quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Contratos do São Paulo de cinco anos com menores pode ser inútil

Reprodução: De prima

A ação do São Paulo de fazer contratos de cinco anos com atletas menores de 18 anos, baseando-se na Lei do Esporte (ex-Lei Pelé) não o protege se o atleta fugir para o exterior. Essa é a opinião de advogados com experiência em causas na Fifa. Em casos internacionais, a Fifa só leva em conta a própria regra, que neste caso fala em três anos.

Um comentário:

Anônimo disse...

Estes advogados estão desinformados. O próprio estatuto da FIFA reconhece a validade da lei local.

Postar um comentário