/* --- ---- */ By Guedex: Novembro 2010

terça-feira, 30 de novembro de 2010

O futuro do São Paulo em 2011

Reprodução: ESPN.com.br 

Uma reunião entre Paulo César Carpegiani e diretores do São Paulo, marcada para os próximos dias, servirá para uma avaliação do elenco e definições de contratações para 2011. Não haverá contratações em penca como no ano passado, pois Carpegiani considera que o elenco é bom. Algumas decisões já foram tomadas:
1) Contratações - o time buscará um lateral esquerdo, um lateral direito, um zagueiro e um atacante. O lateral direito não será Wagner Diniz, que continua no Atlético-PR. O primeiro nome para a esquerda era o de Juan, mas a diretoria do Flamengo disse que pretende continuar com o jogador. Para a zaga pode vir mais de um nome. A diretoria gosta de montar o time a partir da zaga e não está contente com o desempenho atual. Todo o esforço está sendo feito para que Ricardo Oliveira fique, mas mesmo que isso aconteça, um novo atacante virá. Se Ricardo sair, serão dois contratados.
2) Quem volta - Mazola, do Guarani e Henrique, do Vitória, ficarão no Morumbi. "Avaliamos que o período de empréstimo foi bom para que ganhassem experiência e eles terão suas chances", afirma João Paulo de Jesus Lopes. O volante Juninho, o lateral-esquerdo Cazumba e o zagueiro Leonardo, campeões da MLS pelo Los Angeles Galaxy, retornarão ao São Paulo para serem avaliados por Carpegiani. Terão um tempo razoável para mostrar futebol.
3) Quem sai - Jorge Wagner e Richarlyson estão fora. Sérgio Motta tem ofertas e será cedido para que ganhe experiência, como foi feito em 2010 com Henrique e Mazola. Zé Vitor, Bruno Uvini e Lucas Gaúcho podem sair por empréstimo. Na verdade, os dois primeiros estarão disputando posição com Juninho e Leonardo. Diogo está em baixa. Lucas Gaúcho lutará com Henrique e o novo contratado para ser um dos reservas de Ricardo Oliveira. Se houver boa oferta, Cléber Santana também vai fora.
4) Quem fica - A prioridade é que Miranda faça um novo contrato. Dagoberto está agradando a diretoria, que considera seu comportamento exemplar após a chegada de Carpegiani. Casemiro segue. Jean brigará por posição no meio-campo.
5) Quem sobe - Carpegiani gostou de alguns jogadores das categorias de base e vai analisá-los novamente. Lucas Piazon é o nome mais forte para subir. 

Comentário do blog
A matéria não cita o destino de Marcelinho Paraíba e o que é pior: não fala nada sobre a contrataçãode um meia armador. Sem essa peça teremos mais um ano de muita trasnpiração e nenhuma inspiração.
Na barca que irá partir, incluiria o Renato Silva e acho que Sergio Mota deve mesmo ser emprestado. Se não vingar, área. Já teve tempo mais do que suficiente para mostrar serviço. O fato de nenhum dos técnicos que passaram pelo clube ultimamente (Muricy, Ricardo Gomes, Baresi e Carpegiani) terem dado oportunidade a ele deve significar alguma coisa.

Richarlyson não merece sair pela porta dos fundos


Os portais de hoje estão divulgando que Richarlyson, embora esteja apto, não irá a campo no próximo domingo contra o Atlético MG, jogo que seria seu último com a camisa tricolor.
Segundo Carpegiani, a medida foi tomada para preservá-lo. Preservá-lo de quê? Ou melhor, de quem? Das vaias de uma parte da torcida que passou cinco anos pegando no seu pé? Ora, foram tantas que acho que ele nem sequer se importaria.
Richarlyson, servindo ao clube, conquistou o Mundial de 2005, o vice-campeonato da Libertadores 2006 e três Campeonatos Brasileiros. É isso que, ao menos para mim, realmente interessa.
O ciclo Richarlyson no SPFC chegou ao fim, porém , penso que merecia mais respeito e consideração do clube e da torcida em sua despedida.
Mas o Clube preferiu “preservá-lo”.
São atitudes assim que estão nos tornando cada vez menos “diferentes”.
Boa sorte ao Richarlyson sem eu futuro clube.

