terça-feira, 13 de setembro de 2011

Rodrigo Souto foi para o Japão a contragosto


Segundo Vitor Birner, Rodrigo Souto só se transferiu para o futebol japonês para não contrariar seu empresário, Marcelo Tabalinho.
Como a proposta recebida estava próxima da renovação oferecida pelo Tricolor e sua esposa acabara de abrir uma academia, Souto recusou a oferta.
Porém, para não “pisar na bola” com Robalinho (que receberia comissão sobre a transação) aceitou o negócio a contragosto.
Como bem, disse o Birner, agora é o jogador que trabalha para o empresário.
Em tempo: Robalinho já está procurando clube no Brasil para a repatriar Rodrigo Souto na próxima temporada.

3 comentários:

Régis/SP disse...

Por essas e por outras que eu acho que o fim da lei do passe, muito defendida pelo seu amigo Juca Kfouri, na ápoca, foi um erro crasso do nosso futebol e criou um verdadeiro "cartel" de empresários (para não dizer máfia).
A lei poderia ser mais gradual e protegendo, principalmente, atletas da base. Mas não!
Com a cabeça de ostra da maioria dos nossos jogadores de futebol, poderia se esperar coisa melhor?

Xandão disse...

Não tem nome mais adequado para o empresário em questão: Robalinho...

hau ahu au hau hhau ahu hauhuahu ahu hau hua ha

Guedex disse...

Pô Xandão,
QUANDO eu pescava o danado era "da hora"

Postar um comentário