sábado, 4 de junho de 2011

São Paulo sofre com vai e vem de lesões e completa 2º mês sem time completo

Reprodução: UOL
Bruno Thadeu

Paulo César Carpegiani já sabe que pela 11ª vez seguida não poderá contar com seus 11 jogadores ideais. Rhodolfo sofreu estiramento na coxa e desfalcará o São Paulo contra o Atlético-MG, quarta-feira, em Sete Lagoas. O excesso de lesões no elenco é a razão principal da impossibilidade de reunir time completo.
Suspensões e convocações à seleção brasileira surgem bem distantes. Rhodolfo e Fernandinho sofrem mesmo problema: o vai e vem ao departamento médico.
O zagueiro se contundiu em 4 de maio, quando lesionou a panturrilha na vitória sobre o Avaí, 1 a 0, no Morumbi.. Seu retorno ao time ocorreu 24 dias depois, diante do Figueirense. A volta não durou muito. Ele lesionou a coxa no treinamento desta quinta-feira e deverá ficar fora também do jogo contra o Grêmio, dia 11, em São Paulo.

PROBLEMAS FÍSICOS ATORMENTAM ATACANTE FERNANDINHO
Fernandinho também se tornou um assíduo frequentador do Reffis (centro clínico tricolor). Ele perdeu o final da temporada passada em virtude de uma lesão muscular na perna direita.
Em 2011, os problemas físicos continuaram incomodando o atacante. Fernandinho fraturou a fíbula no começo de abril. De volta à equipe, Fernandinho sentiu dores musculares, não treinou na sexta e é dúvida para o jogo em Sete Lagoas.
'Achamos melhor preservar o Fernandinho do treino desta sexta. O problema não tem nada a ver com aquela anterior [fratura na fíbula]. Vamos ver como ele se recupera', destacou o médico José Sanchez.
A última vez que o São Paulo pôde reunir time completo aconteceu na vitória diante do Santa Cruz, 2 a 0, em 6 de abril, em Barueri. Carpegiani lamenta ainda não conseguir reunir todos os atletas mesmo tendo mais espaços entre as partidas, aumentando o prazo de recuperação.
“Teremos um tempo de recuperação, já que não jogaremos no fim de semana. Enfrentamos esse entra e sai [de jogadores no time]. E agora temos partidas de domingo a domingo e mesmo assim temos enfrentado esse tipo de conveniência”, disse o técnico.
Do elenco considerado titular, apenas Jean, Juan e Casemiro não apresentaram lesões na temporada. Rogério Ceni atuou em todas as partidas do ano, mas foi substituído contra o Fluminense após lesão no tornozelo. Desde então, o camisa 1 segue trabalho dividido no campo do CT e no Reffis.
Luis Fabiano se recupera de cirurgia no tendão e não tem previsão de reestreia pelo clube.

Comentário do blog
Além dos procedimentos feitos após as partidas para a recuperação do desgaste dos atletas o REFFIS possui uma das melhores estruturas do país e por isso essa série de lesões não pode ser considerada normal. Qual a causa? Não sei. Mas Normal não é.
Assim como não é normal a sequência de contusões que o Fernandinho sofre. Está parecendo o “Podrinho”, ex-Palmeiras e Vasco. Espero que Rhodolfo não siga o mesmo caminho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário