segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Igual a água de poço


As coisas no São Paulo parecem estar tão paradas quanto água de poço.
Lá se foi uma semana do término do Brasileirão e até agora nenhuma novidade apareceu lá para os lados do Morumbi.
Evidentemente, viabilizar grandes contratações não é tarefa fácil, porém, esperava que o Tricolor já tivesse adiantado algumas negociações pois as necessidades são evidentes.
O que mais estranho é a falta de definição nas contratações para “compor o grupo”, casos de Paulo Miranda e Fabrício, nomes que a diretoria já dava como certos. Se está difícil acertar com eles imaginem com jogadores de primeira linha.
Esse é o Caso de Montillo, cujo empresário já declarou ter tudo acertado com o SCCP, o que coloca em dúvida a disposição de nossa diretoria em gastar.
Ainda sobre um meio-campista, o nome de Jadson parece estar perdendo força e Maicon, do Figueirense parece ser a “bola da vez”.
Quanto ao ataque, as últimas informações são de que caso Nilmar retorne para o Brasil, atuará pelo Fluminense. Osvaldo, do Ceará, foi sondado mas o preço “assustou” a diretoria tricolor (que novidade...)
Nas laterais (as duas), outra posição que estamos carentes, vimos Palmeiras, Fluminense e Santos fazerem contratações enquanto não encontramos “opções” no mercado.
Mas, toda água de poço é parada até que chegue o balde.
Minha expectativa é que esse “balde” seja a confirmação do anúncio da cobertura do Morumbi, que segundo alguns jornalistas, deve ocorrer na próxima quinta-feira, 15 de  dezembro.
Caso realmente ocorra, espero que no evento seja anunciado o nome do investidor que custeará a reforma e não apenas o fechamento do “pool” que irá administrar a arena de shows e o hotel (a construtora responsável já está definida: Andrade Gutierez).
Se o clube conseguir anunciar o fechamento completo do consórcio para a cobertura do estádio, aí sim: vai voar água para todo lado!

9 comentários:

VITORINO disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Guedex disse...

Comentários feitos APENAS com LETRAS MAIÚSCULAS
são automaticamente bloqueados.

Por favor faça novo comentário.

hazzamanazz disse...

Não sou são-paulino Guedex, mas lí no blog do Birner (ou foi no UOL Esporte? Realmente não me lembro, desculpe) que Juvenal pretende pegar o dinheiro das transmissões de TV para 2012 e colocar todo para fazer a cobertura do Morumbí.

Talvez seja essa a explicação para não haver ainda contratações.

De resto, e isso não é gozação, a diretoria do seu time lembra a era Dualib do meu...de 2006 (só lambança)!
É bom rezar para o STF, porque senão será outro ano de vacas magras.

Guedex disse...

Não duvido que JJ faça isso com o dinheiro. Acho até correto, mas pelo menos UM BOM MEIA ele tem que contratar.
Quanto a comparação com Dualib, é isso mesmo: A vaidade deles e o desejo de permanecer no poder acabou encobrindo o que fizeram de bom vai ficar na lembrança só o apego desesperado pelo cargo.

Abraço!

Carlos Balaró disse...

Essa Diretoria está mais parada do que foto de estátua. Sem Libertadores em 2012 não creio em nenhuma contratação bombástica; logo, o que você chama de UM BOM MEIA, certamente se transformará na contratação de mais um jogador meia-boca ...

Alan D'Avila disse...

Esperar até quinta, quem sabe SE anunciarem ENFIM o projeto de reforma do Morumbi, que sabe não tenha um ou outro reforço sendo anunciado junto ... a esperança é a última que morre

Régis/SP disse...

Ao colega corintiano acima (meu Deus, chamar corintiano de colega...argh...rsrs), talvez por não ser são-paulino ele não lembre, mas o JJ já é lembrado por boa parte dos são-paulinos por sua lambanças em outra gestão, aquela que em 1990 nos jogou para série A2 do Paulista, com as invencionices de Forlan como técnico e um uruguaio gordo chamado Carrasco para jogar no meio de campo.
É que o povo é meio lento de memória e não lembra de tudo que ele já aprontou.
Portanto, pior do que ele se perpetuar no poder como o Dualib de vocês, é que ele foi reeleito mesmo fazendo porcaria na gestão anterior.

hazzamanazz disse...

Régis, Corinthians e São Paulo são rivais - e bota rivais nisso - mas...ódio? Nunca. Ódio requer comprometimento e sacrifício pessoal e o futebol é muito mais que isso, portanto, rivais sim, mas desde que haja respeito mútuo não há problema algum.
Lógico que piadas e gozações entre torcedores fazem parte do futebol, quem fica bravo com isso deve parar de brincar e ir procurar outro esporte, como bocha. :D

Eu me referí a gestão Dualib de 2006 porque ela foi horrível, o Corinthians se enfraqueceu naquele ano comparativamente com o time de 2005, houveram diversas trocas questionáveis de treinadores e Dualib só queria saber de mamar nas tetas do clube, igual a JJ está fazendo agora.

Não posso tapar o sol com a peneira só porque é Corinthians ou SPFC. Dualib foi importante nos anos 90 e até o meio dos anos 2000, depois disso foi só tristeza.
Se não me engano o gerente de futebol do SPFC na campanha de 2005 era o Juvenal, portanto ele não era assim no passado, certo?
Mas o que vai ficar lembrado é esse período atual dele.

evandrortiz disse...

Por mais rídículo que pareça, será que com violência e pressão moral da torcida Independente a diretoria não buscaria uma melhor administração no departamento de futebol? Fala-se muito em marketing, projetos de cobertura, hotel, shows, patrocínios, etc. Parece que sobre futebol nada se desenvolve! Paremos de querer ser diferente, futebol pode não ser um mar de lama, pois se fosse ninguém segurava o Palmeiras, mas futebol é um meio sujo e sem ética e nossos dirigentes parecem não seguir como a maioria. Que eu esteja completamente errado e muito em breve tenhamos um time melhor. Nossa torcida não pode parar de crescer. Tenha todos um ótimo fim de ano e um feliz natal!

Postar um comentário