terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Taça das Bolinhas é “boi de piranha”


Dizer, como tem feito a “impren$a”, que a disputa pela Taça das Bolinhas é a razão para o possível racha do Clube dos 13 é zombar da inteligência dos torcedores, ou então má fé daqueles que trabalham (ou será  que o termo correto seria “prestam serviço”?) para empresas que tem interesse direto neste mercado.
O que esta por trás dessa armação não é somente o valor do contrato de transmissão para TV aberta no período de 2012 a 2014, afinal não faria sentido o SCCP e o CRF preferirem assinar com a Globo, que hoje paga R$ 280 milhões, em detrimento da Record, que deverá oferecer no mínimo R$ 500 milhões.
Além do mais, a Rede Globo não paga nada pelas transmissões, muito pelo contrário, ganha dinheiro com elas. Quem paga são os anunciantes.
O que a Globo quer e continuar explorando os clubes, tornando-os dependentes da verba da TV. E para isso conta com aliados.
A Globo detém hoje os direitos dos jogos da seleção, e mais do isso, das entrevistas “exclusivas” de atletas e dirigentes. Globo e CBF são parceiros, se uniram para que ambos controlem o futebol brasileiro.

Globo & CBF
Quando o LANCENET noticiou a irregularidade no contrato do Comitê Local, que permitia a Ricardo Teixeira ficar com todo o lucro do COL na Copa 2014, a Rede Globo de Televisão não deu uma nota sequer em nenhum de seus telejornais e em programas esportivos, seja na TV aberta ou na fechada (NET).
Porque? Ora, não era de interesse da emissora levantar um escândalo contra seu parceiro. Mas isso tem seu preço.
E é isso que a Globo cobra agora daqueles a que ela favorece.

Globo & CRF
A Globo esta fazendo "terrorismo" dizendo que caso os clubes fechem com outra emissora, suas receitas com patrocínio irão cair pois as transmissões das partidas irão concorrer diretamente com suas novelas. Com isso, clubes endividados como o CRF, que precisa honrar o contrato de Ronaldinho Gaúcho (quase R$ 2 milhões/mês) até 2014 correm para debaixo de suas “asas” e procuram tirar algum proveito extra em troca de seu apoio.

Globo e SCCP
O SCCP precisa da Globo para negociar o “naming rights” do Fielzão, pois o valor alcançado irá depender da “Toda Poderosa” adotar o nome do estádio durante as transmissões, e para isso aceita receber menos pelos direitos de TV.

Globo X Record
A Record esta decidida a entrar no setor esportivo, e para isso não hesitará em abrir seus cofres.
Só para se ter idéia de como a Globo paga mal pelos direitos de transmissão dos eventos esportivos, a Record pagou US$ 30 milhões (R$ 63 milhões) pela exclusividade das Olimpíadas de Londres (2012), mais de duas vezes o que a Globo pagou pelos jogos de Pequim (2008).
Além das Olimpíadas de Londres, a Record também comprou os direitos do Pan-americano de 2011 em  Guadalajara, e dos Jogos de Inverno de Vancouver, que foi realizado em 2010.
Se perder o futebol brasileiro, a Globo ficará apenas com a Formula 1, cuja audiência após as últimas maracutaias tem caído, e os jogos da Seleção.

E o que o SPFC tem com isso?
Uma das bandeiras de Juvenal Juvêncio nas eleições para a presidência do Clube dos 13 era a quebra do monopólio da Globo, e hoje Ataíde Gil Guerreiro, conselheiro do SPFC, é o diretor executivo do Clubes dos 13 encarregado de elaborar o edital da concorrência pelos direitos de transmissão.
Além disso, Julio Casares, vice presidente de Marketing do SPFC, ocupa a mesma diretoria na Rede Record.
Ou seja, se o CRF deixar o C13, não será em sinal de protesto, mesmo porque, quando a Caixa entregou a Taça ao São Paulo, o C13 emitiu comunicado apoiando o clube carioca.
Quanto ao SCCP se desfilar, não me surpreende, pois semear a discórdia é a principal “qualidade” de seu presidente.
A estes dois devem se juntar Botafogo, Cruzeiro, Coritiba, Goiás, Palmeiras,  Vitória, Vasco e Santos.

Cronologia
Ricardo Teixeira anuncia apoio à Kléber Leite para a presidência do C13;
Botafogo, Coritiba, Goiás e Palmeiras pedem “empréstimos” â CBF;
Fábio Koff é eleito presidente do C13 tendo JJ como seu principal cabo eleitoral;
Botafogo, Coritiba e Goiás, que votaram em Kléber Leite, tem o pedido de empréstimo atendido. O Palmeiras, que votou em Koff, não;
No dia seguinte a derrota no C13, Ricardo Teixeira anuncia que o Morumbi esta fora da Copa 2014;
CBF aprova Fielzão sem ver projeto e sem apresentar garantias financeiras;
CBF homologa 14 títulos brasileiros no período de 1959 à 1970, mas não reconhece título do CRF em 1987;
Na véspera da reunião que definirá licitação dos direitos de TV aberta, CBF reconhece CRF como Campeão Brasileiro de 1987;
CRF e SCCP ameaçam deixar C13.

Aguardem os próximos capítulos.

5 comentários:

Anônimo disse...

guedex, perfeito!

taí uma análise que, infelizmente, não veremos na imprensa...

lelo disse...

é foda, essa tudo está na cara que é roubalheira, mais ninguém faz nada tudo na cara, Que VERGONHA desses políticos brasileiros, até quando vamos viver nesta nojeira?

Borba disse...

Caraca, essa eh a real msm, bela analise. Agora, será q toda essa galera vai seguir crf e sscp? Será q conseguirão um contrato melhor q conseguiriam com o C13 (msm q sem os dois traíras-mor)?

Anônimo disse...

Vamos ver quão idiotas são os presidentes do CRF e do SCCP!

Anônimo disse...

É ai isso mesmo, gostaria de ver uma analise desta na imprensa oficial, mais eles são corruptos.

Postar um comentário