quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Com Morumbi fora da Copa, São Paulo pagou o preço por ser honesto, diz Ceni

Reprodução: ESPN.com.br

O goleiro Rogério Ceni manifestou a sua indignação com o fato de o Morumbi não ter sido aprovado como uma das sedes da Copa do Mundo de 2014. Mesmo um certo tempo depois da definição do Itaquerão, arena do Corinthians a ser construída, como palco do Mundial na cidade de São Paulo, o capitão são-paulino deu a sua cutucada na CBF, em entrevista à agência Radioweb.
"É o preço que se paga quando você quer ser correto, quando você quer ser honesto num mundo em que as pessoas não pensam dessa maneira. A gente vive a alguns anos sofrendo algumas coisas”, disse o goleiro.
Rogério Ceni deixou claro que, em sua opinião, o Morumbi só foi excluído da Copa no Brasil por interesses políticos e financeiros. Segundo ele, existem pessoas que levam vantagens com a construção de um novo estádio.
"(O Morumbi) era um estádio em que, quem quer gastar, é o São Paulo. Não dá certo. Se ainda tivesse alguma verba de fora. Mas a responsabilidade é do clube. Aí não dá para construir outro estádio, não tem R$ 1 bilhão pra gastar. Então não dá muito certo. Tem que ter dinheiro que a gente não tenha tanto controle porque, se tiver responsabilidade, não funciona”, disparou Ceni.
A forma como o dinheiro vem sendo gasto na organização do Mundial e a falta de estrutura foram outros pontos criticados por Rogério.
“O Brasil hoje não tem condições de receber uma Copa do Mundo. Quer dizer, tem condições de receber uma Copa do Mundo, nos moldes que a gente poderia receber. No Brasil só se pensa em levar vantagem. Então se constroem estádios e mais estádios. As pessoas não têm escrúpulos: elas governam e lideram por interesses pessoais e não por interesse do povo”, disse o capitão do São Paulo.

2 comentários:

Anônimo disse...

taí algo que todo mundo sabe, mas ninguém diz. parabéns pro capitão!

Renato - Bela Vista disse...

Eis o mito!
Vida longa!

Postar um comentário