quarta-feira, 30 de março de 2011

O Fabuloso chegou

Reprodução: Site Oficial do SPFC


O Fabuloso chegou. Uma grande festa foi preparada para a apresentação do craque, e mais de 45 mil torcedores compareceram ao Morumbi nesta terça-feira em evento que emocionou o camisa 9, que foi ovacionado pela torcida. Luis Fabiano agradeceu todo o carinho na primeira coletiva dele como novo jogador do São Paulo.
"Nunca tinha visto uma apresentação com tanto público. Algo novo, um sonho, uma coisa inesquecível que vou levar para sempre. Espero poder corresponder a tudo isso. A festa foi maravilhosa, mas amanhã (quarta-feira) já começa o trabalho", ressaltou Luis.
A contratação do atacante deixou a torcida em êxtase. Desde o anúncio feito pelo Site Oficial, os torcedores estão demonstrando todo o afeto ao jogador pelos fóruns da internet. Laço de amor que será ainda mais estreito nos próximos quatro anos, tempo de contrato de Fabuloso com o São Paulo.
Depois de seis temporadas no Sevilla, da Espanha, Luis Fabiano nunca escondeu seu desejo de retornar ao Tricolor, onde sempre foi feliz. Outros clubes, até mesmo brasileiros, fizeram propostas pelo jogador. Mas de nada adiantou. Prevaleceu o seu desejo. Fabuloso voltou para casa, um lugar onde sempre quis voltar.
"Minha vontade era voltar para o São Paulo. Só aceitei esta proposta. Quando eu soube do interesse do clube, fiquei feliz e fiz tudo possível para vir. Minha primeira opção sempre foi o São Paulo", completou o são-paulino.
Luis, em sua primeira passagem no clube paulista, disputou 160 jogos e marcou 118 gols. Neste retorno, ele não esconde o desejo por títulos e se consolidar ainda mais como um dos grandes ídolos e artilheiros da história do São Paulo. Confira agora trechos da entrevista do novo reforço são-paulino.

Emoção na volta ao Brasil
"Começou no aeroporto, quando cheguei já havia muita gente, já foi a primeira emoção, saí no meio do torcedor e foi uma coisa nova, nunca tinha passado por isso. Hoje foi como sonho, voltar a vestir a camisa do São Paulo no Morumbi foi muito marcante, nunca havia visto uma apresentação de um jogador com tanto público aqui no Brasil, é algo novo. Essa é uma coisa inesquecível, espero poder corresponder a tudo isso"

Seleção
"Quando saí pra Europa sempre deixei claro que gostaria de retornar ao futebol brasileiro com condição de poder jogar outros vários anos, disputar jogos em alto nível, sempre deixei claro que não gostaria de voltar com 32, 33, 34 anos, tinha esse sonho de voltar antes. Acabei realizando esse sonho e volto pensando no São Paulo. A seleção é uma coisa que ainda faz parte da minha vida, da carreira, ainda penso em seleção, tenho condição de ajudar. Mas hoje o objetivo número um é poder voltar bem no São Paulo, ser o Luis Fabiano que todos conhecem, e a seleção será consequência. Hoje eu só penso em dar certo no São Paulo, depois a seleção vai chegar dependendo do meu rendimento com a camisa do São Paulo"

Outros três clubes sonharam com você, como foi esse período de negociação?
"Minha vontade era voltar pra cá, não aceitei nenhuma proposta, mas tive muitas. Por empréstimo é uma coisa que o Sevilla jamais aceitaria, e quando eu soube que o São Paulo estava interessado eu fiquei muito feliz, tive que fazer todo o possível pra vir pra cá, e deu certo. Eu gostaria de voltar ao Brasil, mas minha primeira opção sempre foi o São Paulo. Eu não sei se me adaptaria em outro clube a não ser aqui"

Mesmo sem títulos a torcida te ama. Por que?
"Eu venho aqui pra continuar a minha história e pra ganhar aquilo que faltou na minha passagem anterior. Venho para ganhar títulos, lógico que tem algumas coisas importantes, como chegar a ser o quinto artilheiro da história do São Paulo, que seria uma coisa bonita. Mas meu principal objetivo é conquistar títulos, tenho quatro anos, muito tempo pra isso, lógico que se não ganhar no primeiro ano a pressão é grande. Mas acredito que com esse grupo que tem o São Paulo é possível, pois tem muito talento nesse grupo. Sou ídolo do são-paulino porque todas as vezes que entrei em campo me doei 100%. Batalhei muito, fui guerreiro. Para ganhar títulos precisa de algo mais que faltou não ocasião, mas o torcedor realmente reconhece quando o cara se doa pelo time e foi isso que eu fiz. Por isso que eu tenho o reconhecimento do torcedor"

O que achou da apresentação?
"Fabulosa, maravilhosa, muito legal, foi demais. Aqui cabe bastante gente, por isso vem bastante gente (risos). Mostra a grandeza que tem o São Paulo, o torcedor são-paulino mostra que tem esse amor pelo clube e tenho que agradecer a tudo que foi feito para que isso acontecesse. Foi um trabalho de três semanas, desde quando eu assinei o contrato. Começou o planejamento pra essa festa, deu tudo certo e foi muito legal"

Como foi o domingo, primeiro dia após a volta ao Brasil?
"Domingo começou espetacular, não imaginava ter tanta gente no aeroporto mesmo porque cheguei às seis da manhã. Depois uma expectativa muito grande para o clássico, muito importante, foi uma vitória espetacular, com o gol número 100 do Rogério coroou meu domingo. Foi fantástico, RCogério tem uma estrela muito grande"

O que pensou no caminho até o Morumbi?
"Quando eu cheguei na praça e vi o tanto de gente que tinha já começou a emoção, pois parecia jogo de Libertadores e eu não imaginava que viria tanta gente. Já começou o nervosismo, a ansiedade de entrar em campo e festejar junto com a torcida. Quando eu vi realmente o tanto de gente que tinha aí sim eu fiquei muito nervoso. É uma coisa inesquecível na carreira, nunca tinha passado por isso. Só vi na Europa. Eu me imaginava estando ali, hoje pude passar por isso, foi maravilhoso, inesquecível, vai ficar marcado pra sempre na história do futebol brasileiro"

Você já se vê no time do São Paulo?
"Espero que eu entre, me entrose o mais rápido possível com os companheiros, com os jogadores rápidos que o clube tem. Espero que eu entre e possa acrescentar aos meninos, possa ajudá-los em campo, e que eu possa acrescentar. No começo será um pouco duro, pois após ficar sete anos na Europa você tem que mudar o estilo, mas espero poder me adaptar ao time e ajudar. Quero sobretudo ajudar os meninos e entrosar o mais rápido possível. Isso é muito importante"

Experiência
"Temperamento é uma coisa do passado, com o tempo vai adquirindo experiência. Hoje não sou aquele menino que era explosivo e não aceitava perder, hoje tenho uma certa experiência como a Copa d Mundo e hoje sou outro Luis Fabiano, um jogador mais calmo que com certeza vai pensar muito antes de fazer qualquer besteira. Não que eu não vá fazer, pois santinho ninguém é (risos). Mas como nos planos passados não vai acontecer"

Como foi o primeiro contato com os garotos?
"Com alguns jogadores eu já tive contato. Eles me receberam superbem, com festa, dizendo que estão ansiosos de poder jogar comigo. Fico feliz, pois me senti realmente em casa com os meninos. Esse grupo, com essa união que eu vi que tem, acho que tem tudo pra conquistar muitas coisas se continuar assim com essa harmonia, união e companheirismo"

Nenhum comentário:

Postar um comentário