sexta-feira, 2 de setembro de 2011

São Paulo já perdeu um time inteiro em 2011. Veja quem saiu

Reprodução: iG
Mário André Monteiro 


Dos 11 atletas que já deixaram o clube paulista na temporada, três são zagueiros, posição carente na equipe de Adilson Batista 

Jogo a jogo, o técnico Adilson Batista quebra a cabeça para montar o time do São Paulo. Principalmente com os muitos desfalques que a equipe apresenta, seja por suspensão, seja por lesão. Na temporada 2011, 37 jogadores já entraram em campo com a camisa tricolor, sendo que 11 desses já deixaram o clube. Ou seja, o equivalente a um time inteiro.
Para o duelo contra o Figueirense, no próximo sábado, o comandante não terá um lateral direito para escalar. O titular Iván Piris está servindo a seleção do Paraguai, enquanto Jean, seu reserva imediato, está suspenso. No ano, o time já teve Edson Ramos, que veio do Mallorca, da Espanha, mas o jogador não era aproveitado pelo então técnico Paulo César Carpegiani e foi dispensado.
Recentemente, a defesa são-paulina também causou problemas para Adilson. Em determinado momento do Brasileirão, o treinador chegou a ficar sem zagueiro de ofício para escalar. Tanto que os volantes Zé Vitor, Rodrigo Caio e Denilson, o meia Cícero e o lateral Piris foram improvisados no setor com as ausências de Xandão, Rhodolfo, Luiz Eduardo e Bruno Uvini.
Na temporada, o clube teve outros três defensores. Renato Silva foi o primeiro a deixar a equipe. Ele fez apenas uma partida no ano e saiu ainda em Janeiro. Depois, foi a vez de Miranda e Alex Silva. O primeiro já tinha um pré-contrato assinado com o Atlético de Madri e sua saída era certa. Já Alex, que pretendia permanecer, foi liberado pela diretoria após algumas lesões e polêmicas.

Veja abaixo quem são os atletas que deixaram o São Paulo desde o começo do ano:

ILSINHO
Fez 25 jogos pelo São Paulo e anotou quatro gols. Seu contrato venceu no meio de agosto, foi feita uma proposta de renovação, mas o atleta não aceitou e acabou acertando com o Internacional. O meio-campista já fez duas partidas pelo clube gaúcho, ambas entrando no segundo tempo do jogo.

RODRIGO SOUTO
Atuou em 24 jogos com a camisa do São Paulo e deixou o clube em alta. Vinha sendo titular absoluto no esquema de Carpegiani, mas recebeu uma proposta considerada irrecusável do Jubilo Iwata, do Japão, e preferiu se transferir. Na sua estreia pelo novo clube, anotou dois gols. Souto fez quatro partidas pelo time japonês, sendo titular em todas.

MIRANDA
Jogou 23 vezes pelo São Paulo em 2011 e fez um gol. Se machucou no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil diante do Avaí, no começo de maio, e não jogou mais pelo time do Morumbi. Como já havia feito um pré-contrato com o Atlético de Madri, se transferiu para o clube espanhol no fim de junho. Foi titular na sua estreia pela equipe europeia, na Liga Europa, mas foi expulso. E na abertura do Campeonato Espanhol, ficou no banco de reservas.

ALEX SILVA
Fez 20 partidas pelo São Paulo. Seu último jogo foi no duelo da volta contra o Avaí, pela Copa do Brasil, que culminou na eliminação do time no torneio. Depois, se machucou e foi liberado pela diretoria por conta de algumas polêmicas e lesões. Atualmente está no Flamengo, onde já fez quatro partidas dentro do Brasileirão. Porém, machucou o joelho no último domingo e não tem prazo para retornar aos campos.

FERNANDÃO
Jogou apenas nove vezes no ano e não marcou gol. Uma série de lesões atrapalhou sua sequência no clube, que acertou a rescisão de contrato de forma amigável no começo de maio. Surpreendentemente, o atacante de 33 anos anunciou a aposentadoria do futebol e hoje é dirigente do Inter. Na sua nova função, já conquistou um título: a Recopa Sul-Americana.

MARCELINHO PARAÍBA
Sete jogos pelo São Paulo na temporada, com dois gols anotados. O atacante começou bem o ano de 2011, marcando um tento na estreia do Paulistão, contra o Mogi Mirim, mas, como não vinha sendo titular, preferiu deixar o Morumbi e retornar ao Sport. No time pernambucano, o atleta já fez 16 partidas na Série B do Brasileirão e anotou seis gols. É o capitão e grande destaque do rubro-negro.

CLÉBER SANTANA
Atuou em seis partidas pelo São Paulo no ano e viveu a mesma situação que Marcelinho. Sem cair nas graças da torcida e frequentando o banco de reservas na maioria dos jogos, foi liberado para acertar com o Atlético-PR, onde se firmou como titular, já fez 18 jogos no Campeonato Brasileiro e balançou as redes adversárias em três oportunidades. Recentemente, conquistou a tarja de capitão do time paranaense.

JÚNIOR CÉSAR
Fez cinco jogos na temporada com a camisa tricolor. Com a chegada de Juan e com a efetivação do jovem Henrique Miranda aos profissionais, perdeu espaço na equipe são-paulina e pediu para ser negociado. Deixou o clube e acertou com o Flamengo, onde é titular absoluto na lateral esquerda. No Brasileirão, já fez 17 partidas.

MAZOLA
Fez apenas um jogo pelo São Paulo, ainda no Paulistão. O atacante voltou de empréstimo do Guarani no começo da temporada, mas não agradou a comissão técnica, que o liberou para jogar no futebol japonês. Com a camisa do Urawa Reds, o atleta já fez três gols na J-League, mas não é titular da equipe. Atuou em 18 partidas, mas apenas uma desde o começo.

RENATO SILVA
Assim como Mazola, só jogou uma vez no ano. Tinha contrato até o final de 2012, mas rescindiu seu vínculo e foi para o futebol chinês em janeiro. No Shandong Luneng, jogou apenas três vezes, não se adaptou e retornou para o Brasil. Atualmente, o zagueiro está no Vasco e já fez quatro partidas no Brasileirão. Com a saída de Anderson Martins para o Oriente Médio, Renato Silva assumiu a condição de titular ao lado de Dedé.

EDSON RAMOS
Só um jogo pelo São Paulo. O lateral direito chegou ao clube por indicação de Rivaldo, com quem já havia atuado na Grécia e no Uzbequistão, mas nunca encheu os olhos de Carpegiani. Cansado com a falta de oportunidades, o jogador entrou em contato com a diretoria e pediu rescisão do vínculo. Edson foi devolvido ao Mallorca, da Espanha, que detém seus direitos federativos, mas não foi inscrito no Campeonato Espanhol. 

Comentário do blog 
Nossa... olhando esta lista dá pra ver como o SPFC andou torrando dinheiro em contratações fracassadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário