quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Adilson muda função de Wellington para transformá-lo em "Ramires são-paulino"

Reprodução: UOL
Renan Prates

Com apenas 20 anos e apoiado pelo então técnico Paulo Cesar Carpegiani, ele virou o protetor da defesa do São Paulo. Agora sob o comando de Adilson Batista, Wellington mudou de função: deixou de ser o primeiro volante e agora é o homem-surpresa e o ‘pulmão’ do novo treinador no Brasileirão.
No duelo contra o Vasco no último domingo, Wellington foi visto em muitas ocasiões no ataque, tentando surpreender e descolar a marcação dos vascaínos para permitir a entrada de outro jogador no buraco criado por seu deslocamento.
A boa capacidade física do jogador foi usada como argumento para o técnico Adilson Batista pensar em construir a versão são-paulina de jogadores como Ramires (então no Cruzeiro), Elias (ex-Corinthians), Arouca (do Santos) e Kleberson (do Atlético-PR), só para citar os últimos trabalhos do treinador no futebol.
"O Denilson é o primeiro volante. Eu vejo que o Wellington tem condições de fazer outra função. Contra o Internacional, ele jogou pelo lado esquerdo. Não vejo problema", explicou Adilson.
Questionado sobre a nova função, Wellington celebrou a confiança dada pelo treinador e disse que se prepara para cumprir o que lhe é passado. “Graças a Deus tenho bom condicionamento e venho me preparando para o que o professor pedir, eu fazer bem feito. Contra o Vasco, ele pediu para eu ir mais para frente, pelos lados, para levar a marcação do zagueiro, e foi o que eu fiz”.
Curiosamente, o jogador não foi aprovado em sua autocrítica sobre o desempenho na nova função: “Nesse jogo não fui tão bem, não produzi o que esperava, que era roubar bastante a bola e dar passes para gol. Creio que amanhã [hoje, contra o Bahia] farei uma bela partida e quero fazer bem feito para sair satisfeito”.
Segundo o Datafolha, o volante Wellington é o nono melhor passador do Brasileirão, com 93,1% de aproveitamento, e faz 11,3 desarmes por partida.

Comentário do blog
Espero que essa mudança de função de Wellington seja temporária pois Casemiro é o segundo volante da equipe.
Ou então ele está sabendo de algo que nós ainda não sabemos...

2 comentários:

Régis/SP disse...

Se os melhores fundamentos do Wellington são passar e desarmar, por que arrumar uma nova função para ele?
Será que o Adilson está querendo roubar o título de "Pardal" do Carpegiani?
Por outro lado, domingo passado o Wellington correndo perdido em campo e não produzindo nada de bom, me fez recordar daquela nossa dupla Alexandre "Rottweiler" e Fábio Simplício.
E o pior que só fomos ganhar algo de bom no futebol depois da saída dessa limitada dupla, no final de 2004.
Se o Casemiro está de saída, que para mim já não é lá essas coisas, e tudo levar a crer que sim com a vinda do Denilson, estou prevendo um futuro de futebol muito ruim para o nosso time.

Anônimo disse...

Guedex, você esqueceu de colocar o "não sabemos" entre "aspas"...

Postar um comentário