sexta-feira, 6 de maio de 2011

Parceiros do Fielzão temem fracasso

Reprodução: De prima

O contrato de terraplenagem do terreno do Fielzão que Corinthians e Odebrecht negociam para iniciar as obras do Fielzão antes da liberação do dinheiro do BNDES está empacado.
Nenhuma parte quer o assumir prejuízo, no caso de o projeto do estádio não ir à frente. O episódio mostra que apesar dos avanços junto à Prefeitura e Fifa, os parceiros ainda estão cautelosos.

3 comentários:

Anônimo disse...

Claro que ninguém vai por dinheiro bom, sem garantia de retorno ... ninguém é mecenas ... enm a Odebrecht ... a não ser que exista a "garantia" de receber de volta, através de alguma obra faraônica ... aliás, a Odebrecht só está na parada, por intervenção do Lula ...

Geraldo

Anônimo disse...

as coisas continuam caminhando como o esperado...

Anônimo disse...

Incrível, investidores cautelosos? Que investidores? Os 20 mi da grande SP?



Helder

Postar um comentário