quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Copa 2014 sob risco

Reprodução: Blog do Prósperi

A crise entre a Fifa e o governo federal é crítica. Nunca a Copa do Mundo no Brasil esteve tão ameaçada como agora. Não se trata de notícia plantada para favorecer um lado ou outro. No centro da questão está o tal projeto da Lei Geral da Copa que a presidente Dilma Rousseff enviou ao Congresso Nacional. Como já se sabe, a Fifa tem sérias divergências com alguns tópicos do projeto.
Dilma quer uma conversa franca com a Fifa, conforme revelou o ESTADO nesta terça-feira, para aparar as arestas da Lei Geral da Copa. Altos executivos da entidade que dirige o futebol mundial deram graças a Deus ao tomarem conhecimento da iniciativa da presidente. E aguardam até a primeira semana de outubro para se reunirem com Rousseff.
Se não houver entendimento entre a Fifa e o governo do Brasil nesta reunião, a Copa de 2014 mais uma vez será colocada em risco. No contrato firmado entre a Fifa e o presidente Lula, em 2007, há uma cláusula, a de número 7, que permite à entidade retirar o Mundial do País no caso de a Lei Geral da Copa não contemplar todas as exigências da entidade, como mostrou a coluna Panorama Esportivo, de O Globo, no sábado, dia 24/9.
Vem barulho aí.

2 comentários:

Anônimo disse...

Se a Dilma tirar a Copa do Brasil, eu prometo que votarei nela em 2014 hehe

Hernandes911 disse...

fiquei imaginando, imagina so sem copa e sem estadio, mineirão, maracana fonte nova todos estao demolidos, sem contar um q ta contando com a copa pra começar.

Postar um comentário