sexta-feira, 18 de março de 2011

Record ainda não tem plano comercial para o Brasileiro

Reprodução: Máquina do Esporte
Guilherme Costa

A Record já sabe que, se Corinthians e Flamengo concordarem, gastará R$ 100 milhões por ano com cada um desses times para transmitir os jogos deles no Campeonato Brasileiro em rede aberta. O que o canal não consegue responder ainda é de onde sairá esse dinheiro. O plano comercial da emissora para a competição nacional não foi concluído, ainda está sendo desenhado pelos executivos da Record.
Já existem empresas comprometidas para anunciar numa eventual transmissão do campeonato, mas o canal não divulga quantas são as marcas ou os segmentos em que elas atuam. O total de cotas que serão disponibilizadas e a entrega correspondente a cada uma delas também não foram determinados ainda.
Independentemente disso, a Record seguirá conduzindo negociações individuais com os times. A emissora não tem uma data limite estipulada para concluir essas conversas. Outro ponto que ainda não foi determinado pela Record é o espaço que o futebol ocuparia na grade da emissora. O canal fala em conversar com clubes e torcedores a fim de determinar o melhor horário para veicular o futebol.
Quando negociava com o Clube dos 13, a emissora chegou a falar que transmitira partidas com início até 20h. O certo é que a Record deve oferecer uma faixa mais nobre do que a atual. Para isso, o canal se apoia em estudos que mostram a queda de audiência do Campeonato Brasileiro na Globo durante os últimos anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário