quarta-feira, 2 de março de 2011

São Paulo negocia com investidor e planeja entregar Morumbi coberto em 2013

Reprodução: UOL 
Bruno Thadeu

O São Paulo recebeu mais uma notícia negativa vinda da organização da Copa, que oficializou o Itaquerão como sede paulista da competição de 2014. Mesmo ciente de que o Morumbi foi preterido, a diretoria tricolor avisa que o estádio será totalmente reformulado em até 18 meses, com ou sem Mundial. A principal novidade será a cobertura do local, que será nos moldes dos estádios portugueses utilizados na Eurocopa de 2004.
A reforma completa do Morumbi está avaliada entre R$ 260 milhões e R$ 300 milhões. Somente a cobertura do estádio representará R$ 150 milhões, segundo estimativa da diretoria.
Estádio do Benfica é visto como exemplo para o novo Morumbi

A princípio, o São Paulo não colocará recursos para a reforma. A Telefônica é uma das empresas que negocia participação na modernização do Morumbi. O contrato para reformulação do estádio deverá ser formalizado até o fim de abril.
A colocação do teto no estádio não impedirá o São Paulo de atuar no Morumbi, frisa o diretor de marketing do clube, Adalberto Baptista. A estrutura metálica que encobrirá parte do estádio será montada fora do Morumbi, em arcos, evitando modificações drásticas na área interna.
“Estamos em negociações finais para a definição do agente pagador. O Morumbi será coberto, no formato ‘chapéu’, com os arcos vindos de fora do estádio, como ocorrem com as principais arenas de Portugal. O São Paulo não vai precisar jogar em outro estádio enquanto o Morumbi passar por reforma”, destacou Adalberto Baptista ao UOL Esporte.
A diretoria tricolor ainda crê em uma reviravolta da Fifa e do COL (Comitê Organizador Local), que definiu o futuro estádio do Corinthians como a sede paulista da Copa do Mundo. O mandatário do time do Parque São Jorge, Andrés Sanchez, disse que as obras do Itaquerão deverão ocorrer em abril, mas afirma não ter definido quem bancará a construção.
“É a oficialização do que já havia sido definido. Ainda há pouco enviamos o contrato ao Corinthians e o distrato ao São Paulo”, confirmou Saint-Clair Milesi, porta-voz do COL.
O presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, enfatiza que o Morumbi terá linha de metrô (linha amarela, ainda incompleta) para atender aos torcedores, além de ficar próximo a hoteis e hospitais.
Antes de a Fifa apontar o Itaquerão como provável sede, o Morumbi foi inspecionado, sendo classificado como capaz de abrigar apenas a primeira fase (sem a abertura) até as oitavas. O São Paulo reformulou o projeto, mas a Fifa entendeu que o clube não apresentou garantias financeiras para a reforma da arena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário