC em clima de fim de feira?

Vários jornalistas estão relatando hoje que a comissão técnica do SPFC esta descontente com a manutenção de Baresi no comando da equipe, o que significaria que a diretoria teria “jogado a tolha” na temporada 2010.

O mesmo desânimo estaria atingindo também alguns atletas do elenco que estão em final de contrato ou que desejam ser negociados na próxima temporada. Há ainda aqueles que estão insatisfeitos com reserva.

A situação do Tricolor no campeonato é bastante delicada e estima-se que para conseguir uma das três vagas para a Libertadores 2011 seria preciso conquistar 31 dos 39 pontos que ainda tem para disputar.

Impossível? Acredito que sim, mas a diretoria não pode pensar assim por um motivo bastante forte: com o fraco desempenho na competição a arrecadação com bilheteria despencou este ano.

Segundo levantamento do site Jornalismo FC, comparando a 2009, o SPFC tem perdido R$ 400 mil a cada rodada!

Ainda segundo este levantamento, nas 13 partidas que disputou como mandante, o Tricolor arrecadou pouco mais de R$ 3,4 milhões com bilheterias, média de R$ 262 mil por partida. Em 2009, a arrecadação foi de aproximadamente R$ 12,5 milhões, em 19 confrontos. Ou seja: mais de R$ 650 mil por jogo disputado no Morumbi.

Diante destes números, não dá para aceitar que faltando 13 rodadas, já estejamos na “hora da xepa”.

Acorda diretora: “Moça bonita não paga... mas também não leva!”

Globo: R$ 846 milhões de cotas de patrocínio

Reprodução: Painel FC, do LANCE!NET

A TV Globo obteve R$ 846 milhões com a venda das seis cotas de patrocínio para a transmissão do futebol 2011. Trata-se de cerca de 38% a mais do que no ano anterior.

Seguem como anunciantes Vivo, Casas Bahia, Ambev, Volkswagen e Itaú. A Coca-Cola adquiriu a sexta cota de publicidade e a Olympikus entra apenas no Top de cinco segundos. A emissora promete a veiculação de 95 jogos na próxima temporada.

COL Paulista fica de fora de encontro

Reprodução: Painel FC, da Folha

Barrados
Membros do comitê paulista de 2014 ficaram insatisfeitos por não terem sido chamados para encontro com Ricardo Teixeira e outros membros do COL. Lembram que o Corinthians não apresentou nada oficial e, por isso, não há definição sobre o estádio paulista.

Palavras do Rei

Reprodução: Coluna da Mônica Bergamo, da Folha

Na hora das fotos, Dudu, corintiano fanático, coloca o gorro do Timão.

"É o gorro de trombadinha dele" - brinca o Rei, que torce para o Vasco e, em São Paulo, tem simpatia pelo Palmeiras.

"É isso aí! Tira foto do filho maloqueiro do Rei" - diz Dudu. Roberto finaliza:

"Acho que vou ter que começar a tocar funk".

Notas do blog:
1 - Os diálogos acima ocorreram no camarim de Roberto Carlos.
2 - Embora convidado, Lula não compareceu.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

SPFC tem a quinta maior folha de pagamentos

Fonte: Placar

Quanto vale um técnico?

A Revista Placar, em sua edição de setembro de 2010, publicou  um levantamento que, dentre outras coisas, revela os salários dos principais treinadores do Brasil:

SALÁRIO TÉCNICO CLUBE
R$ 700.000,00 Felipão Palmeiras
R$ 550.000,00 Muricy Fluminense
R$ 500.000,00 Luxemburgo Atlético MG
R$ 350.000,00 Dorival Júnior Santos
R$ 300.000,00 Celso Roth Internacional
R$ 270.000,00 Joel Santana Botafogo
R$ 260.000,00 Renato Gaúcho Grêmio
R$ 250.000,00 Adilson Batista Corinthians
R$ 230.000,00 Cuca Cruzeiro
R$ 150.000,00 PC Gusmão Vasco
R$ 150.000,00 Silas Flamengo
R$ 20.000,00 Baresi São Paulo

Segundo informaçõs que circulam na mídia, o teto para o cargo no São Paulo é de R$ 300 mil, o que significa que os salários pagos pelo Tricolor daria para trazer no máximo o Celso Roth (isso sem contar que ele deve ter se valorizado com a conquista da Libertadores).

Analisando a tabela acima chego a duas conclusões:

  • Deviámos ter contratado o Adilson Batista
  • JJ vai ter que usar todo seu “charme” se quiser trazer Paulo Autuori ou Abel Braga

Pregando no chiqueiro

Com hospitalização de Belluzo, Salvador Palaia assume e dissolve diretoria de futebol do Palmeiras

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Juvenal sofre críticas de aliados por perder Dorival

Reprodução: Blog do Perrone

Nunca Juvenal Juvêncio foi tão contestado no São Paulo como agora desde que assumiu a presidência. O curioso é que as críticas mais ácidas são feitas por membros da diretoria, que por enquanto preferem se queixar internamente.

O descontentamento aumentou com a decisão de Juvenal de afirmar publicamente que não queria contratar Dorival Júnior. E com a postura do cartola de, ao mesmo tempo, bancar Sérgio Baresi a ponto de aparecer grudado no treinador no CT nos dias que antecederam a partida com o Goiás.

A avaliação é que ele perdeu a chance de contratar um bom técnico porque virou refém de suas próprias palavras. Depois da derrota para o Goiás, Juvenal também foi criticado por gente da diretoria pelo fato de ter apenas passado rapidamente pelo vestiário. Não ficou ao lado de Baresi num momento delicado, mantendo o apoio que deu a ele antes do jogo.

Também há na diretoria quem critique o fato de Juvenal ter reclamado dos antecessores de Baresi por não usarem a base, pois o próprio presidente não prestigiava os garotos ao contratar mais de dez atletas praticamente de uma vez.

A acidez de aliados de Juvenal é uma dica de que a próxima eleição deve se transformar numa disputa entre membros da atual situação, prestes a rachar de vez.

Viver de migalhas


Reprodução: Luiz Antônio Prósperi, do JT

O São Paulo errou na fase decisiva da Libertadores ao não trocar Ricardo Gomes e pode cometer o mesmo erro se insistir com Sérgio Baresi. Um clube do seu tamanho não pode se contentar com migalhas.

Tem de se servir no banquete. E não pode espalhar para a torcida que o time não tem muito o que fazer nesse Brasileirão.

Cadê a grandeza dos senhores do Morumbi? Os dirigentes não têm o direito de falar na temporada de 2011 se ainda restam 13 rodadas para fechar 2010.

Baresi, bom moço, cheio de boas intenções, ainda não tem estofo para levar o barco até o porto. Jogar a toalha agora é para os fracos. O São Paulo vive uma crise de identidade e seus dirigentes morrem de medo de Juvenal Juvêncio.

Uma vez porco, sempre porco

São Paulo espera ajuda da CBF para volta do G4

Reprodução: LANCE!NET

Clube, porém, não vai agir para inverter decisão da Conmebol

O São Paulo ainda tem esperanças de que a Conmebol volte atrás e mantenha o número de vagas para clubes brasileiros na Libertadores. Com isso, quatro equipes teriam direito pela colocação no Campeonato Brasileiro e o G3 voltaria a ser G4.

"Esperamos ajuda da CBF, não pelo São Paulo, mas pelo futebol brasileiro. É importante que isso aconteça e, se formos beneficiados, ótimo" – disse o vice-presidente de futebol, Carlos Augusto de Barros e Silva.

Hoje, o São Paulo está a dez pontos do Cruzeiro, atual terceiro colocado do Nacional. Se a Conmebol voltasse atrás na decisão, a caça seria ao Botafogo, que hoje, com 40 pontos, ocupa a quarta colocação.

O Sampa, porém, avisou que não vai agir para mudar a decisão.

Show no Morumbi!


Mas infelizmente não é da equipe.

Paul McCartney se apresentar no estádio dias 21 e 22, será a vez de o inglês. O clube não divulga, mas deverá embolsar cerca de R$ 1,2 milhão

As partidas contra Santos (17) e Atlético Paranaense (27) a peincípio não serão afetadas pelo evento.

Agenda de show do Morumbi:

Bon Jovi
06 de outubro

Rush
08 de outubro

Black Eyed Peas
08 de Novembro

Paul McCartney
21 e 22 de novembro

"Marcação" sobre Lucas aumenta

Reprodução: Painel FC, da Folha

Menino de família
Depois de ter seu cliente assediado por empresários, Wagner Ribeiro, agente do são-paulino Lucas, 18, resolveu tomar algumas providências. O meia, que recebe R$ 20 mil mensais, não irá mais morar no CT da Barra Funda. Ribeiro está procurando um apartamento para ele viver com seu pai. E pagará para o irmão de Lucas uma faculdade de jornalismo com o intuito de que ele seja assessor de imprensa do jovem.

Ingênuo
Lucas também foi abordado por uma pessoa que se disse representante da Umbro. Ouviu que a marca gostaria de patrociná-lo. Mesmo tendo contrato assinado com a Nike, o jovem passou seu telefone ao suposto representante.

domingo, 26 de setembro de 2010

São Paulo: camisa gera R$ 35 milhões

Reprodução: De prima, do LANCE!NET

Tricolor tem contrato com a BMG até junho de 2011

O São Paulo afirma faturamento de R$ 35 milhões com os patrocínios na camisa, mesmo sem qualquer tipo de publicidade em 40% dos jogos este ano. Como a receita do ano passado foi de R$ 21 milhões, o crescimento é de cerca de 70%.

