quinta-feira, 25 de agosto de 2011

'Não é no grito que o Cañete vai entrar', reclama Adilson

Reprodução: Folha.com
Thiago Braga

O argentino Marcelo Cañete foi contratado pelo São Paulo há pouco mais de um mês, mas ainda não estreou. Mesmo sendo praticamente desconhecido da maioria dos torcedores --que só devem ter visto lampejos do meia através de vídeos na internet--, em todos os jogos a torcida pede a entrada do jogador. O fato parece estar começando a incomodar o técnico Adilson Batista.
"A primeira coisa é o respeito pelo atleta. É um jogador de qualidade, que chegou e teve um período de recuperação, aí foi fazer trabalho físico", justificou. Mas depois ele mostrou que ainda falta algo para que o argentino tenha chances.
"Não é no grito [que Cañete vai entrar]. Amanhã [nesta quinta] tem treino contra os juniores, ele vai jogar. Podem ir lá ver. Eu tenho que vivenciar o jogo. Mas ele vai ter oportunidade. Hoje [ontem] optei pelo Rivaldo para ele controlar o jogo", explicou Adilson, negando peremptoriamente que esteja preterindo o argentino de propósito.

2 comentários:

Xandão disse...

Ta certo o Adilson. Quem pede o cara são essa turminha aqui do barzinho.

Só quem sabe como o cara está é quem acompanha os treinos diariamente.

Hoje pedem o cara... amanhã gritam FORA.

Essa é a nossa torcida de barzinho...

Abraço!

Delgado disse...

Esse Cañete deve ser ruim toda vida ou Adilson não entende nada de futebol, o que eu acho mais provável, pois num time onde tem lugar para Marlos, mesmo que na reserva, impossível que ele não consiga jogar.

Postar um comentário