quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Jérôme Valcke descarta Copa das Confederações no Morumbi


Em entrevista ao jornal "O Estado de São Paulo", Jérôme Valcke, secretário geral da Fifa, voltou a declarar que não há chance alguma de um estádio que não estará na Copa 2014 receber jogos da Copa das Confederações.
O dirigente reafirmou que a Copa das Confederações é um evento teste para a Copa e não faz sentido “testar” um estádio que não irá participar do evento.
Aqueles de defendem a idéia (governo do estado e prefeitura da cidade) alegam que com a inclusão de um estádio da capital paulista (Morumbi, Novo Palestra ou Pacaembu) seria a possível testar os serviços de infra-estrutura, como aeroportos, mobilidade urbana, segurança e hospedagem.
Na minha opinião, Geraldo Alckimin e Kassab estão apenas tentando limpar sua barra com a população, posando de “defensores dos interesses dos paulistanos”, depois da vergonha que foi a liberação de dinheiro público para o Itaquerão.
Cabe aos dirigentes tricolores não envolver o nome do São Paulo Futebol Clube nesse circo, evitando declarações que desdenhem ou estimulem a idéia.

2 comentários:

Abel Junior disse...

Com certeza! Estão tentando limpar a barra;
Aproveitando pra fazer afago no DITADOR;
e o pior; "SE" o DITADOR aceitar, vai ser a maior e vergonhosa "ESMOLA" que a Instituição SPFC receberá, até pior do que o GAMBAZÃO.

Sem essa DITADOR! Se não serve pra COPA, não serve pra NADA, manda a CBF, FIFA e os ANTIS enfiarem a Copa das Confederações, mas pra isso tem que ser homem pra HONRAR a palavra, coisa que já se é sabido, o Sr. DITADOR, não possuir........

Anônimo disse...

Se o ditador tiver um mínimo de inteligência, que parece estar perdendo paulatinamente, não vai remar mas tbm não vai lançar âncora. Vai deixar essa bobagem rolar e tentar conseguir que a obra do monotrilho não caia no esquecimento. Só isso. Nada de gastar um centavo à mais nessa bobagem. Deixe que o bundão do palácio dos bandeirantes e o bunda mole do palácio das indústrias (que já não dirige mais de lá) fique que caras de espertos, que nós eleitores ja sabemos bem como tratar gente assim.

Postar um comentário