terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Nilmar: The movie


Adalberto Batista declara que a contratação de Nilmar é pura especulação.
Juvenal fala que o único impedimento para o acerto é a questão salarial.
Jesus Lopes uma hora diz que a negociação é muito difícil, noutra que o acerto está próximo.
O empresário de Nilmar não comparece à reunião alegando precisar resolver “assuntos particulares” e no dia seguinte aparece uma proposta do Fluminense pelo jogador.
A aventura de viabilizar esta contratação milionária se transformou em um drama sem fim e corre o risco de virar ficção, ou até mesmo um filme policial (veja nota abaixo).
Ao ver todo noticiário a respeito do tema estou chegando a conclusão que todo esse suspense não passa de uma bela de uma chanchada.

Nota: Segundo Jesus Lopes Nilmar só será contratado caso haja a participação de investidores que criariam um fundo de investimento que obteria o retorno financeiro através da venda de cotas.
Nilmar já se envolveu em esquema semelhante.
Comprado do Lyon pela MSI (o “investidor”) por € 8 milhões, Nilmar foi repassado por empréstimo ao SCCP.
Investigada pela PF por suspeita de lavagem de dinheiro, a empresa de Kia resolveu sair do pais e pagou apenas € 2 milhões da dívida. O saldo restante (€ 6 milhões) teve que ser quitado pelo clube por ordem da Fifa.
Nilmar se machucou, o prazo do empréstimo venceu, o jogador foi embora para o Internacional e o SCCP ficou sem o jogador e com uma dívida, na época, estratosférica.
Caso semelhante pode ocorrer novamente tendo o SPFC como vítima, o que tornaria toda esta história um tenebroso filme de terror.

3 comentários:

Régis/SP disse...

Segundo li na Espanha, o avalista dessa operação é o Juan Figger, o que por si só é garantia para os espanhóis.
Não tenho certeza de que será realmente usado esse esquema do tal MOP. E Juan Figger, que só tem a cara de bobo, provavelmente terá suas garantias em forma de passe de algum jogador.
Quanto ao Nilmar vir, esse é o problema.
O São Paulo ofereceu os tais R$ 5 milhões por ano, o que descontado IR dá o teto salarial do São Paulo: R$ 300 mil mensais.
A diretoria não quer colocar um centavo a mais, o que no meu entendimento está correto, pois esse valor de salário é muito mais do que excelente para os padrões brasileiros e para um jogador que não recebe há três meses na Espanha e, por fim, temos que considerar o histórico de lesões por todas equipes pelas quais ele passou.

Guedex disse...

Régis,
To achando que nessa história toda o único que falou a verdade foi o Da Hora: O Nilmar só quer saber de GRANA!
Pot mim nem vinha mais.

Roberto Jr disse...

Guedex, manda ai uma imagem com o Da Hora segurando o Nilmar como marionete.... pois é isso que acontece, todo mundo fala que o jogador já topou e que o procurador que não é registrado na FIFA não aceita... o SPFC deu o prazo até 6a, é isso que o Da Hora quer, impedir a vinda do Nilmar e não fazer negócio com o SPFC... eh pura birra... Absurdo o Nilmar deixar de realizar um sonho (segundo dizem) por causa desse cara...

Postar um comentário