sábado, 16 de abril de 2011

Morumbi (o bairro) X Morumbi

Reprodução: Radar on-line

O São Paulo definiu uma lista de empresas interessadas em exibir seu nome no estádio do clube em troca de um financiamento de 140 milhões de reais - dinheiro necessário para cobrir o campo e construir nele uma arena multiuso para 25 000 pessoas. Despontam na relação são-paulina Sony, Samsung, LG, Oi, Claro, Goodyear e McDonald’s. No caso da Sony, as negociações progrediram. Até o comando da empresa no Japão já foi acionado para decidir o assunto.
As pretensões tricolores podem esbarrar, porém, em uma questão local. A Sociedade dos Amigos da Vila Inah, que reúne os moradores das imediações do estádio, entrou na Justiça para impedir que o local continue sendo usado para a realização de shows. Se o processo prosperar, será mais difícil convencer empresas a dar o nome ao estádio.

Comentário do blog
A cada hora aparece uma informação diferente sobre esse assunto. Até agora especulava-se que uma empresa de telefonia fixa estava quase fechada com o Tricolor, e nessa esse matéria do Lauro Jardim, ela sequer é citada.
É por isso não falo o nome das empresas que ainda não assinaram contrato. Essas empresas aparecem na mídia as custas do São Paulo sem pagar nada.
Quando a cobertura do Morumbi, pelo jeito ainda falta muito para que se encontre um parceiro.


Atualizado às 11:32
A coluna De prima, do LANCENET, traz hoje uma informação completamente diferente sobre a cobertura do Morumbi.
Segundo o diário, a minuta do contrato já estaria sendo analisada por um amultinacional que pagaria R$ 150 milhões pela exploração por 10 anos do “naming rights” da arena de shows que será feita atrás de um dos gols com capacidade paga 25 mil pessoas (veja aqui). 
Ainda segundo a coluna, o anúncio será feito logo após a vitória de JJ nas eleições do clube.
Espero que seja realmente verdade mas, se nós são-paulinos, duvidamos que o SCCP consiga os R$ 350 milhões por “naming rights” de 20/30 anos em todo Fielzão, essa expectativa do SPFC também me parece alta.

4 comentários:

Anônimo disse...

Fala Guedex...
Tenho acompanhado seu blog, muito bom.
Parabens pelas materias..
Agora quanto ao Post, sera que ganha força este apelo. Parece que tudo que envolve o nome do Moruba, tem um plano negativo no vacuo.
Abs.

Junior - Bauru

Régis/SP disse...

Sem dúvida, trata-se de uma guerra de interesses feito pela imprensa e pelos interessados.
A cobertura do estádio em nada afeta a Vila Inah, mas a Associação Vila Inah tem outros, digamos, "interesses"...
O interesse deles talvez venha de longe, lá de Itaquera.
Enquanto isso, a guerra de interesses não afeta só o São Paulo, pois o clubinho da marginal ainda também não tem interessados no Naming Rights de sua Arena, por conta de uma série de problemas e indefinições que envolve a construção do Estádio.
Enquanto Gamba's Arena não sair do papel, o São Paulo vai enfrentar vários problemas, seja via imprensa ou via 'associações' da vida...

Anônimo disse...

Parece aquele cara do esgoto que tomou um processo monstro!

Ninguém sabia que iriam morar perto de um estádio de futebol? Bem que alguém poderia dar uma investifada nessas "ONGs" e "Associações".





Helder

Delgado disse...

Muitos podem falar que isso é uma teoria conspiratória, mas a grande verdade é que o São Paulo tem muitos inimigos por conta de seu estádio.
Um grupo de inimigos ocultos, que tem se irritado muito com a quantidade de shows que estão ocorrendo Morumbi é formado pela Prefeitura e seus parceiros do Anhembi, que estão passando ao largo desses eventos e não conseguindo atraí-los para o complexo do Sambódromo/Anhembi.
Isso tem gerado muito descontentamento.
A situação está chegando ao ponto de alguns desses empresários pressionarem a Prefeitura para achar alguma saída legal no sentido de proibir ou diminuir o número de shows naquele estádio.
O interesse, claro, está no estoque de shows que está por vir.
Sem instrumentos legítimos para mudar o cenário, parece óbvio que esse pessoal achou uma saída: se travestir de Associações e ONGs interessadas na preservação do bairro do Morumbi.

Postar um comentário