sábado, 28 de maio de 2011

Justiça cassa divisão do título brasileiro de 1987 com Flamengo

Reprodução: ESTADÃO.COM.BR

A polêmica em torno do campeão brasileiro de 1987 está oficialmente de volta. Nesta sexta-feira, o Sport informou em seu site oficial que a Justiça Federal derrubou a resolução da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) que dividia o título daquela edição entre Flamengo e o clube pernambucano, anunciada em fevereiro deste ano.
Segundo o diretor jurídico do Sport, Arnaldo Barros, a CBF tem agora um prazo de 48 horas para atender a solicitação da Justiça. "Acabei de pegar a decisão, que foi no sentido de expedir uma carta precatória para a CBF na pessoa do Sr. Ricardo Teixeira ou de quem responder por ele, dando um prazo de 48 horas para que ele revogue a resolução número 2 de 2011", disse.
"Ele ainda tem o mesmo prazo para editar uma nova resolução afirmando expressamente que o Sport é o único campeão do Campeonato Brasileiro de 1987", continuou o advogado rubro-negro no comunicado postado na página oficial do clube.
Barros disse ainda que a entidade que comanda o futebol brasileiro pode ser punida caso não cumpra a decisão. "Se ele não atender a determinação, terá penalidades. Uma delas é uma multa de R$ 500,00 enquanto perdurar o descumprimento e até uma apuração de crime por desobediência", concluiu o diretor jurídico.
O reconhecimento da CBF fazia com que o Flamengo tivesse o mesmo número de conquistas do Campeonato Brasileiro que o São Paulo (seis), o que lhe conferia a Taça das Bolinhas. Diante da provável reviravolta, a novela em torno de quem deve ficar com o troféu também deve voltar a fazer parte do noticiário esportivo.

Um comentário:

Bruno Lima disse...

Novamente, o Ricardo Teixeira vai desviar a atenção para isso e fazer "a gente esquecer" as bagunças que ele e seu turma apronta, e sempre fica por baixo dos panos.

Postar um comentário