quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Clubes se unem para criar associação de licenciamentos

Reprodução: Máquina do Esporte
Rodrigo Capelo

A elite do futebol brasileiro irá se reunir nesta quinta-feira (15) no Rio de Janeiro pela segunda vez neste ano para debater a área de licenciamentos. A principal novidade será a criação da Associação Brasileira de Licenciamento dos Clubes de Futebol Profissional (Abralic), já abordada no primeiro encontro, realizado em abril.
A entidade, idealizada por Botafogo, Vasco e Avaí, terá como principal função fomentar os setores de produtos licenciados dos clubes integrantes. A expectativa é que 19 equipes brasileiras tenham representantes na reunião, mas os organizadores esperam conseguir a adesão da maior quantidade times de futebol possível.
A princípio, a principal bandeira do órgão será o combate à pirataria. "Ela atinge a todos nós, independentemente do tamanho de cada um, e sozinhos não temos condições de combater esse grande mal", explica Otília Pagani, coordenadora de licenciamentos do Avaí. "Mas temos mais planos para executar no futuro".
A expectativa é que a entidade faça pesquisas para mapear o mercado de licenciamentos no país, no intuito de orientar cada time sobre o que pode ser feito para melhorar a eficiência nessa área. Não haverá, ressalta Otília, a função de representar os membros, por exemplo, em negociações de contratos com fabricantes e lojistas.
"Nós já vínhamos conversando com outros clubes de forma individual, mas é importante que todos estejam na mesma mesa, trocando informações, porque não concorremos entre nós", comenta Marcos Blanco, diretor de marketing do Vasco. Esse intercâmbio, pretende-se, irá facilitar que os integrantes explorem o mercado.
Uma situação que ilustra o que a entidade pretende coibir está no Rio de Janeiro. A D'Uomo, fabricante de peças íntimas masculinas, licenciou as marcas de Vasco, Flamengo e Botafogo, porque não é do interesse da empresa colocar apenas um time nas prateleiras. O Fluminense ficou de fora. "Vamos solucionar isso", diz Blanco.
A Abralic terá presidência e vice-presidências, mas a estrutura propriamente dita ainda não está definida. O organograma a ser adotado, bem como o estatuto e todas as regras que terão de ser seguidas pelos clubes, será definido nesta quinta, em comunhão com todos os presentes. Vasco, Botafogo e Avaí deverão ficar no topo. 

Comentário do blog
Essa associação irá durar até que algum clube vislumbre uma oportunidade de passar os outro para trás.
Espero que o São Paulo não se meta na organização desta entidade. Pode até se associar, mas que se preocupe apenas com seus interesses.
Acho que deveríamos seguir o exemplo do Atlético Mineiro que já concedeu desconto para quem levasse uma camiseta falsificada e comprasse uma original, e do Atlético paranaense que tem uma linha de camisetas mais baratas para serem vendidas em camelôs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário