segunda-feira, 4 de julho de 2011

Para garantir o futuro, São Paulo segue renovando com jovens

Reprodução: LANCENET

Tricolor aos poucos vai estendendo os vínculos com suas revelações para evitar perdas

A renovação de contrato de Luiz Eduardo para até julho de 2016 é mais uma demonstração de quanto o São Paulo vem preservando a sua molecada. Desde o fim do ano passado, o clube vem, aos poucos, estendendo e garantindo vínculos maiores com as suas jovens revelações de Cotia e o zagueiro é o último a ganhar a sua valorização.
Quando o clube renova com o jogador, ele não garante só um tempo maior de permanência para seus pupilos, e sim, automaticamente, uma multa rescisória menos acessível para futuras investidas de outras equipes, tanto da Europa quanto do Brasil.
O primeiro a ter seu contrato renovado, ainda antes de subir para o profissional foi Henrique Miranda. O lateral-esquerdo, uma das apostas do técnico Paulo César Carpegiani para esta temporada, teve seu vínculo estendido ainda em novembro de 2010. O camisa 38 agora tem contrato até o final de 2013.
Wellington, Lucas, Rodrigo Caio e agora Luiz Eduardo, na mesma linha, também ganharam novos contratos desde que a filosofia de apostar na base vem sendo implantada.
Grande destaque do São Paulo nas primeiras rodadas do Brasileirão, Casemiro é o alvo da vez. Apesar de ter um acerto para até 2015, a cúpula são-paulina quer dar um aumento para o jogador. Assim sua cláusula de rescisão, que hoje gira em torno de R$ 30 milhões para fora do país e R$ 15 milhões para dentro do Brasil, também aumentaria, garantindo uma segurança maior para uma eventual tentativa de outro clube em levar o jogador.
A iniciativa também veta qualquer tipo de problemas como os que o Tricolor já teve com jovens jogadores, como no caso de Oscar. O meia, revelado no Morumbi, teve seu contrato prorrogado aos 16 anos de idade por mais de três anos, ação proibida pela Lei Pelé, que só autoriza contratos com mais de três anos apenas depois do atleta completar maior idade. Oscar era comparado a Kaká e após entrar na justiça alegando que as condições só eram favoráveis para o São Paulo, conseguiu a rescisão para ficar livre. O lateral-esquerdo Diogo foi outro que acabou entrando na Justiça, no entanto seguiu no clube.
Hoje o Tricolor usa a emancipação como uma alternativa. Quando o jogador completa os 16 anos, é oferecido o vínculo de três temporadas, mas um contrato de gaveta, que assim que o primeiro é encerrado, automaticamente é colocado em vigor.
Com uma grande geração de jovens valores, o São Paulo vai fazendo sua parte e garantindo o futuro do seu 'futuro'.

Confira os contratos dos jovens jogadores:

Bruno Uvini
O zagueiro, capitão da Seleção Brasileira Sub-20, tem contrato com o Sampa até 21/04/2014. O vínculo foi feito no dia 22/4/2009.

Luiz Eduardo
Titular nas sete primeiras rodadas do Brasileirão, o jovem de 18 anos tem cada vez mais espaço no clube. Neste último sábado teve seu contrato assinado até julho de 2016.

Lucas
Grande joia são-paulina, o camisa 7 ganhou um considerável aumento salarial, mais uma multa rescisória de R$ 180 milhões. Seu vínculo foi extendido em fevereiro deste ano até 31/12/2015.

Casemiro
Tem contrato atpe 22/02/2015, mas está negociando para conseguir um aumento salarial.

Wellington
Outro que ganhou destaque no início deste Brasileirão. No fim de dezembro ganhou um contrato até o fim de 2015.

Rodrigo Caio
Volante teve seu contrato renovado em fevereiro deste ano até 25/2/2016.

Henrique Miranda
Lateral-esquerdo tem contrato até 24/11/2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário