segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Imaginem a tristeza


Ao acompanhar o noticiário sobre o que aconteceu no Rio Grande do Sul,  não deu pra dissociar o slogan “Imagine a festa” da tragédia de Santa Maria, onde mais de 200 jovens imaginaram estar seguros numa festa.
Alguém (ou “alguéns”) permitiu que aquela arapuca estivesse em operação, e são justamente esses, os responsáveis por permitir  (em troca de quê?) que o estabelecimento estivesse em funcionamento, que com certeza ficarão impunes.
E não me venham dizer que faltam recursos ou pessoal para fiscalizar porque dinheiro tem! Se arrumaram grana para os estádios e se abriram mão de receita com as isenções de impostos é porque deve ter dinheiro sobrando! Ou então sendo gasto de forma também irresponsável.
O que falta é honestidade!
Pais rico, não é o que tem “Pibão", Copa, Olimpíada ou esse monte de eventos que estão vindo para o Brasil. Pais rico é aquele onde se vive com dignidade.
Talvez o que nos reste seja mesmo imaginar a festa, já que a tristeza, é real.


5 comentários:

Anônimo disse...

Pois é...Acho que é bem possível que algum fiscal tenha passado por ali e feito vista grossa. E não ficou claro sequer como os donos do estabelecimento conseguiram autorização para abrir a casa, se não havia saídas de emergência com boa capacidade de "vazão" nem "sprinklers".

Anônimo disse...

Perfeito.

Carlos Balaró disse...

Prenderam dois sócios da Kiss e dois membros da banda Gurizada Fandangueira(queria ver se fosse a Ivete Sangalo ...), o que é muito bom. Quero saber quando serão determinadas as prisões dos membros do poder público, que autorizam e fiscalizam, e que liberaram a concessão dos Alvarás para funcionamento do local, inclusive e especialmente da Brigada contra incêndio?

Guedex disse...

Pois é Carlão,
Pra esses aí não "pegar" nada, como sempre.

Anônimo disse...

Dá vergonha de ser brasileiro. Imagina nossa imagem lá fora. Uma possivel causa pra demora em liberar a saída é o temor dos proprietários em ser apenas um "trote" e haver um debandada sem pagar a conta.

Postar um comentário