quinta-feira, 17 de março de 2011

São Paulo, Palmeiras e Vasco são 'rebaixados' em nova divisão de receita da TV

Reprodução: UOL
Ricardo Perrone e Thales Calipo*

A nova hierarquia dos direitos de transmissão acabou prejudicando três grandes clubes. São Paulo, Palmeiras e Vasco da Gama, que figuravam no grupo dos que mais recebiam, foram “rebaixados” para um segundo nível. Dessa forma, Corinthians e Flamengo, que já estavam na elite, ficarão isolados como os dois times que mais irão faturar.
O novo organograma foi revelado por Paulo Odone, presidente do Grêmio. O clube gaúcho foi o primeiro a assinar contrato com a Globo para a venda dos direitos de transmissão do triênio 2012-2014 do Campeonato Brasileiro. Nesta temporada, a exibição segue normalmente entre Globo e Band.
Além de São Paulo, Palmeiras e Vasco, o grupo 2 também terá a participação do Santos, que na divisão anterior figurava solitário em uma chave intermediária entre o grupo 1 e o grupo 2.
A nova divisão dos grupos também representa um decréscimo na fatia que caberá ao trio “rebaixado”. De acordo com o presidente gremista, Flamengo e Corinthians ganharão 18% a mais do que os membros do grupo 2, que por sua vez receberão 18% a mais do que os times da terceira chave, que terá Grêmio, Internacional, Cruzeiro, Atlético-MG, Fluminense e Botafogo.

Nova divisão de receita da TV
GRUPO 1: Corinthians e Flamengo
GRUPO 2: Palmeiras, Santos, São Paulo e Vasco
GRUPO3: Atlético-MG, Botafogo, Cruzeiro, Fluminense, Grêmio e Internacional
No último grupo aparecem os demais clubes, como Coritiba, Atlético-PR, Portuguesa, Guarani, Bahia, entre outros.
Para essa divisão, no entanto, a Globo ainda precisa convencer São Paulo, Atlético-MG, Internacional, Bahia e Atlético-PR, que seguem alinhados ao Clube dos 13. Os demais, segundo Paulo Odone, já estão apalavrados com a emissora carioca.
*Colaborou Marinho Saldanha, em Porto Alegre

RedeTV! ou Globo? Entenda o que acontecerá com o brasileiro na TV
A RedeTV! venceu a licitação aberta pelo Clube dos 13. Ela exigiu, no entanto, que todos os clubes filiados assinem o contrato, caso contrário a proposta se torna inválida. Essa assinatura ainda não ocorreu porque parte dos clubes está negociando separadamente com as televisões.
O Grêmio, um dos dissidentes, já assinou contrato com a TV Globo. Agora, ou os clubes se unem e fecham com uma única emissora, ou o Campeonato Brasileiro do próximo triênio (2012 a 2014) corre o risco de ser dividido entre duas televisões.
Neste último cenário, o torneio fica dividido. Pela legislação brasileira, o direito de arena é dos dois clubes que estão em campo. Portanto, qualquer transmissão depende da autorização dos dois times envolvidos, o que pode forçar a Globo a só exibir confrontos entre os times com os quais tem contrato, assim como a RedeTV!. Portanto, jogos de clubes que tenham contratos com emissoras distintas não seriam transmitidos.
Oficialmente, São Paulo, Inter, Atlético-MG, Atlético-PR e Bahia seguem alinhados com o Clube dos 13 e, consequentemente, com a RedeTV!. Vitória, Goiás, Guarani, Portuguesa e Vitória são os indecisos. Corinthians, Flamengo, Fluminense, Botafogo, Vasco, Cruzeiro, Coritiba, Grêmio, Santos e Palmeiras negociam seus direitos separadamente, sendo que o Grêmio já fechou com a Globo.

2 comentários:

Anônimo disse...

Bem tendenciosa a manchete, não?

Sera que nao foram Flamengo e Corinthians que foram promovidos por terem implodido o C13??

Obvio que foram!

Marcello disse...

Pedir respeito aos torcedores não seria válido à nenhum time, pois isso falta à CBF e à Globo. Agora dizer que um time como o SPFC, maior campeão brasileiro, único tri-mundial (um bem recente, diga-se de passagem), a torcida que mais cresce e time que dá maior público e audiência foi 'rebaixado' é piada. Acho que foi a única maneira de relacionar o SOBERANO à palavra rebaixado, só pode ser. O Ego e a Inveja são doenças desses cidadãos.

Postar um comentário