Contudo, o Tricolor paulista ficou aquém dos R$ 45 milhões planejados. Por conta do acerto com o BMG até junho de 2011, a camisa à venda para os torcedores ganhará a estampa da marca a partir do mês que vem.

Nota do blog:
Acho que será um fracasso de vendas já que o time vai mal e o "prazo de validade" da camisa é pequeno.

Carolina...


E agora, torcedor
Mais um jogo acabou
Nosso time perdeu
Mais um sonho ruiu
E como aquela música velha
O técnico passou na janela
E só JJ não viu

Uma piada. E de mal gosto


O São Paulo terminou o partida de ontem com um goleiro (Ceni), um zagueiro (A. Silva), um lateral (Carleto), quatro volantes (Casemiro, Souto, C. Santana e Jean) e quatro atacantes (Marlos, Lucas, Dagoberto e R. Oliveira).

Acho que isso já explica boa parte do quão perdido o São Paulo esteve em campo. Foi patético.

Parecia um “catadão” aqui da zona norte. Só correria. Uma zona!

Esta mais do que evidente que Baresi ainda não esta pronto para comandar o SPFC. Seu aproveitamento é de apenas 50% e tivemos atuações desastrosas contra Corinthians, Botafogo, Internacional e Goiás.

As vitórias sob o comando do “interino” foram contra o Atlético GO (18º colocado), Atlético MG (19º), Flamengo (15º), Palmeiras (10º) e Guarani (12º).

Que Baresi tem o mérito de aproveitar os gatos da base, isso é fato, mas não podemos considerar isso suficiente. Um clube de futebol vive de resultados, pois são com eles que atletas e patrocínios se valorizam.

Temos que deixar sentimentalismos e ufanismos de lado e sermos realistas: a gestão 2010 esta sendo desastrosa.

Estamos sobrevivendo na base do improviso: improvisamos patrocinadores, laterais, técnicos... tudo!

Frase da semana

Aqui é o cachorro que balança o rabo, e não o rabo que balança o cachorro

João Paulo de Jesus Lopes, diretor de futebol do SPFC, ao afirmar que casos como o de Neymar não acontecem no Tricolor - 22/09/2010

sábado, 25 de setembro de 2010

Novo técnico: Especulações e teorias

Especulações e teorias sobre quem será o novo comandante do Tricolor é o que não faltam, mas algumas coisas parecem ser definitivas:
  • Pelo que tem dito Jesus Lopes, Leco e JJ, Baresi é interino
  • Em 2011 o aproveitamento de garotos formados na base será prioridade
A partir destas duas constatações, podemos imaginar vários cenários para a não contratação imediata de um técnico:

Renovação
Embora gaste milhões com o CFA de Cotia, o departamento profissional não aproveitava os garotos da base. Com Sergio Baresi isso mudou.

Em menos de 40 dias Baresi conseguiu transformar promessas como Lucas e Casemiro em realidade. Além deles, Zé Vitor, Lucas Gaucho e Bruno Uvini também foram promovidos e alguns deles já vem sendo relacionados para os jogos.

Juvenal não quer interromper esse processo pois como há vários jogadores em final de contrato e outros que não corresponderam às expectativas, sabe que precisará formar um novo time em 2011, e quanto mais “pratas da casa” tiver nele, melhor.

Além dos garotos citados acima, Henrique, Mazola e Wellington deverão ser aproveitados na próxima temporada.

Se Baresi conseguir um desempenho espetacular neste resto de Brasileirão, pode ser mantido no cargo.

Economia
A posição na tabela de classificação torna complicada qualquer aspiração mais ambiciosa para a equipe. Até mesmo a classificação para a Libertadores 2011 é pouco provável, e por isso não faria sentido gastar altas somas com um técnico somente para ele “cumprir tabela”.

Dorival e Luxemburgo, embora disponíveis, são profissionais caros e costumam colocar cláusulas para pagamento de multa em seus contratos, duas coisas incompatíveis com a política do Tricolor cujo teto salarial para técnico é de R$ 300 mil.

Compromisso
Após JJ ter declarado que não iria contratar Dorival, uma versão que esta ganhado força na imprensa é de que Juvenal já teria acertado pré-contrato com algum técnico que esteja no exterior. Uns apostam que esse técnico seria Autuori, outros, Abel Braga, já que ambos estarão livres no próximo ano.

Baresi, inclusive, já estaria a par da situação e seria aproveitado na futura comissão técnica.

O problema desta “teoria” seria o custo, pois tanto Autuori quanto Abel tem altos salários.

O que eu penso disso tudo
Acho correto o Tricolor manter sua política salarial, e portanto, o novo técnico deve se enquadrar a ela, e se existe mesmo esse pré-contrato, não tem jeito, devemos respeitá-lo.

Caso as duas questões acima estejam resolvidas minha preferência hoje seria a seguinte:

A política do bom, velho e nem sempre barato, não está mais dando certo. É preciso mudar e apostar na base.

Se com a economia for possível trazer um craque, tudo bem, mas jogador meia-boca, não.

Gostaria da contração de Dorival Jr. pois demonstrou saber trabalhar com garotos. Prova disso é que foi com ele que Neymar e Ganso se firmaram como titulares no Santos, além do aproveitamento de Wesley, André e Pará.

Vindo agora, o novo técnico teria tempo mais do que suficiente para se adaptar ao clube, implantar e treinar seu esquema tático, e também conhecer a “molecada”.

A chegada de Dorival implicaria na vinda de Ivan Izzo, seu auxiliar, e com isso seria preciso escolher o outro entre Milton Cruz e Baresi.

Eu ficaria com Baresi por conhecer as categorias de base e por ter interesse na profissão, procurando novos métodos e estudando.

Como Milton Cruz já disse várias vezes que não tem a ambição de ser técnico, mas tem a confiança de JJ, que se dedique exclusivamente àquilo que gosta, que é “selecionar” jogadores.

Bom, tudo isso aí acima é só “achismo”, a verdade só Juvenal sabe.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

O trem esta passando Juvenal...


Dorival Júnior já recebeu proposta do Galo e as negociações estão em andamento.

Mais uma vez, o trem vai passar e o SPFC vai ficar na plataforma.

Se o plano é investir na base em 2011, algo que todos nós defendemos, porque não trazer um técnico agora para que ele se adapte ao clube e já comece a trabalhar visando a próxima temporada?

Será que JJ vai repetir o mesmo erro que foi a manutenção de Ricardo Gomes na fase final da Libertadores? Vai esperar o pior acontecer?

Uma renovação de elenco e principalmente de mentalidade, não é coisa que se faz de uma hora para outra. Quanto mais demorarmos para implantá-la, mais tempo levaremos para colher seus frutos.

O Futuro se constrói hoje Juvenal!

Parece que é sério

Reprodução: Direto da fonte, do Estadão

Juvenal Juvêncio garante:
Dorival Jr. não vem para o Tricolor. A nossa aposta continua sendo o Sérgio Baresi“ - afirmou o presidente à coluna.

“Em 2011, ele será o comandante do time que formaremos na maioria com garotos da base.”

Reciclar? Tente o "Blackjack" professor

São Paulo registra aumento de 20% de sócios-torcedores

Reprodução: De prIma, do LANCE!NET

O São Paulo registra crescimento de 20% dos sócios-torcedores em relação a 2009. Ao todo são 60 mil, incluindo inadimplentes. O clube, no momento, se foca na qualidade dos serviços. Após oito meses de migração de dados dos cadastrados para um software mais moderno, busca ampliar o leque de produtos com desconto para os tricolores.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Dorival: A carteira ou a carreira


Dorival não é um técnico barato.

Em 2009, o salário de Dorival Júnior no Vasco da Gama era de R$ 280 mil (conforme revelou à época um ex-dirigente vascaíno). De lá para cá Dorival conquistou o título da Série B, o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil, ou seja, cresceu profissionalmente e se valorizou.

E é justamente essa valorização que pode dificultar sua contratação, pois o São Paulo como se sabe, não costuma pagar altos salários a seus técnicos. Além disso, o Tricolor também não faz contratos com multas, algo que ao que parece ser a forma de Dorival fazer seus contratos.

Hoje o time esta no meio da tabela e com as recentes mudanças feitas pela Conmebol, as chances de conseguir uma vaga para a Libertadores 2011 são pequenas. Como o risco de rebaixamento também é remoto, acho difícil Juvenal fazer grandes investimentos na equipe neste momento.

Some-se a isso as declarações dadas por JJ ao Blog do PVC(*), onde disse que estaria disposto a sacrificar a atual temporada, utilizando-a para preparar um novo time recheado de garotos da base para 2011, e para isso, Baresi teria conhecimento suficiente, além de ser barato.

Ou seja, Dorival só vem se for seduzido por um grande projeto e aceitar se enquadrar na política salarial tricolor.
(*) Corrigido às 18h20

Memorial Tricolor será modernizado

Reprodução: gazetaesportiva.net

Reforma
Leco promete reformar o Memorial do São Paulo, inaugurado em 1994.

"Nosso museu precisa de uma melhora. Eu sou do conselho de administração do Museu do Futebol do Pacaembu. Ele nos dá orgulho, mas também nos estimula e nos obriga a buscar uma coisa melhor no São Paulo"  - declarou.

Careca na Série “Morumbi 50”

O São Paulo prossegue com a série especial de ingressos ilustrados com personalidades em comemoração aos 50 anos do Estádio Cícero Pompeu de Toledo. Ontem foi a vez de Careca, que teve sua caricatura estampada no bilhete do jogo contra o Guarani.

Anteriormente já foram homenageados: Cícero Pompeu de Toledo, Telê Santana, João Paulo II, Vilanova Artigas, Gino Orlando, Rogério Ceni, Pelé, Poy, e Kaká.

Dorival?: Nem pau!, diz Juvenal


Segundo "Twitada" do PVC (@pvcespn), da Espn Brasil, Juvenal teria dado a seguinte declaração:

"Não vou contratar Dorival Júnior. Em um ano teremos um time majoritariamente da nossa base."

Tamo na roca mesmo...

Atualizado às 10h18
Veja aqui a entrevista de PVC com JJ

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Brasileirão dará só três vagas para a LIbertadores 2011

Reprodução: UOL

Conmebol muda regras e só três primeiros do Brasileirão ganham vaga na Libertadores 2011

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) confirmou, nesta quarta-feira, as mudanças nas regras da Copa Libertadores, válidas a partir da próxima edição. Com as novas diretrizes, apenas os três primeiros colocados do Campeonato Brasileiro ganharão vaga para a edição 2011 do torneio continental, deixando assim o quarto melhor classificado fora até da fase preliminar da competição.

Isso acontece porque, agora, o vencedor da Libertadores acaba "roubando" uma das vagas fixas que é destinada ao seu país. Para a próxima edição, como o Internacional é o atual campeão, o time gaúcho acabou diminuindo o número de vagas distribuídas no Campeonato Brasileiro.

Dessa forma, se o Campeonato Brasileiro acabasse hoje, estariam classificados para a próxima edição da Copa Libertadores o Internacional (atual campeão do torneio continental), Corinthians (1º colocado), Fluminense (2º colocado), Cruzeiro (3º colocado) e o Santos (campeão da Copa do Brasil), totalizando assim as cinco vagas que o Brasil tem direito.

Além das cinco vagas garantidas para o Brasil, a Conmebol também instituiu que a Argentina terá o mesmo número, enquanto Bolívia, Colômbia, Chile, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai, Venezuela e México terão três cada.

A entidade que comanda o futebol no continente também confirmou que o campeão da Copa Sul-Americana irá se classificar automaticamente para a edição seguinte da Libertadores. Neste caso, o país vencedor ganhará uma vaga extra. Por exemplo, caso Atlético-MG, Avaí, Goiás ou Palmeiras, que ainda estão na disputa da Copa Sul-Americana, vençam o torneio, o Brasil teria seis vagas na Copa Libertadores de 2011.

Bem que o Pelé avisou...

Nova arena do Grêmio recebe isenção de ICMS


A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou ontem a isenção de ICMS para as obras do estádio Beira-Rio e da futura arena do Grêmio. Com isso. a expectativa é que cada clube economize cerca de R$ 30 milhões nas obras.

O estádio oficial para a Copa 2014 em Porto Alegre será o Beira-Rio mas o Grêmio também foi beneficiado por pleitear jogos da Copa das Confederações.

Manda quem pode...

Enquete: Você gostaria de Dorival no comando do SPFC?

Dorival Júnior foi demitido do Santos na noite de ontem após contrariar a diretoria barrando Neymar para a partida de hoje contra o Corinthians.

Dorival, 48 anos, chegou ao Santos no início de 2010 e tem um aproveitamento de 65% no comando da equipe da baixada onde conquistou os títulos do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil.

O ex-técnico santista começou sua carreira de treinador em 2003 e conquistou seu primeiro título no ano seguinte. Desde então somente em 2007 Dorival passou em branco, sendo vice campeão paulista dirigindo o São Caetano.

Títulos

AnoTítuloClube
2004Campeão Catarinense Figueirense
2005Campeão Cearense Fortaleza
2006Campeão PernambucanoSport
2008Campeão Paranaense Coritiba
2009Campeão Brasileiro da Série B Vasco
2010Campaão Paulista e da Copa do Brasil Santos
Isto posto, a pergunta é: você gostaria de Dorival no comando do SPFC?
Deixe sua opinião na enquete ao lado.

Escapou!

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Soberano bate recorde de bilheteria na estreia

Reprodução: Site Oficial do SPFC

Documentário tricolor foi o mais visto entre filmes sobre times de futebol no primeiro final de semana de exibição

O filme Soberano - Seis Vezes São Paulo - superou todas as expectativas iniciais de público neste primeiro final de semana de exibição. O documentário, que foi a 13ª maior bilheteria de cinema em todo Brasil no período, foi visto por 18.010 espectadores e acumulou uma renda de R$203.509,02. Esses dados representam uma superação em mais de 20% do antigo recorde de filmes sobre times de futebol - FIEL (2009) - também produzido pela G7 Cinema.

Para Gustavo Ioschpe as reações positivas do público, captadas principalmente nas redes sociais, vêm mostrando características muitos peculiares ao filme Soberano. "O boca-a-boca tem sido uma das maiores ferramentas de divulgação de Soberano e vão garantindo vida longa ao filme nos cinemas. Temos comprovado a ótima receptividade do torcedor através de fatos inusitados, como por exemplo, cinemas que registraram maior bilheteria na segunda-feira do que no domingo, situação completamente fora dos padrões normais, o que demonstra que um são-paulino vai comentando com outro sobre o filme e cada vez mais os torcedores têm ido aos cinemas, sem se importar com o dia", analisou.

Os grandes números do final de semana já garantiram a entrada de, até agora, mais duas cidades que terão salas de cinema exibindo Soberano no próximo final de semana: Maringá e Praia Grande, na Baixada Santista. A lista completa de cinemas que exibirão Soberano pode ser conferida em www.filmesoberano.com.br.

Foi mal...

Nota do blog:
Como o Belluzzo ainda terá que passar por uma cirurgia para a colocação de duas pontes de safenas, resolvi retirar a charge até que ele se recupere.

Te cuida gauchada

Reprodução: De prima, do LANCE!NET

Fifa determina elevação de arquibancada no Beira-Rio

O Internacional recebeu da Fifa determinação para aumentar a posição da arquibancada inferior do Beira-Rio com vistas à Copa-14. O objetivo é evitar que as placas publicitárias no gramado tampem a visão dos torcedores nos primeiros lugares. O clube não terá custos adicionais e mexerá no setor a partir de dezembro.

Nota do blog:
O estranho desta nota é dizer que "o clube não terá custos adicionais" já que foi exatamente esse o pedido que acabou encarecendo demais a reforma do Morumbi.

Enquanto isso, o "Fielzão" tá lá na prancheta, com problemas de terreno, dutos, capacidade, infraestrutura e a Dona Fifa quietinha da Silva...

São Paulo tenta evitar que Lucas se deslumbre

Reprodução: estadao.com.br

Direção não quer falar em prorrogação do contrato e limita entrevistas.[br]O santista Neymar é usado como Referência

A troca do apelido Marcelinho para nome de batismo Lucas foi apenas o primeiro ato da diretoria são-paulina para proteger o garoto de 18 anos. A preocupação dos cartolas vai além de evitar comparações com o eterno ídolo corintiano. Querem é uma transição sem traumas. A velocidade com que subiu para o profissional e hoje, nas palavras do capitão Rogério Ceni, se tornou peça fundamental, também pode derrubá-lo. Ninguém no São Paulo quer ver o sucesso repentino fazer o garoto se deslumbrar e tomar atitudes que possam prejudicar sua imagem - como está acontecendo com Neymar, que sofre com a fama e, com frequência, tem sido notícia por não se comportar de maneira correta.

Coincidentemente, os dois têm suas carreiras administradas pelo empresário Wagner Ribeiro. A interferência no São Paulo, no entanto, é menor. Pelo menos é o que garante o vice-presidente de futebol Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco. "O Wagner me ligou algumas vezes depois da Copa São Paulo, em janeiro, dizendo que o menino era um craque e que tinha de subir. Eu falei para esperar, ele queria se precipitar", relatou Leco.

Lucas, então Marcelinho, só recebeu uma chance depois que Ricardo Gomes deixou o clube em agosto. Mas, em 11 jogos, conquistou a torcida, principalmente pela atuação contra o Palmeiras, domingo (vitória por 2 a 0).

Agora a diretoria não quer vê-lo em programas de televisão. A assessoria de imprensa ficou irritada porque Lucas acabou fazendo uma matéria na casa de seu pai ontem. A preocupação é tão grande que ele foi proibido de participar de um evento da patrocinadora do clube. A camisa 10 que o garoto pleiteia também vai ficar vaga. Por enquanto, Lucas permanece com a 37.

E o contrato do meia, que termina em 2013, não será modificado. "Ainda não é o momento de tratar disso. Claro que o contrato passará por momentos de análise e revisão, mas não será agora", garantiu Leco.

"Nas coxas"

Reprodução: Painel FC

A olho
Arquiteto que cuida do projeto do estádio de Itaquera do Corinthians reconhece a interlocutores que nunca examinou o caderno de encargos da Fifa para a Copa de 2014. Tampouco os estudos de viabilidade financeira foram enviados ao Comitê Organizador Local do Mundial. Ainda assim, é dado como certo que o estádio corintiano será o palco paulista da Copa, com forte possibilidade até mesmo de abrir o Mundial-14.

Não deixe que roubem o SPFC


Reprodução: Blog do Daniel Perrone

Já tem comunidade no Orkut pirateando o Filme Soberano (que mal entrou em cartaz) e oferecendo-o para download. Pior, comunidade denominada “de são-paulinos”. O caso já foi entregue para os diretores e os responsáveis.

Nota do blog:
Assisti ao filme ontem, gostei muito, tem momentos de arrepiar. Se você realmente gosta do SPFC não compre nem distribua cópias dos filmes produzidos pelo Tricolor.

Gasto mensal com Paraíba banca Lucas por 4 meses

Reprodução: Blog do Perrone

A boa atuação de Lucas contra o Palmeiras deu força à ala da diretoria do São Paulo que se arrependeu dos altos gastos com salários de jogadores experientes contratados nos últimos anos. A comparação entre o atual salário de Lucas, que abandonou o apelido de Marcelinho, e a quantia que o clube ainda desembolsa com Marcelinho Paraíba, emprestado ao Sport, reforça o argumento dos cartolas que criticam as altas despesas com jogadores mais velhos trazidos por Juvenal Juvêncio.

Lucas recebe R$ 15 mil mensais, o mesmo salário que ganhava quando estava nas categorias de base. Com Marcelinho Paraíba o gasto mensal do São Paulo ainda é de R$ 65 mil, referentes à metade do salário. O valor é suficiente para pagar Lucas por quatro meses e ainda sobram R$ 5 mil reais. Além de gente da própria diretoria torcer o nariz para os gordos salários de jogadores que renderam pouco, essa prática já entrou na lista de argumentos da oposição são-paulina, que começa a despertar de um sono profundo.

Lucas não foi procurado pelos cartolas para conversar sobre aumento. Hoje, ele ganha mais com bichos do que com salário. O atleta ainda tenta conseguir o seu primeiro contrato de patrocínio remunerado. Por enquanto, só tem um acordo com a Nike, que fornece chuteiras para ele, mas sem dar dinheiro ao jogador.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Reebok reforça parceria com Tricolor


A Reebok, parceira do SPFC há quatro anos e meio, aproveitou o lançamento da nova coleção de produtos de moda casual ligados ao São Paulo, para fazer outros dois anúncios: a partir de outubro irá patrocinar e fornecer material esportivo para Rogério Ceni até 2012, e também revelou planos de até novembro, inaugurar lojas da SAO Store em Goiânia, Ribeirão Preto e Brasília.

A Força esta com ele

domingo, 19 de setembro de 2010

Boca fechada ... não sai abelha

Reprodução: Painel FC

Mordaça
A direção do São Paulo procura distanciar Sérgio Baresi da imprensa. Teme que, durante uma entrevista, o técnico dê alguma declaração polêmica que possa prejudicar mais ainda o ambiente no clube.

sábado, 18 de setembro de 2010

Copa 2014: cinco cidades ainda não iniciaram obras

Fonte: Portal 2014

Portal 2014 mostra o andamento dos trabalhos nas doze capitais da Copa

Após inúmeras críticas da Fifa, as obras dos estádios da Copa de 2014 enfim dão sinal de avanço. Mesmo assim, em pelo menos cinco das 12 sedes do Mundial a situação permanece indefinida ou as reformas e construções não começaram.

A demora no início dos trabalhos começa a ameaçar a realização da Copa das Confederações, como mostra levantamento do Portal 2014. O evento-teste acontece daqui a 33 meses, enquanto um estádio leva ao menos 30 para ficar pronto. Isso sem questionamentos judiciais ou problemas técnicos com a obra.

Três capitais do Nordeste estão com obras paradas. Recife e Fortaleza já terminaram as licitações, mas não conseguiram tirar suas arenas do papel. Natal, por sua vez, promete lançar o edital na próxima segunda-feira (20/9) e corre o risco de iniciar a construção do Estádio das Dunas apenas em 2011.

No Sudeste, São Paulo ainda patina para definir sua arena. Após o veto ao Morumbi, surgiu como opção o novo estádio do Corinthians. No entanto, o comitê paulista não oficializou a escolha da arena, enquanto o clube permanece alheio ao Mundial, tocando o projeto para 48 mil pessoas.

A situação começa a melhorar em Curitiba. Após um ano de idas e vindas, o Atlético-PR deve assinar na segunda acordo com a prefeitura e o governo do Paraná. Levará R$ 90 milhões com a venda do potencial construtivo, em esquema que ainda depende de aval dos vereadores e dos deputados estaduais.

Belo Horizonte
As obras do Mineirão começaram em janeiro. Segundo o governo, 80% do rebaixamento do gramado foi concluído. A demolição do anel inferior deve terminar em dezembro. Enquanto isso, a licitação para a terceira fase, que define o concessionário por 27 anos, está marcada para outubro. O valor oferecido pelo grupo é de R$ 743,4 milhões, incluindo estádio e esplanada.

Brasília
O Mané Garrincha está em processo de desmonte e demolição. O governo começou a tocar as obras em maio, após o Tribunal de Contas distrital liberar o edital, então suspenso por suspeita de sobrepreço. Vencedor da licitação, o consórcio Via Engenharia/Andrade Gutierrez entrou nas obras no final de julho.

O estádio concorre à abertura e é o segundo mais caro da Copa (R$ 696 milhões). O Ministério Público distrital quer rescindir o contrato e reduzir a capacidade de 72 mil para 30 mil pessoas.

Cuiabá
Após o desmonte e demolição do Verdão, as obras em Cuiabá seguem para a compactação do solo, que prepara a etapa de fundações. É o estádio com obras mais avançadas. Custará R$ 342 milhões aos cofres estaduais e será construído pelo consórcio Santa Bárbara/Mendes Júnior.

Curitiba
Prefeitura e governo prometem resolver a situação da Arena da Baixada na próxima segunda-feira. Proprietário do estádio, o Atlético-PR poderá captar R$ 90 milhões em títulos de potencial construtivo para a obra, e bancará outros R$ 30 milhões. As negociações se arrastam há mais de um ano.

Fortaleza
Após seis meses de atraso, o governo do Ceará divulgou nesta semana o vencedor da licitação do Castelão. A demora fez de Fortaleza uma das sedes mais atrasadas da Copa. Se homologado, o consórcio Galvão/Serveng/BWA vai construir (R$ 452,2 milhões) e operar o estádio por oito anos.

Manaus
Em fase de demolição, as obras da Arena Amazônia tiveram um pequeno atraso no cronograma, já que a Andrade Gutierrez teve que trazer máquinas de São Paulo. É um dos estádios em fase mais avançada de obras, que começaram em maio. Orçado em R$ 499,5 milhões, o estádio será bancado com recursos estaduais.

Natal
O governo promete para segunda o lançamento do edital do Estádio das Dunas (R$ 400), único sem concorrência lançada. Obras secundárias tiveram início em maio. Em julho, o governador reduziu o valor dos contratos dos projetos de R$ 27,4 milhões para R$ 4 milhões.

Porto Alegre
O Internacional começou a reforma do Beira-Rio em 29 de agosto, com perfurações para a instalação de estacas que vão dar suporte à cobertura do estádio. As obras de R$ 120 milhões não têm construtora definida.

Recife
Mesmo com a liberação em julho da licença ambiental, as obras da Arena Pernambuco não começaram. A concessionária Odebrecht/ISG/AEG finaliza uma pesquisa arqueológica no terreno, enquanto o governo tenta retirar os últimos posseiros da região. A construção está orçada em R$ 464 milhões.

Rio de Janeiro
Governo iniciou em maio obras secundárias no Maracanã. Após definição do consórcio Andrade Gutierrez/Odebrecht/Delta, em agosto, a reforma (R$ 705 milhões) teve início com o desmonte das cadeiras do anel inferior. Os cariocas já têm como certa a final na cidade.

Salvador
Após iniciar intervenções secundárias em maio, o consórcio OAS/Odebrecht implodiu a estrutura da Fonte Nova em 29 de agosto. Dentro de um mês devem começar as obras de fundação do estádio (leia mais). Com construção orçada em R$ 591 milhões, o valor nominal do contrato do estádio chega a R$ 1,6 bilhão, já que envolve gestão e manutenção por 35 anos. A cidade é candidatou à abertura e pode ampliar a Fonte Nova de 50 mil para 65 mil lugares.

São Paulo
Após o veto ao Morumbi, São Paulo definiu o estádio do Corinthians para representar a cidade na Copa. No entanto, não há posicionamento oficial do comitê paulista. O clube construirá arena para 48 mil pessoas (R$ 335 milhões) com a Odebrecht e não se compromete a ampliar o estádio para público de 65 mil. São Paulo concorre à abertura da Copa, mas é a única sede indefinida.