quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

De preocupante só as declarações de Ney Franco


A derrota para o Atlético, jogando fora de casa, é um resultado normal (até previsível). O que não achei normal foram as declarações de Ney Franco na coletiva pós-jogo.
O técnico tricolor declarou que “a equipe fez um baita jogo”, que Douglas é o dono da posição do lado direito do ataque e que a escalação e o esquema serão mantidos para próximas partidas.
Não achei que a equipe tenha feito uma grande partida e a falha grotesca no primeiro gol já é o bastante para demonstrar isso. Além disso, a equipe não fez uma finalização perigosa durante todo o primeiro tempo.
Como houveram mudanças importantes na equipe para essa temporada (defesa e ataque) acho que o Ney Franco acertou em mexer o mínimo possível na estrutura da equipe para os jogos da pré-Libertadores, mas agora, o Campeonato Paulista deve ser utilizados para testar novas formações.
Rafael Tolói merece receber a oportunidade de atuar ao lado de Lúcio, e Douglas não tem a mínima condição de ser titular do ataque (ou meio campo) pois ataca e marca com pouca eficiência. Corre muito mas produz pouco.
Na minha opinião, P.H. Ganso tem que ser titular mesmo que ainda não esteja 100% fisicamente, pois o time precisa aprender a jogar com ele.
A grande virtude de Ganso é saber organizar o jogo e para isso a bola precisa passar mais por ele. Hoje, o camisa 8 toca para um companheiro mas nunca recebe de volta para fazer o time “girar”.
Penso que a dupla Jadson/Ganso tem tudo para fazer sucesso pois são dois jogadores inteligentes e que não prendem a bola. A maior velocidade de um é complementada pela capacidade de articulação do outro.
A meu ver essas são as duas primeiras alterações que deveriam ser feitas e a hora de fazer experiências é agora.
Abra os olhos e a mente professor.
Ah,  só mais uma coisa: jogo de Libertadores não é lugar para gentilezas e sorrisinhos como alguns jogadores do SPFC fizeram ontem.


Atualizado às 14h20
Pessoal, eu não disse que o Ney Franco tem que sair, que é burro,  ou coisa parecida, disse apenas que ele deveria testar outras opções de escalação e de formação tática. Que acho melhor investir o tempo disponível em Tolói e Ganso do que em Douglas e Rhodolfo, e que poderia testar também o 4-4-2.
Quando chegarmos na fase de mata-mata da Libertadores e do Paulista não vai dar para fazer testes.



6 comentários:

Anônimo disse...

Concordo que o Ganso precisa começar jogando e o Tolói não pode ficar no banco.

Agora, na hora do vacilo, o Rogério era quem deveria ter gritado para defesa, ah isso era!

Eduardo

Anderson disse...

O que achei mais incrível é que o ney FRACO ficou pensando que o galo ia cansar e dai o SPFC tinha uma chance no jogo, e se fosse o jadson no lugar do ganso no lance do segundo gol, teria desistido tão facilmente da marcação em cima do gaucho ?

Anônimo disse...

Nem uma chargezinha, tipo....Angela Merkel visita.....?

http://globoesporte.globo.com/futebol/times/sao-paulo/noticia/2013/02/chuva-derruba-muro-e-alaga-sede-social-do-sao-paulo-no-morumbi.html

Guedex disse...

Anônimo,

Vou pensar... (hehehe!)

Anônimo disse...

Ahahaha!
"Acá en los pampas" também há um tricolor que tem que se preocupar muito com a língua do treinador...

Guedex disse...

Anônimo,

Provavelmente ele tem algum amigo que vende gramado...

Postar um comentário