quinta-feira, 22 de março de 2012

É hora de esquecer “o Oscar” e pensar no SPFC


Aquilo que toda nação tricolor (diretoria e torcida) tanto queria  finalmente aconteceu: os direitos econômicos e federativos do meia Oscar voltaram a pertencer ao SPFC.
A diretoria queria o retorno do atleta para provar sua correção administrativa e desestimular a ocorrência de novos casos, por acreditar que Oscar trará ganho técnico à equipe, e porque investiu em sua formação esperando, também, receber retorno financeiro.
Já a torcida...
A torcida não queria exatamente seu retorno, e sim impor uma derrota ao atleta.  Humilhá-lo.
E é esse comportamento da torcida que precisa mudar.
Não se trata de perdoar e sim preservar os interesses do clube, pois caso seja criado um clima hostil ao atleta, seus advogados usarão isso a seu favor e a justiça brasileira adora abraçar esses tipos de “causas”.
Diferentemente de muitos, não acho que o pagamento da multa (alguns dizem R$ 9,5 milhões, outros falam em R$ 15 milhões) seja a melhor solução para o caso, pois hoje Oscar vale no mínimo € 15 milhões.
Se deixasse o clube por esses valores o Oscar e o Internacional estariam exercendo um lucro que deveria ser do Tricolor. Seria um prêmio à rebeldia.
Também diferentemente de grande maioria, vejo sim o Internacional de Porto Alegre como adversário do SPFC nessa questão, uma vez que deu guarita ao atleta mesmo sabendo que esse tipo de ação poderia criar um precedente muito perigoso para os clubes formadores, inclusive ele próprio.
Além do mais, na época, sua diretoria portou-se de forma prepotente ao desqualificar os métodos e a lisura dos contratos que o SPFC firmava com os garotos  das categorias de base.
Vale lembrar que quando deixou o Tricolor, Oscar foi oferecido ao SCCP e nem o Andrés Sanchez quis comprar briga com o SPFC nesse tipo caso.
Se o Internacional quiser ficar com o jogador que pague o valor de mercado. Ponto.
Penso que a melhor solução para o SPFC e para o atleta seria ele voltar a atuar pelo clube até a abertura da próxima janela de transferências internacionais quando certamente haverá ofertas para contratá-lo.
Brevemente ele estará com a seleção olímpica e a convivência com a  torcida pode ser contornada até lá.
Caso Oscar não aceite ser reintegrado, sugiro que o SPFC empreste-o a outro clube até o final da temporada (pode ser até o Inter, desde que pague), ou até que surja uma proposta vantajosa.
Desta forma ele continuaria recebendo seu alto salário longe da torcida Tricolor e o clube não teria prejuízo financeiro.
Como a decisão de ontem não foi em última instância não dá para afirmar como toda essa história, que começou no final de 2009, irá acabar, o certo é que a melhor forma de ajudar o São Paulo Futebol Clube é parar com as hostilidades.
Isto posto, #SejaBemVindoOscar!

24 comentários:

Anônimo disse...

Perfeito, não mudo uma vírgula!

Renato disse...

Nossa Guedex, vc foi o primeiro (ou um dos primeiros, pelo menos) a postar defendendo a manutenção do Oscar ou no mínimo dos mínimos que o SPFC receba o valor do mercado, o que seria muito mais, digamos, "tranquilo" pra todas as partes...
Mas eu concordo com vc, SE o Oscar voltasse (o que eu dúvido com todas minhas forças), eu não faria parte dos que o malhariam no Morumbi não, e se entrasse o campo até torceria por seu sucesso, afinal, além do ganho técnico, Oscar com sucesso = mais $$$$ ainda pro Tricolor

Anônimo disse...

Não é bem assim segundo ele
http://esportes.r7.com/blogs/cosme-rimoli/2012/03/22/juvenal-juvencio-manda-ate-abracar-oscar-para-que-volte-ao-sao-paulo-desesperado-ele-nao-quer-deixar-o-inter-mas-a-aliada-cbf-de-marin-ja-apressou-ate-sua-inscricao-no-time-do-morumbi/

Anônimo disse...

É ... concordo!

Roberto Jr disse...

Isso, traz ele de volta, deixa treinando no CT e na proxima janela vende pro Granada, ou QPR ou qualquer outro clubinho lugar de jogador petulante e metido a besta! Nesses clubes, jogadores como Oscar, Henrique e Nilmar enchem o bolso de dinheiro e não conquistam nada... o máximo que eles merecem por sua empáfia... Nossa sociedade e seus integrantes devem aprender que existem outros valores além do aspecto financeiro e esses sim são os mais importantes e que formam o verdadeiro idolo.

Guedex disse...

Roberto,
A questão é que sem dinheiro não tem time. Sem time não tem títulos, sem títulos a torcida reclama... E aÍ?

Anônimo disse...

Concordo com o roberto,e concordo com vc tb Guedex, sem dinheiro nao tem time, mas nao estamos mal das pernas p depender do dinheiro do oscar, um jogador nao vai fazer tal diferenca, manda ele p paquistao!! rsrs

Roberto Jr disse...

Ola Guedex, concordo que o SPFC deve agir de maneira inteligente neste caso, deixando a parte emocional de lado. Mas acredito que um titulo é alcançado quando se reune diversos aspectos e o financeiro é o ultimo deles. Se um clube tem um grupo fechado, com profissionais comprometidos, com carater, que respeitam uns aos outros é 90% do caminho andado. Dinheiro não resolve esta questão, quanto custou Ronaldinho gaucho, ele correspondeu? e tantos outros mega pop stars do futebol que não tem comprometimento nenhum. A questão financeira tem sua importância, mas jogador de futebol diferenciado você identifica por outros aspectos não pelo valor do seu passe. Veja por exemplo o Leandro Damião, excelente centroavante, encontrado na varzea, não precisou de nenhuma mega operação financeira internacional para ter o cara no time, lembra da formação do time campeão mundial em 2005, todos jogadores que precisavam marcar seu nome na historia do futebol, bons tecnicamente, mas nenhum deles era estrela, creio que é assim que se faz futebol de qualidade, acho que o futebol brasileiro e principalmente o SPFC devem sustentar sua estratégia nesses aspectos, assim obteremos resultados. Bom, apenas minha opinião. Abs, parabens pelo trabalho!

Guedex disse...

Bom, eu acho que 15 ou 20 milhões de Euros fazem diferença sim.
Mas cada um tem sua opinião. Ninguém é dono da verdade

Abraço!

Guedex disse...

Roberto,
O Damião deve ganhar uns 150 mil por mês.
Sem DINHEIRO o Inter não conseguiria segurá-lo.
E jogadores com as qualidades que vc citou também CUSTAM mais.
Se o Gaúcho fosse comprometido CUSTARIA mais.
Não acho que deveria ser assim, mas é assim, fazer o quê?


Abraço!

Anônimo disse...

Para mim nenhum dinheiro do mundo vale ficar passando a mão na cabeça de pivete que pisou e desrespeitou a instituição SPFC, a dignidade do clube não tem preço (seja 9,8 milhões ou 20 milhões ou qualquer outro valor).

Mesmo se isso acarretar numa dimunição de lucro na venda dele, o SPFC continua firme e forte e dezena de outros garotos virão de Cotia que poderão render bons frutos ao Tricolor e acima de tudo RESPEITANDO a instituição que o formou.

Anônimo disse...

Concordo e assino embaixo.
Não acredito que ele vá ser reintegrado, mas o SPFC tem que dizer exatamente isso que está dizendo e a torcida tem se segurar um pouco.

Mauricio Conelhero disse...

Falou tudo, concordo plenamente.

blogdolina disse...

Concordo Guedex.
Matou.

Carlos Balaró disse...

A atitude do Oscar, respaldada e bancada pelo seu empresário (que lhe deu um automóvel importado e mais alguns bons trocados), revela um caminho sem volta, especialmente quando ele declara e reitera que não quer mais jogar no SPFC; a ação ainda não acabou e até pode ser revertida no TST, embora se mostre difícil em razão do próprio teor da decisão do TRT/SP, mas o fato é que o SPFC deve (e vai) apenas brigar pelo maior valor indenizatório possível, ainda que para tanto a Diretoria e os jogadores digam querer o Oscar de volta, mesmo sabendo que é um mero jogo de cena. Quanto aos seus bons argumentos e a campanha #SejaBemVindoOscar!, confesso que prefiro aquela outra recepção que você preparou recheada de belos e famintos rottweilers...

Guedex disse...

Carlão,
É justamente por querer a maior compensação financeira que acho que a hostilidade deve parar.
Mesmo porque alimentar aqueles rottweilers custa uma grana....

Alan D'Avila disse...

Muitas vezes erramos por imaturidade, encheram a cabeça dele de coisas e ele quis ir embora, não teve realmente muitas chances no SP.
Não que ele seja obrigado a voltar a jogar aqui agora, mas que pague a multa e jogue onde quiser.

E realmente a torcida deve fazer o que o Guedex sugeriu, não precisa receber com flores, mas também não precisa receber com pedras (e olha que era o Guedex que tinha sugerido rottweilers para recepcionar o Oscar)

Guedex disse...

Pô Alan, os rottweilers eram mansos, verdadeiros Totós.... huahuahuhauhau!

Fernando disse...

O SP está agindo de forma exemplar no caso!
e concordo plenamente com sua opiniao de q o Inter está sim envolvido nisso desde o inicio...os outros, inclusive sao-paulinos, q queriam dizer q nao, mas sempre esteve claro q o Inter estava envolvido...os fatos mais recentes soh comprovam isso!!

E um ponto importante é que agora o tempo joga a favor do SP!
A menos que o Inter consiga uma improvavel liminar [como terceiro de "boa-fe"] ou Oscar consiga um ainda menos improvavel efeito suspensivo no recurso ao TST, ele fica vinculado ao SP ate a decisao final...q vai demorar 1 ou 2 anos [e q no final deve ser favoravel ao SP]
a discussao mais imediata é a do valor da multa...e como o SP não vai concordar com o valor q Oscar e o Inter querem pagar, a discussao vai pra justiça...e ai ja viu...eh mais demora...
e toda essa demora sooh prejudica Oscar, q fica sem jogar no ano das Olimpiadas...e o Inter q fica sem um de seus principais jogadores na Libertadores...

Fernando disse...

sim, e tem mais uma coisa...
se oscar nao se reapresentar, o SP pode multar ele...
o q significa q quanto mais ele demorar, mais dinheiro perde...
O SP ta com a faca e o queijo nao mao...

Guedex disse...

Fernando,

O SP realmente esta com a faca e o queijo nas mãos, o problema é que o mundo do futebol está cheio de "ratos"...

Anônimo disse...

O problema é que se o Oscar ou o Inter quiser pagar a multa, não tem essa de o SPFC gostar ou não. Sai e pronto.

Anônimo disse...

Perfeito!

Anônimo disse...

Fale por você Guedex.
Acho que e antes dos interesses
econômicos tem de prevalecer a
imagem do clube e do time e jogador
que repudiou o nosso clube depois de
simplesmente tê-lo formado e lançado
ao futebol, investindo no potencial
desse ingrato, não tem o DIREITO de
nem ao menos vestir o manto sagrado
mais. Em nosso time jogador de má
vontade com quem o paga NÃO PODE
nos representar em campo.

Postar um comentário