sábado, 16 de abril de 2011

O estádio de cada um


Rosemberg ironiza estádio Tricolor mas mendiga dinheiro público para construção do Fielzão.

14 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Guedex disse...

Galinha mal-educada quando cacareja aqui leva "block"
huahuahuhaahahuahau!

Diego Fontecilla disse...

Colega, suas respostas são excelentes! Parabéns!

Régis/SP disse...

Dizem que o Rosemberg era são-paulino, mas um dia achou uma teta e agora se diz corintiano para não largar mais dela (quem sabe a Poa Textil explique boa parte dessa mudança).
Se for verdade, a mudança do time para o qual o indivíduo torce, já mostra bem o caráter dele.
O problema é que ele chama o Morumbi de panetone, talvez utilizando a opção sexual dele, achando que todos os demais são-paulinos sejam como ele.
E tem mais, independente da opção sexual, todos os que querem torcer para o São Paulo são bem vindos. Desde que tenham caráter e não usem a mesma régua do Rosemberg para medir os outros.
Logo ele Rosemberg, que tem sobrenome de judeu, fazendo piada preconceituosa, só para ganhar simpatia política no seu atual clube. Tem futuro por aquelas bandas...

Diva disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Diva disse...

Adorei!!!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Régis, sou paulista, nascido em São Vicente, mas moro no Piauí há 23 anos, tenho orgulho de ser paulista e de morar aqui. Sou casado, funcionário público. Não sei se sabem, mas aqui no Piauí, a torcida do São Paulo é a 2ª maior do estado, aqui na cidade onde moro, Parnaíba, vejo dezenas de São-Paulinos por dia, na cidade onde trabalho, há 13km daqui, é do mesmo jeito. Nossa torcida cresce a cada dia, porque nosso clube é grande e cresce, não porque precisa de coisas que não tenha, como um grande estádio, temos um e erguido pelas mãos de torcedores.
Outra coisa cara, se no dicionário, bambi tiver sinônimo de campeão, sou bambi com muito orgulho até morrer.
Isso foi só uma invenção daquela macumbeira chamada vampeta, pra sacanear nós, e tem gente que pega pílha, por isso que eles insistem nisso. Mas que se cuide "vampira", pois qualquer hora o Brasil pode ficar sabendo da verdadeira história, do verdadeiro bambi.]

Não é "vampira"?

Anônimo disse...

Rosemberg é um recalcado.

Helder

Hernandes911 disse...

Melhor um panetone que rende quase 40 milhoes por ano ou uma monte de torre de papel. fica mendigando dinheiro publico, e que alem de nao dar lucro nenhum ilude sua torcida.
tenho uma ideia mais barata pra eles, façam no lugar uma arena de rodeio. pelo menos na grama eles economizaram.

SAUDAÇÕES TRICOLORES... VAMOS SÃO PAULOOOOOOOO

Anônimo disse...

O Rosemberg é gay não assumido.Sai do armário bicha velha e ultrapassada.Por isso tá onde tá!!

Anônimo disse...

Conheço razoavelmente a família Rosemberg. Pelo que sei o pai dele, médico, era são-paulino doente. Ele sempre foi corinthiano, segundo a irmã. Mas desqualificar desse jeito e ofender os que torcem pelo time do pai é um tanto estranho, não? Algo freudiano ou mero oportunismo?

Diego Fontecilla disse...

GuedeX, me tira uma dúvida: você trocou o "Paulistano Otário" por "Me dá um dinheiro aí" por sugestão do Juca Kfouri?

Anônimo disse...

Não só esse Rose-mberg, mas todos os demais, o que acham dos respctivos pais, irmãos, filhos, cunhados... são-paulinos?

Outra coisa: Será que ninguém nunca chamou Corinthiano de gambá ou galinha nos comentários de blogs? Pelo meno eu, nunca vi, ao passo que somos chamados de bambis em quase todos.

Guedex disse...

Sim.

Postar um comentário