Empresários estão apáticos quanto ao Fielzão

Reprodução: De prima, do LANCENET!

Ricardo Teixeira apresenta oportunidades e possível retorno financeiro, mas estádio do Timão só é lembrado nas críticas 

O Presidente do Comitê Organizador Local da Copa de 2014, Ricardo Teixeira, discursou por cerca de meia hora em almoço-debate para cerca de 300 empresários sobre as oportunidades de negócio relativos ao Mundial.

No entanto, embora São Paulo ainda precise resolver o imbróglio relativo à ampliação do Fielzão, o estádio só foi lembrado em perguntas em tom pejorativo.

Ricardo Teixeira apresentou estimativa 112 bilhões de reais de investimento para 2014, a injeção de R$ 63,5 bilhões de renda por ano até o Mundial e R$ 18,1 bilhões a mais, só de tributos, para o cofre do governo brasileiro. Segundo Teixeira, o Brasil deve receber de 600 a 800 mil turistas.

O discurso moroso e sem entusiasmo de Teixeira só foi quebrado por piadas de João Dória Jr., representante do Grupo de Líderes Empresariais (LIDE), que  ironizou as chances do Canindé servir à Copa. Além disso, José Carlos Ferreira Alves, dirigente do São Paulo, perguntou como é que o Estádio do Corinthians estaria aprovado se o projeto não é de conhecimento da Fifa. Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, chegou a comentar que a pergunta havia sido enviada pelo seu desafeto Juvenal Juivêncio.

O LIDE não permitiu que todas as perguntas da imprensa fossem respondidas sob a alegação de que Teixerira teria, ainda hoje, uma viagem à Zurique, na Suíça.

Comentário do blog 

Mônica Bergamo, da Folha, divulgou hoje em sua coluna que a Unimed estaria disposta a pagar R$ 65 milhões para dar seu nome a nova Arena Palestra por um período de 7 anos, ou seja, R$ 9,3 milhões/ano. 

Já os responsáveis pela viabilidade financeira do "Fielzão"dizem pretendem negociar o “naming rights” da arena por R$ 335 milhões por um período de 10 anos (R$ 33,5 milhões/ano). 

Talvez esteja aí o motivo das ironias dos empresários presentes ao encontro.

São Paulo é eleito o time do século no Brasil

A IFFHS (Federação de História e Estatística do Futebol) , da Alemanha, divulgou hoje o ranking dos melhores times do século 21.
Pelo ranking, onde o São Paulo Futebol Clube (1909 pontos) ocupa a 12ª colocação geral, o líber é o Barcelona e o melhor clube sul-americano é o Boca Junior, com a 10ª posição (2073 pontos).

Pego?


Mais claro impossível

Reprodução: De prima, LANCENET!

CBF não manda na Copa, diz Teixeira
O presidente da CBF e do comitê organizador, Ricardo Teixeira, contrariou-se com a repetida citação de seu nome como presidente da entidade (e não do comitê). "A CBF não tem nada a ver com a Copa. A CBF não tem nenhuma ingerência no comitê", disse ao responder perguntas de empresários após dar palestra, num encontro em São Paulo.
A declaração mostra que a CBF, apesar de deter 99,9% das cotas do comitê – que é uma empresa – não tem poder nenhum. Teixeira, que detém 0,1%, é quem manda.

Comentário do blog
Explicando: Ricardo Teixeira disse que o presidente da CBF, Ricardo Teixeira não toma nenhuma decisão referente à Copa 2014, e que somente ele, Ricardo Teixeira, presidente do Comitê Olímpico, responde pelo evento.
Entendeu?

Enquete: Lenadro e Souza: Quem você gostaria que voltasse ao Tricolor?

Os nomes de Leandro e de Souza, ambos reservas no atual time gremista, foram especulados como possíveis reforços para o Tricolor 2011.
Veja abaixo o curriculo dos dois atletas e responda na enquete ao lado se você gostaria de vê-los novamente atuando pelo Tricolor.

Leandro – 30 anos (13/08/1980)
Equipe Título Ano
Botafogo SP Camp. Paulista Série A2 2000
Corinthians Copa do Brasil 2002
Corinthians Rio-São Paulo 2002
Corinthians Camp. Paulista 2003
Lokomotiv Moscou Cupoercopa da Rússia 2003
Lokomotiv Moscou Camp. Russo 2004
Fluminenses Camp. Carioca 2005
São Paulo Camp. Brasileiro 2006
São Paulo Camp. Brasileiro 2007
Grêmio Camp. Gaúcho 2010

Souza – 31 Anos (04/02/1979)
Equipe Time Ano
CSA Camp. Alagoano 1999
São Paulo Camp. Paulista 2005
São Paulo Copa Libertadores 2005
São Paulo Mundial de Clubes da Fifa 2005
São Paulo Camp. Brasileiro 2006
São Paulo Camp. Brasileiro 2007
Paris Saint-Germain Copa da Liga Francesa 2008
Grêmio Camp. Gaúcho 2010

RESULTADO
Leandro……………………………………………………………………….
8%
Souza…………………………………………………………………………….
16%
Os dois …………………………………………………………………………
48%
Nenhum deles …………………………………………………………………
26%

São-paulinos fazem abaixo-assinado por taça das bolinhas

Reprudução: Blog do Perrone

Conselheiros do São Paulo iniciaram um abaixo-assinado para pedir que o clube cobre diretamente da Caixa Econômica Federal a entrega da taça da bolinhas, alvo de uma ferrenha disputa com o Flamengo.
As assinaturas serão entregues ao Conselho Deliberativo para que o órgão faça a cobrança ou pressione a diretoria a fazê-la. Os conselheiros reclamam que não tiveram mais informações da cúpula do clube sobre a entrega do troféu.
Kalil Rocha Abdala, do departamento jurídico são-paulino, diz que a última informação que obteve do presidente Juvenal Juvêncio foi a de que a taça estava sendo reformada pela Caixa Econômica.
Em agosto, depois de a CBF anunciar que o São Paulo foi o primeiro clube a vencer cinco vezes alternadas o Brasileiro, conquistando definitivamente o troféu, a Caixa afirmou que a taça estava guardada, em perfeitas condições, esperando um comunicado oficial da confederação para fazer diretamente a entrega ao clube indicado. O Flamengo, que não tem o título da Copa União de 1987 reconhecido pela CBF como Brasileiro, contesta a decisão.
Para conselheiros do São Paulo, a diretoria evitou cobrar novamente a CBF para não enterrar de vez suas esperanças de ver o Morumbi na Copa de 2014. O blog não conseguiu localizar a assessoria de imprensa da CBF.

Pinóquio

Reprodução: De prima, LANCENET!

Ricardo Teixeira exagera no impacto da Copa-2014
Num evento em São Paulo, o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, seguiu a linha do ex-sogro João Havelange e exagerou no impacto da Copa no Brasil. Teixeira afirmou que o Mundial vai gerar 3,6 milhões de empregos por ano até 2014. Esse número é o dobro do que o Brasil inteiro conseguiu na média dos oito anos de governo Lula.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

São Paulo não cederá CCT para Copa 2014


Segundo matéria do ESTADÃO.COM.BR, o São Paulo não planeja alugar o CCT da Barra Funda para alguma seleção durante a Copa de 2014. A decisão é em decorrência da exclusão do Morumbi do evento.

