sábado, 12 de março de 2011

Plano ousado de marketing permitiu que São Paulo trouxesse Luis Fabiano

Reprodução: globoesporte.com

Clube lançará novos planos para sócio-torcedores, criará produtos para o jogador e ainda colocará à venda cotas de investimento no mercado publicitário
Marcelo Prado

Um plano arrojado de marketing. É desta maneira que o São Paulo bancará a contratação do atacante Luis Fabiano que, após cinco anos na Europa, acertou a volta para o seu time do coração. Pela contratação, o Tricolor desembolsou € 7,6 milhões (R$ 19,9 milhões) e o jogador assinará um vínculo por quatro temporadas.
- O São Paulo não seria irresponsável de entrar numa negociação de tamanha magnitude se não tivesse tudo equacionado. A negociação foi feita como eu sempre disse. Para você repatriar um jogador de 30 anos, um investidor não vai simplesmente disponibilizar a quantia porque sabe que não terá retorno. Por isso, a única alternativa era fazer um plano de marketing, que foi o que fizemos – afirmou o diretor de futebol, João Paulo de Jesus Lopes, em conversa com a reportagem do GLOBOESPORTE.COM
O dinheiro para a contratação de Luis Fabiano virá de três maneiras. A primeira é que o clube criou dois novos planos para os sócios-torcedores: Fabuloso (custará R$ 80 por mês e dará ao torcedor uma série de benefícios, além do direito de assistir a todos os jogos do clube em uma arquibancada especial) e o VIP (custará R$ 500 por mês e que dará direito a, além de assistir ao jogo em um camarote especial, ganhar uma camisa autografada pessoalmente pelo jogador, além de acesso a festas exclusivas do clube).
A segunda parte é que o clube lançou várias cotas de publicidade, com valores variando entre R$ 250 mil e R$ 3 milhões e, quem comprar, terá direito a explorar a imagem do novo reforço são-paulino. A terceira virá da venda de produtos licenciados do clube e que homenagearão o novo camisa 9 do time do Morumbi.
- Foi o plano mais audacioso que eu já vi o São Paulo montar. Quando iniciamos esse projeto, imaginávamos que ele poderia dar certo, mas não tão rapidamente. Nessa semana, quando estávamos aqui na Espanha, começamos a conversar com empresas parceiras do São Paulo e outros investidores em potencial e a receptividade da ideia foi de aproximadamente 80%. Agora, quando retornarmos ao Brasil, vamos começar a oficializar essas questões – afirmou o diretor de marketing, Adalberto Baptista, em conversa coma reportagem do GLOBOESPORTE.COM
Adalberto contou que, quando foi para a Espanha, tinha autorização para oferecer até € 5 milhões para o Sevilla. Mas que, após conversar com alguns investidores em potencial, subiu a oferta em 30%.
- Tudo foi feito com planejamento, sem fazer loucuras. É um grande dia para o torcedor são-paulino – finalizou o dirigente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário