quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Kalil Abdala deseja ser candidato de consenso

Em suas primeiras declarações após deixar a Diretoria Jurídica do clube e lançar-se como candidato à presidência do SPFC, Kalil Abdalla declaou ter o desejo de ser um candidato de consenso entre a situação e a oposição.
"Resolvi me lançar atendendo a ponderação de diversos conselheiros, tanto ligados a situação quanto da oposição. Ao invés desse desgaste (com um candidato apoiado por JJ), ele poderia querer bater um papo comigo e chegarmos num consenso, acredito que essa seria uma evolução muito viável".
Kalil também não confirmou Marco Aurélio Cunha na VP de Futebol e criticou a discussão entre MAC e Casares.
"Achei ridículas aquelas cenas que eu vi na televisão, e isso eu não posso concordar com nenhum dos lados. Infelizmente, eu fui obrigado a assistir cenas de pugilato na televisão. Aquilo é um absurdo e não condiz com o que sempre convivemos dentro do São Paulo", afirmou.
Clique nos links abaixo e seja a íntegra das entrevistas
Ex-diretor jurídico, Kalil diz que é o 'candidato de consenso' para presidência do São Paulo

2 comentários:

Bruno Houti disse...

cara uns dizem que foi golpe de mestre do Juvenal, outros dizem que quem levou um duro golpe foi o mesmo Juvenal, ele quer ser candidato de consenso, apesar de soar estranho o Juvenal sempre fez as coisas de forma teatral e a vista de todos, se não gostava de alguém deixava bem explicito, se armava alguma coisa era a vista de todos, se foi um golpe do Juvenal foi algo tramado de forma bem diferente do que ele costuma agir, se o Juvenal levou o golpe é sinal que ele perdeu as rédeas do clube

Carlos Balaró disse...

Kalil Rocha Abdalla é um grande são-paulino, ótimo advogado, foi auditor do STJD e é o atual provedor da Santa Casa, onde está internado o primeiro craque que eu vi jogar no Tricolor: Pedro Rocha. Essa dobradinha com o MAC, se vitoriosa, certamente dará ótimos frutos ao SPFC.

Postar um comentário