quinta-feira, 7 de abril de 2011

Dutos ainda ameaçam Itaquerão

Reprodução: Folha.com
Tatiana Freitas
Eduardo Ohata

Petrobras prevê obra até agosto, o que pode atrasar estádio

O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, declarou ontem que é possível, "até o mês de agosto", desviar os dutos da Transpetro, empresa de logística e transporte de combustíveis da estatal, localizados sob o terreno em Itaquera onde será erguido o estádio corintiano.
O prazo estimado por Gabrielli, entretanto, coloca em risco os planos da Odebrecht, que pretende começar as obras no mês que vem.
""Estamos com o cronograma pronto e em negociações. É possível deslocar os dutos. Precisamos apenas resolver questões contratuais", disse Gabrielli ontem à tarde.
O presidente da estatal não deu prazo para o início das obras. "Sem contrato, não podemos fazer nada."
Apesar disso, Gabrielli calcula que é possível retirar os dutos da área até agosto.
A empreiteira informou que, oficialmente, não se pronuncia sobre o projeto.
No Corinthians, argumenta-se que as obras do estádio podem começar antes da retirada dos dutos, pois os canais se localizam abaixo da área onde será construído o estacionamento da arena.
Além de não haver movimentação de grande impacto sobre aquele setor, acrescentam que as obras poderiam ter início pelo lado oposto.
O presidente corintiano, Andres Sanchez, tem repetido que o problema já está solucionado e que custará ""menos do que se imagina". Por seu cálculo, será entre R$ 2 milhões e R$ 10 milhões.
Mesmo desviados, os dutos terão de respeitar a faixa de domínio da Petrobras, área em que não se pode executar obras para que os canais não sejam danificados e para possibilitar a manutenção dos dutos sem que haja problemas na vizinhança.
Os dutos OSVAT 22 e OSVAT-OC 24 ligam São José dos Campos a São Caetano.
Segundo especialistas, a existência dos dutos tem potencial para impedir que sejam utilizados bate-estacas, que poderiam danificá-los. Isso encareceria o Itaquerão.
Quanto à necessidade de desviar a rota dos dutos da arena, argumentam que seria uma opção extremamente custosa para a construtora.
Ontem, membros da Fifa ouviram de representante da Odebrecht que, pelo cronograma dele, o orçamento final do estádio de Itaquera estará pronto até o fim do mês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário