sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Falta tinta


A meses comenta-se que Paulo Miranda já teria tudo acertado para defender o Tricolor em 2012 mas até agora o contrato não foi assinado.
Só esta semana já foram duas reuniões. E estamos falando de Paulo Miranda, do Bahia.
Não sei qual o motivo que impede o fechamento do negócio, mas tenho a mesma opinião da “novela” Coates. Naquela época dizia: "Quer realmente o jogador vai lá e traz o cara. Não enseba!" A diretoria ficou naquele lenga-lenga e o final da história já sabemos.
Coates estourou na Copa América, se valorizou e ficamos chupando o dedo.
Fabrício é outro já tem “quase tudo” acertado e nada.
Não que esses jogadores sejam o "sonhos de consumo" da torcida tricolor, mas se até com atletas deste nível estamos tendo dificuldades para concretizar a negociação imaginem no caso de jogadores com capacidade reconhecida e que também são alvos de outros clubes.
Paulo Miranda está dificultando? Vai atrás do Manoel do Furação. O Fabrício tem outras propostas? Faz um “rolo” com o Palmeiras pelo Pierre. Busquem outros nomes! Mexam-se!
A verdade é que se está faltando “sangue nos olhos” de alguns atletas a culpa é da falta de “tinta” na caneta da diretoria para tomar decisões.
Essa diretoria não está tendo a agilidade que o futebol hoje exige.

Um comentário:

Fernando disse...

desse jeito o SP tem tudo pra ser ultrapassado pelo Palmeirinhas e ser a 4ª força do estado...uma vergonha...
daki a pouco vai estar na alça de mira da Portuguesa!
os dirigentes do SP acham q o fato de ser o SP é suficiente pra atrair qualquer jogador...besteira...hoje o SP está claramente atras de Corinthians, Santos, Flamengo e até Internacional na questão atração de jogadores...
precisa é tirar o dinheiro do bolso e contratar jogadores que prestem

Postar um comentário