segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

São Paulo está perto de confirmar a renovação do contrato de Lucas


Reprodução: globoesporte.com
O clube e o empresário do jogador já acertaram o valor dos salários e falta apenas definir a porcentagem do passe que o Tricolor repassará ao camisa 7
Marcelo Prado São Paulo

Um dos poucos destaques do São Paulo no último Campeonato Brasileiro, o garoto Lucas, revelado no CT de Cotia e que subiu ao time profissional no meio do ano de 2010, tem tudo para acertar sua permanência na equipe do Morumbi. Até a próxima quarta-feira, o clube pretende anunciar a renovação do contrato do camisa 7, que deverá  assinar um novo compromisso com validade até dezembro de 2015. Como ele ganhará um substancial aumento, o Tricolor também poderá elevar sua cláusula rescisória que, atualmente é de R$ 980 mil para clubes brasileiros e € 10 milhões (R$ 25 milhões) para times do Exterior.
Uma reunião no meio da semana entre o vice-presidente de futebol do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, e o empresário Wagner Ribeiro deverá sacramentar o acordo. No início das negociações, o representante do atleta começou pedindo R$ 130 mil mensais para o seu jogador, o que foi prontamente rejeito pelo clube. Após novas conversas, chegou-se a um denominador comum e o salário do atleta ficará na casa dos R$ 80 mil mensais.
- O acerto está bem encaminhado, até porque o São Paulo tem interesse na permanência do Lucas e o Lucas quer muito continuar no clube. Pelo que conheço da diretoria são-paulina, em poucos dias teremos novidades. O jogador terá seu talento reconhecido e receberá um belo aumento. Mas ainda precisamos acertar alguns detalhes – afirmou Ribeiro, em conversa com a reportagem do GLOBOESPORTE.COM.
O “detalhe” que Ribeiro citou acima é a porcentagem dos direitos federativos que o clube cederá ao jogador. Inicialmente, o agente pediu 40%, mas deverá receber algo entre 10% e 15%.
Vale lembrar que o vínculo atual do meia-atacante, que se encerraria no dia 31 de dezembro de 2013, será anulado, já que contém uma irregularidade. Lucas chegou ao Tricolor em 2006 e, dois anos depois, foi emancipado pelo clube por um período maior do que a lei permite. O acordo só poderia valer até 2011. Ciente do erro, que foi o que permitiu a Oscar deixar o clube judicialmente para acertar com o Internacional, o clube do Morumbi fará um novo acordo para que não ocorra nenhum problema no futuro.

2 comentários:

Anônimo disse...

guedex, sobre o último parágrafo da matéria do globo esporte, vamos ver se você saberia me responder:

está já definido que a "estratégia" da emancipação é irregular? já saiu alguma decisão definitiva sobre o caso oscar?

nem é que eu desejo a volta deste ingrato. mas gostaria de vê-lo treinando em cotia. ou rendendo algum pro tricolor.

Guedex disse...

O São Paulo perdeu em primeira instância e recorreu. Ainda não há o resultado definitivo nem data para o novo julgamento.

Postar um comentário