quarta-feira, 29 de junho de 2011

Taxiando...


Em noite da despedida de Miranda e Bosco, justificativa pela ausência de Dagoberto não convence.

9 comentários:

Alan D'Avila disse...

HUAHahua, boa!
Se a arquibancada do Morumbi fosse como a do desenho seria bonito.

Anônimo disse...

Dagoberto é um bom jogador, mas um péssimo profissional. Birrento, só joga quando quer, e ele se quer jogar contra clube pequeno e em jogos de menor importancia. Some nas decisões e classicos. Jogador assim não pode jogar em clube grande. Vai acabar num bordeaux, parma ou betis da vida... Quando falaram que iriam trocar ele pelo D`Ale do inter, achei que era um bom negócio, mas pelo jeito, com as portas da europa abertas, creio que o negócio miou.... Vamos ficar com mais um "veterano" encostado esperando o contrato acabar pra ir embora, pior, criticando o que acontece no dia a dia do clube. Quando a diretoria vai acordar e perceber que precisa renovar contrato quando faltam 2-3 anos? Por que fazer contrato que acaba em Abril/Agosto se nossas temporadas vão de JAN a Dez? Quanta incompetencia.... Roberto

davi disse...

Bom dia...dago e´outro dodo da vida..so´joga contra time pequeno...quando o jogo e´dificil...some...desaparece....aproveitando seu idolatria pelo dago...rrsrsrsr.....coloque uma pesquisa se ele deve ficar ou sair do tricolor mais querido ..abraços

Régis/SP disse...

Pelo menos uma vez na vida ele vai ser útil para alguma coisa: estar ao lado da mulher no parto dela.
Entretanto, acho que na hora "H" ele vai sumir ou se esconder no banheiro.
Deve ser chato não ter utilidade alguma.

Anônimo disse...

gostaria que fosse agora. pelo menos o são paulo lucraria alguma coisa com ele.

Anônimo disse...

Independente de valores, para o SPFC é lucro de qualquer forma se livrar deste câncer.

Carlos Balaró disse...

Já vai tarde esse desagregador, chupim, jogadorzinho que joga uma e fica dez escondido.

Anônimo disse...

Dagoberto é fraco.



Helder

Anônimo disse...

Tomara que o Dagoberto saia. Passou anos jogando um futebol medíocre e agora, quando joga um bom, mas nada excepcional, futebol, anda falando demais. Ele não se esforça nas partidas e, quando o time perde, sempre manda recado para os demais. Várias vezes reclamou para a imprensa que "a bola não chegava" e agora foi aos microfones insinuar que o clube estava se iludindo com os novos jogadores. Ele esta achando que outros clubes vão ter paciência com ele, como o São Paulo teve. Aposto que em um ano estará jogando na segunda divisão.

Postar um comentário