domingo, 1 de maio de 2011

Para Carpegiani, culpa pelo revés é do intervalo

Reprodução: Folha.com

Paulo César Carpegiani assume sua parcela de culpa pela eliminação tricolor.
Mas não exatamente pelos motivos que lhe competem. "Perdemos muitos gols lá na frente no primeiro tempo. Assumo a responsabilidade por essas bolas."
O técnico elogiou a atuação dos são-paulinos na primeira metade do clássico e fez uma análise no mínimo pitoresca sobre a derrota.
"Não fosse por aquela parada no tempo [intervalo], se o jogo tivesse continuado, teríamos vencido", lamentou. "Fizemos o melhor primeiro tempo desde que assumi o São Paulo", classificou Carpegiani, que está no clube desde outubro.
"Criamos, tínhamos posse de bola. Já sabia que não teria a mesma condição no segundo tempo e alertei os meus jogadores", disse.
No desespero, colocou três jogadores com características ofensivas: Willian José, Rivaldo e Fernandão.
O técnico foi questionado pela escalação e manutenção do atacante Marlos até os 24min do segundo tempo. Ele deu lugar a Rivaldo.
"Achei que o time estava bem, criamos bastante e não concluímos. Sobre a substituição, a gente aceita", comentou Marlos.
Os jogadores pouco falaram após o revés. "Tivemos chances, mas paciência. Não existe injustiça no futebol. Existe ganhar ou perder", falou Rogério.

Comentário do blog
Na minha opinião a saída do Casemiro desequilibrou o time.

11 comentários:

Régis/SP disse...

Guedex, será que vamos ter uma boa proposta pelo Dagoberto no meio do ano?
Estou perguntando porque não aguento mais ver ele sumir em campo. Depois do primeiro gol do Santos, se escondeu novamente....

Guedex disse...

Régis, propostas acho que vai até ter mas ele só aceitará se for de um clube de médio para cima da Europa. caso contrário vai esperar o final de seu contrato, aem abril e sair de graça.

Anônimo disse...

porque nao pode comentar com letras maiusculas?

Borba disse...

Se o Sao Paulo nao perdesse tantas chances tinha matado o jogo. Depois q o Santos abriu ficou msm dificil tendo q sair pro jogo. O Sao paulo eh um time afobado, perdendo entao. Mais do q tatica, eh uma questao de consciencia.

Perdemos 3 chances antes do 1o gol santista. Jean, dagoberto e carlinhos, todos com opcao de companheiros abertos em melhor condição. Uma maior frieza e consciencia e uma dessas jogadas teria saido o gol.

Acho q o rivaldo no lugar do marlos, pelo menos a partir do 2o tempo, daria maior tranquilidade pra fazer a jogada. Qnd ele entrou ja era tarde. O problema eh q em relacao a finalizacao continuaria a msm draga. E realmente o casemiro nao deveria ter saido.

Guedex disse...

Na internet, convencionou-se que letras maiúsludas signifigam GRITOS, algo que, convenhamos, não ue não é agradável,
Se há a necessidade de se destacar uma palavra ou uma frase, não tem problema, mas o texto inteiro , não.
Abraço!

Anônimo disse...

Guedex, concordo que a saída do Casemiro foi precipitada. Deveria ter entrado primeiro o Rivaldo no lugar do Marlos e só depois, nos últimos minutos, ir para o tudo ou nada. O Carpegiani tem minha simpatia, mas às vezes é suicida demais.

Diogo

Leopoldo Molica disse...

Eu nunca vi um jogador como o Marlos. Consegue driblar 3 em uma jogada mas depois vai lá e dá um passe errado. É só cercar e esperar ele passar ou chutar pra lateral.

Concordo com todos que a substituição a fazer era marlos pelo rivaldo, alias, acho q o rivaldo tinha q começar jogando no sábado.

Mas entendo que o carpa tirou o casemiro por causa do cartão amarelo.

Dando uma de tecnico, eu tiraria o marlos pelo rivaldo e tiraria o xandão, onde o neymar tava deitando e rolando, e colocaria o wellington, por exemplo, que é um volante rápido pra colar nele e nao deixa-lo jogar.

Enfim, agora é pensar no Avaí que assim como a gente, foi eliminado e só terá a Copa do Brasil pra jogar.

Abração

Carlos Balaró disse...

O SPFC é um time previsível nas mãos do Capegiani e o nosso ataque é tão temido quanto um coice de porco (Ilsinho, Marlos e Dagobosta mata qualquer defesa de tanto rir). O nosso técnico sempre tira o Casemiro antes de qualquer outro, independente de quem vai entrar. Colocar o Fernandão, que não joga há 3 meses, é brincadeira (Cadê o Henrique?!?!). Colocar o Xandão para o Neymar é outra brincadeira (Cadê o Wellington?!?!). Estamos acéfalos, no comando técnico e na presidência!!!

Roberto Jr disse...

Na verdade o Murici matou o Carpegiani e o time do São Paulo, o problema não foi a parada e sim o que o Murici fez. Ele fez um leitura perfeita do que estava acontecendo em campo e com uma substituição simples no intervalo (coisa que nosso treinador nunca faz, demora para substituir) matou o jogo. O São Paulo não soube identificar a mudança tática do time adversário e ajustar a marcação, o resultado todos vimos, o 2o gol foi uma piada, lembra time de colégio em campeonato interno... Um dos maiores erros da historia do São Paulo foi mandar o Murici embora, acho que a torcida deveria começar uma campanha do volta-Murici (nada contra o carpegiani, ele faz um bom trabalho, mas bom acho que não é o suficiente), pois desde que ele saiu não ganhamos mais nada e o cara é o melhor treinador disparado. O que assistimos sábado foi um tapa com luva de pelica.

Roberto Jr disse...

Realmente colocar o Fernandão numa semi final é brincadeira de mal gosto. O cara não joga nada desde as 4as de final da Libertadores contra o Cruzeiro. Não fez nenhum partida da 1a fase do Paulista, não tem ritmo de jogo, por isso perdeu aquele gol de cabeça que estava feito. fala sério... Muito melhor o Henrique (que nem no banco estava, não sei porque) ou até mesmo o Bill José...

Régis/SP disse...

Em linha com o que o último internauta disse, eu assino embaixo e faço o mea-culpa, pois nos quatro anos de Muricy a frente do São Paulo cansei de criticá-lo pelo jogo de chuveirinho na área do adversário, pois era só isso que o São Paulo sabia fazer.

Hoje chego à conclusão de que isso não era culpa do Muricy e sim uma necessidade por falta de mão de obra qualificada, pois no sábado o Santos não fez um chuveirinho sequer na área do São Paulo, pois tinha jogadores capacitados para abrir mão desse expediente.

Entretanto, só trazer o Muricy não adianta.

Precisamos nos livrar de alguns lixos e trazer jogadores bons e não contentarmos com jogadores medianos do tipo Jean, que além da não saber finalizar, abaixa a cabeça quando cruza a bola na área (diferente do Ganso que em questão se segundos achou o Elano na área).

Postar um comentário