segunda-feira, 30 de maio de 2011

Jovem Henrique Miranda é nova esperança do São Paulo

Reprodução: ESTADÃO.COM.BR

Imagem: Rubens Chiri/Site Oficial do SPFC

Em novembro passado, pouco mais de um mês depois de assumir o São Paulo, o técnico Paulo César Carpegiani visitou o CT da base do clube, em Cotia, em voltou impressionado com um jogador juvenil. "Teve um em especial que me chamou a atenção. Tem um perfil que eu gosto, é rápido e inteligente", destacou o treinador na época, sem revelar quem seria o jovem promissor.
Neste sábado, o segredo foi revelado. O lateral-esquerdo Henrique Miranda, agora com recém-completados 18 anos, é a nova grande esperança da base tricolor. O jovem fez seu primeiro jogo como profissional substituindo Juan no intervalo da partida contra o Figueirense, no Morumbi. Ele não sentiu o peso da responsabilidade, sendo um dos melhores são-paulinos em campo.
"Eu estava esperando uma oportunidade, mas fui pego de surpresa. Não esperava que fosse tão rápido. E, felizmente, consegui mostrar meu futebol e ajudar o time a sair com a vitória. No começo dá aquele frio na barriga, mas depois que a bola rola tudo passa", disse Miranda, que passou a usar também o "Henrique" no nome para não ser confundido com o zagueiro de mesmo sobrenome.
Henrique Miranda teve adiada sua estreia duas vezes. Carpegiani desejava promovê-lo já no ano passado, mas foi convencido pela diretoria a adiar o irremediável para que houvesse tempo de o clube se precaver em relação ao contrato do jogador. Depois, perdeu o jogador para a seleção brasileira sub-18. Com a saída de Junior Cesar, exatamente para abrir espaço a Miranda, o jovem ganhou sua primeira chance.
E engana-se quem pensa que o garoto ficará satisfeito em substituir bem Juan quando necessário. Depois de 45 minutos como profissional, ele já fala em ser titular do São Paulo. "Estou trabalhando para ser titular, para conseguir o meu espaço. Vou seguir treinando forte para ser escalado. Agora é ir com calma, pois ainda tenho muita coisa para aprender", completou Miranda.
Carpegiani deve dar mais oportunidades ao garoto. "Dos meninos que eu fui ver lá em Cotia, o Henrique era um que me impressionou. Acho que só vai ter progresso agora com continuidade. Tem um futuro brilhante. Ele joga fácil, chega na frente. Um menino que tem características espetaculares para a posição", ressaltou o treinador.
Henrique Miranda é o segundo jogador da equipe que disputou a Copa São Paulo este ano a ter uma oportunidade no time de cima. Antes dele, o zagueiro Luiz Eduardo já havia atuado como titular em algumas oportunidades. O volante Rodrigo Caio e o lateral-direito Lucas Mendes também já foram promovidos, assim como o goleiro Leonardo, que está sendo observado na Barra Funda.
O quinteto faz parte da terceira geração desta nova fase de aproveitamento de jogadores formados em Cotia, a ''geração 93'' (atletas nascidos em 1993). A ''geração 92'' tem dois titulares: Lucas e Casemiro, enquanto a ''geração 91'' é representada por Wellington, Bruno Uvini, Henrique e Zé Vitor. Todos, além de Willian José, correm o risco de desfalcar o São Paulo em agosto se forem convocados para o Mundial Sub-20.

Nenhum comentário:

Postar um comentário