terça-feira, 7 de junho de 2016

Na berlinda

A saída do Cunha pode ter um lado bom: Agora o Leco tem que dar um jeito de manter o Maicon, sob pena de ser linchado caso a grana gasta com outros reforços faça falta para fechar o negócio;
... ou um ruim:
Para não ser linchado, Leco pode ser obrigado a fazer um mau negócio para o clube gastando mais do que o suportado pelo já enfraquecido caixa, ou a se desfazer de promessas da base que poderiam render bons frutos (técnicos e financeiros) num futuro próximo.
A pergunta que fica é: Não dava para as partes terem pensado no clube e segurado as pontas por mais, no máximo, um mês e meio?
Como diria um velho cartola, "O tempo dirá. E nós também".

Nenhum comentário:

Postar um comentário