domingo, 18 de dezembro de 2011

Frase do dia

Não basta atravessar o mundo. É preciso conquistá-lo

Guedex, sobre a derrota do Santos no Mundial de Clubes – 18/12/2011

7 comentários:

Xandão disse...

Guedex, Pobres Sardinhas

#correatrasdotricolaco

Abraço!

Régis/SP disse...

A única chance do Santos ganhar seria se a arbitragem fosse brasileira. E pelo padrão, o Barcelona teria um jogador expulso ainda no primeiro tempo. Fora isso, tomou um chocolate.
Normal para a qualidade do time. Anormal, só para o jornalistas brasileiros que estão acostumados com certos 'agrados' de patrocinadores e dirigentes santistas.
Fica um abraço de despedida aqui para as Muricetes, que viram o quanto ele é ruim e medíocre quando precisa armar um time de forma diferente para um determinado jogo ou circunstância de uma partida.
Que saudades de um Telê, que em 1992 surpreendeu o então 'dream team' da época, o Barcelona. Ele sim era Técnico, com "T" maiúsculo.

Xandão disse...

Régis, o Telê é o Messi dos treinadores. Não da pra compara-lo com outros.

Eu acho o Muricy o melhor técnico Brasileiro na atualidade, mas, obviamente, ele ta longe de ser um PUTA técnico.

Tem o problema tb do material humano. Ali no Santos só o Neymar destoa. O Ganso não quer saber de nada e o resto é MUITO ruim.

Eu gostaria MUITO de ver o Muricy no TRICOLAÇO. Melhor que o Leão CERTEZA que ele é!

Abraço!

Carlos Balaró disse...

No Mundo, poucos têm três estrelas; no Brasil, só um tem!!!

Régis/SP disse...

Xandão, o grande problema do Muricy é justamente o fato dele não saber montar times para determinados jogos, ou mudar esquemas táticos durante os jogos.
Mesmo em 2007 quando ele fez sua melhor campanha pelo São Paulo, lembre que ele conseguiu perder ou empatar todos os jogos mais difíceis. Fez sua campanha de campeão ganhando jogos mais fáceis. Isso está errado? Claro que não, este ano se tivéssemos, no mínimo, feito isso esse ano seríamos campeões, mas mostra que o Muricy não é técnico para torneios de tiro curto ou mata-mata, como a Libertadores, já que nesse torneio à frente do São Paulo foram 4 anos de vergonha.
Entretanto, de todos os técnicos que vieram depois dele, ele sem dúvida é muito superior a todos. Mas acho que isso foi um problema de escolha da diretoria.

Xandao disse...

Regis, dizem isso, que o Muricy não é técnico de mata-mata, mas esse ano ele ganhou a Libertadores.

Não sei se é por ai... só sei que é isso que vc falou: Depois dele, todos que passaram pelo SPFC foram PIORES que ele!

Abraço!

Régis/SP disse...

Xandão, para mim, definitivamente não podemos olhar só os resultados para dizer que o problema do Muricy com mata-matas está acabado.
Não foi Muricy que ganhou a Libertadores, pois graças a ele, o Santos quase perdeu.
Veio ao trancos e barrancos desde as oitavas de finais.
Conseguiu quase perder para o fraquíssimo Cerro na semifinal lá em Assunção um jogo ganho e quase deixa escapar aqui no Pacaembu a vitória contra o Penarol, que era um adversário para lá de fraco. Talvez, um dos finalistas mais fracos das últimas edições da Libertadores.
Não diria que a sorte ajudou o Muricy e nem o Santos, mas sim talvez proximidade (ou a subserviência) do presidente deles com o "poder", possa ter contribuído para o Santos não ser prejudicado pela arbitragem na Libertadores. Fato que, curiosamente, não ocorreu com o São Paulo na Sul Americana lá no Paraguai, quando perdeu (mesmo não merecendo ganhar) com dois gols irregulares do Libertad.

Postar um comentário