sexta-feira, 29 de julho de 2011

Clubes ameaçam romper com a Fifa

Reprodução: Folha.com 
Martín Fernandez, Rodrigo Mattos e Sérgio Rangel

Entidade quer mais amistosos e desagrada a times do continente, que cedem a maioria dos atletas

A preparação das seleções que vão disputar a Copa de 2014 vai gerar mais um embate entre clubes europeus e a Fifa. Talvez o último antes de um rompimento por parte dos grandes times.

A intenção da entidade, segundo o secretário-geral Jérôme Valcke, é que mais amistosos sejam realizados antes do Mundial do Brasil.
Esse tipo de jogo serviria, diz Valcke, para melhorar o nível do futebol apresentado na Copa. "As pessoas falaram que o futebol na [Copa da] África não foi dos melhores, e nós queremos sempre o melhor", declarou o cartola.
Ele prosseguiu: "Alguns jogadores chegam cansados na Copa, então temos que ver o que fazer para que as seleções possam chegar bem preparadas e descansadas".
Ainda segundo Valcke, uma alternativa será a realização de "mais amistosos antes do [Mundial do] Brasil".
É tudo o que os times não querem. A Associação Europeia de Clubes tem um acordo com a Fifa que vai até 31 de julho de 2014. A Copa será de 12 de junho a 13 de julho.
Esse contrato é que permite a liberação de jogadores para as seleções disputarem amistosos e competições.
O acordo não inclui amistosos fora das datas Fifa e torneios como os Jogos Olímpicos, em que as negociações ocorrem caso a caso.
Como o descontentamento dos clubes é cada vez maior, já se discute, sobretudo na Inglaterra, a possibilidade de um rompimento.
A associação representa 197 clubes da Europa, mas nove gigantes puxam a fila de descontentes: Real Madrid, Barcelona, Milan, Inter de Milão, Bayern de Munique, Arsenal, Chelsea, Liverpool e Manchester United.
A intenção dos times, se acontecer um rompimento, é criar uma liga independente.
Nesta semana, Karl-Heinz Rummenigge, cartola do Bayern e presidente da associação, criticou Joseph Blatter, presidente da Fifa. "Ninguém crê em nada do que ele diz." No Rio, Blatter não quis responder.

Comentário do blog
Enquanto isso, no Brasil todos se curvam às vontades da FIfa e até aeroporto é fechado para que o barulho não atrapalhe a festa da “realeza”.

Um comentário:

Anônimo disse...

espero que rompam! que os clubes tomem o futebol das garras da fifa.

Postar um comentário