Nova suspeita de corrupção na Fifa inclui Ricardo Teixeira

Reprodução: UOL 

Novas acusações de corrupção sobre dirigentes da Federação Internacional de Futebol (Fifa) foram feitas nesta segunda-feira pela imprensa suíça, a poucos dias do anúncio das sedes das Copas do Mundo de 2018 e de 2022.
Segundo o jornal Tages-Anzeiger, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, o presidente da Confederação Africana de Futebol (CAF), Issa Hayatou, e o presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), o paraguaio Nicolás Leoz, estiveram vinculados a uma lista secreta de pagamentos após a falência de uma empresa associada à Fifa.
Há quase uma década, em 2001, a agência de marketing ISMM/ISL faliu em meio a uma polêmica sobre acusações de que subornos foram pagos na atribuição de contratos de televisão.
Neste caso, um tribunal do cantão suíço de Zug impôs multas a três executivos da ISMM/ISL em 2008 por fraude e crimes contábeis.
Leoz já figurava na lista como receptor de pagamentos suspeitos da agência de marketing, além de outras empresas com sedes em paraísos fiscais, segundo os dados apresentados pela procuradoria suíça em 2005.
Teixeira, Leoz e Hayatou integram o grupo de 22 dirigentes do Comitê Executivo da Fifa que escolherão na próxima quinta-feira as sedes dos Mundiais de 2018 e de 2022.
As acusações do Tages-Anzeiger se somam, entre outras, às denúncias que deixaram o taitiano Reynald Temarii e o nigeriano Amos Adamu de fora da votação do dia 2 de dezembro.

Globo quer transmitir mais jogos para a cidade em que eles acontecem

Reprodução: Blog do Perrone 

Uma das metas da Globo para 2011 é liberar mais vezes a imagem dos jogos para a cidade em que eles acontecem. Existe uma resistência histórica dos dirigentes que alegam perder público quando a TV anuncia que irá transmitir o jogo também para a cidadade em que fica o estádio.
A transmissão de Palmeiras x Goiás pela Sul-Americana para São Paulo foi um sucesso de audiência na TV e de público no Pacaembu. A dose é repetida hoje com a transmissão de Corinthians x Vasco para a capital paulista, também com todos os ingressos vendidos.
A intenção da emissora é não ter que esperar pela venda antecipada de todos os bilhetes para poder anunciar a transmissão dos jogos. Quanto mais tempo tiver para trabalhar na divulgação do evento melhor. “Quando o jogo é bom, o torcedor lota o estádio, mesmo se a partida passar na TV. Palmeiras x Goiás mostrou isso”, disse ao blog Marcelo Campos Pinto, executivo da Globo Esportes, braço da emissora que cuida das transmissões esportivas.
Transmitir as partidas para a praça em que elas acontecem acabaria com boa parte das críticas de torcedores que reclamam de serem obrigados a assistir jogos de times pelos quais não se interessam.

Missão dada é missão cumprida

sábado, 27 de novembro de 2010

Carpegiani libera quem não quiser jogar mais em 2010

Reprodução: Diário de São Paulo

Técnico diz que a comissão técnica compreenderia se alguém pedisse dispensa,

Como o São Paulo já não briga por mais nada na competição e restam apenas duas rodadas até o fim do Brasileirão, o técnico Paulo César Carpegiani permitiu que seus jogadores optem por não atuar mais em 2010, caso achem isso mais prudente.
"Falei que, quem sentisse que não conseguiria dar o melhor em campo, deveria falar a algum membro da comissão técnica porque eu compreenderia. Mas que for a campo tem que ter entrega, disciplina, determinação e buscar a vitória. Acredito que terei equipe motivada", disse.
O time terá dez desfalques para o duelo contra Atlético-GO, domingo, em Goiânia. Mas as ausências não têm nada a ver com a liberação de Carpegiani. Elas são todas motivadas por problemas médicos (Miranda, Alex Silva, Fernandão, Dagoberto e Ricardo Oliveira) ou por suspensão (Richarlyson, Xandão e Ilsinho).
"O ideal seria nem ter esses dois jogos. Mas pertencemos a uma equipe como o São Paulo e temos a obrigação de entrar em campo para conseguir a vitória", afirmou Carpegiani. "Gostaria de repetir a escalação quase sempre, mas eu não consegui. Vou completar dois meses e não tive oportunidade de, por exemplo, repetir o ataque que considero ideal, com Lucas, Dagoberto, Fernandinho e Ricardo Oliveira. Isso é muito ruim para uma equipe..."

Programação para 2011 já está definida 
Carpegiani aproveitou a calmaria para anunciar que o elenco vai entrar de férias no próximo dia 6 e retornará dia 4 de janeiro, iniciando a pré-temporada. "Falta confirmar um amistoso no dia 13 de janeiro contra uma seleção africana (Angola). O presidente me pediu e estou antecipando. No dia 16, nós vamos estrear no Paulista", diz o técnico.

Lucas é desfalque na pré-temporada 
Como é nome certo para a seleção sub-20 que vai disputar o Sul-Americano, o meia sai de férias junto com os outros, mas só se reapresentará ao Tricolor no dia 13 de fevereiro. Lucas Gaúcho, Casemiro e Bruno Uvini podem seguir o mesmo caminho.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Lula deu o primeiro sinal esperado pelo SPFC. Foi pouco

Desde que terminaram as eleições presidenciais, a diretoria do São Paulo esperava ansiosa por uma atitude de Lula favorável  ao retorno do Morumbi ao mapa da Copa de 2014. Os dirigentes afirmam ter a promessa do presidente de que ele ainda vai agir para tentar fazer com que o estádio volte ao páreo.
As declarações dadas por Lula na quarta-feira foram um sinal. Porém, com muito menos intensidade do que é esperado pelos tricolores. Ao dizer que o governo paulista brigou pouco pelo estádio, ele apenas alimentou a rivalidade histórica entre PT e PSDB. E disse o que já tinha dito. Os são-paulinos não vão se queixar, mas esperam mais dele nos bastidores.
Talvez, mais animadora para a turma de Juvenal Juvêncio tenha sido a notícia de que nenhuma construtora compareceu à abertura dos envelopes da concorrência para a construção da arena de Natal. O Comitê Organizador Local não encara o problema com grande preocupação. Mesmo assim, é mais um indício de que muita gente vai ter dificuldade de tirar seu estádio do papel (o Corinthians está nesse bolo). E aí alguma vaga pode cair no colo de quem já tem a sua casa, como o São Paulo.
Já que falei de Lula, não posso deixar passar em branco a afirmação feita por ele de que nunca enfrentou problemas de trânsito para ir ao Morumbi. Então, ele é o único. Até Juvenal Juvêncio admite a existência de congestionamentos na região do estádio, mesmo em dia que não há jogos.

Programão para manhã!


Reprodução: Site Oficial do SPFC

São Paulo x Santos: decisão do Paulista Sub-17 no Morumbi 
Tricolor perdeu o primeiro jogo por 2 a 0, mas Zé Sérgio confiança na reação de sua equipe 

O São Paulo contará com a força do seu estádio para vencer o Santos, neste sábado, às 10h45, e conquistar o título do Campeonato Paulista Sub-17. Na primeira partida da final, o Tricolor acabou sendo derrotado na Vila Belmiro por 2 a 0. Como tem melhor campanha, o São Paulo poderá ser campeão caso vença por dois gols de diferença. 
Ao longo da competição, este revés para o time santista foi o único do São Paulo. Em 33 partidas, o Tricolor conquistou 26 vitórias, seis empates e uma derrota. O técnico Zé Sérgio acha totalmente possível sua equipe reverter a vantagem do rival. Para isso, o São Paulo terá de entrar em campo muita confiança. 
"Estamos trabalhando esta parte emocional dos jogadores. Assim como perdemos na Vila Belmiro, o Santos pode perder para nós aqui no Morumbi. Lá nós fomos uma equipe passiva, com erros na marcação. Trabalhamos com eles estes dias, passamos vídeos e eles entenderam a situação. Nosso grupo é muito bom e temos de jogar com alegria", ressaltou o treinador.
Neste sábado, a entrada da torcida será franca. Os torcedores do São Paulo terão acesso ao estádio pelo portão 18. Já os santistas entrarão pelo portão 3.

Nota do blog
Lucas Piazon é a maior aposta desse time tricolor.

Ricardo Oliveira na mira do Santos


Segundo o globoesporte.com o Santos irá enviar um representante aos Emirados Árabes para tentar a contratação de Ricardo Oliveira junto ao Al Jazira. 
Ainda segundo a matéria, pessoas próximas ao jogador teriam confirmado o interesse santista mas disseram que Ricardo Oliveira dará prioridade ao São Paulo.
O São Paulo também quer manter o jogar e, segundo informações divulgadas na imprensa, já estaria negociando com o clube árabe.
Caso o Al Jazira aceite re-emprestar o atleta, algo que no momento não parecem  estar dispostos, penso que haja risco do São Paulo levar um “chapéu” do time da baixada uma vez que sua diretoria é mais arrojada e disposta a pagar mais pelo empréstimo, o que certamente pesará na decisão dos árabes.

Até que enfim alguém em quem a gente pode confiar


Ingenuidade?

Reprodução: Folha.com 

Governador eleito do DF desiste de reduzir estádio

O governador eleito do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), decidiu ontem manter Brasília na disputa pela abertura da Copa-2014, após a Folha revelar que a Fifa não definiu qual cidade vai ser sede do primeiro jogo.
Agnelo Queiroz anunciou, há duas semanas, que o DF desistiria do projeto de 70 mil lugares para o estádio Mané Garrincha. Caso a Fifa escolhesse o Itaquerão para a abertura, construiria uma arena para 40 mil pessoas.
Agora, com a brecha dada pela Fifa, Agnelo volta à disputa em comum acordo com o atual governador, Rogério Rosso (PMDB), contrário à redução do Mané Garrincha.
O governador eleito, contudo, não descarta reduzir o estádio caso a Fifa escolha o Itaquerão em tempo hábil para mudar o projeto.
Rogério Rosso disse que o governo vai realocar dinheiro do orçamento para garantir as obras até o fim do ano, enquanto não se concretiza o financiamento via BNDES.
Comentário do blog
Por mais que tente, não consigo acreditar que alguém, principalmente um político, possa ser ingênuo o bastante para não perceber as intenções da Fifa.
Juntou a “fome” com a “vontade de comer”.

Bola dividida

Reprodução: Direto da fonte, ESTADÃO.COM.BR

O Ministério Público, que apura supostas irregularidades na doação do terreno do Estádio do Morumbi, na década de 50 ao SPFC, quer mais. Pede agora ao Departamento de Patrimônio Histórico documentos atualizados do imóvel.
Os que foram enviados anteriormente pela Prefeitura ao MPE não batem com a atual construção. O inquérito é conduzido por Raul de Godoy.

SPFC é o quinto que mais gastou com contratações em 2010


Segundo levantamento da consultoria espanhola Prime Time Sport divulgado no Folha.com, o São Paulo gastou R$ 10,4 milhões na contratação de jogadores na temporada 2010.
Duas informações impressionam neste levantamento:
  • O gasto do Palmeiras, que é o dobro do segundo colocado e quatro vezes maior que o do Tricolor
  • A importância de se gastar bem, pois entre aos cinco, somente o Cruzeiro esta na disputa do título do Brasileirão
Veja abaixo relação dos cinco que mais gastaram
Clube Gasto
Palmeiras  ……………………………………………… R$ 41,3 milhões
Atlético MG ……………………………………………. R$ 19,1 milhões
Cruzeiro …………………………………………………. R$ 17,4 milhões
Botafogo ………………………………………………… R$ 13,5 milhões
São Paulo ………………………………………………… R$ 10,4 milhões

Após mudar estatuto do São Paulo, Juvenal articula para seguir no poder

Reprodução: ESPN.com.br 

O presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, parece não estar disposto a deixar o cargo em abril do próximo ano. De acordo com nota publicada na coluna De Prima, do diário LANCE! desta sexta-feira, o cartola já articula nos bastidores uma manobra para garantir a possibilidade de continuar na presidência do clube por mais três anos.
Tudo começou quando Juvenal e seu grupo político conseguiram aprovar, depois de sua reeleição, uma mudança no estatuto do clube, aumentando o mandato presidencial de dois para três anos. Juvenal, eleito em 2006 e reeleito em 2008, ganhou, então, o direito de permanecer no comando do São Paulo até 2011.
Agora, às vésperas do fim de seu mandato e teoricamente sem direito a uma nova reeleição, Juvêncio argumenta que, com a última mudança estatutária, tem direito a mais uma candidatura – já que só exerceu o cargo por três anos uma vez. Entretanto, segundo os próprios aliados do presidente, o argumento é frágil e não deve emplacar.
De acordo com o LANCE!, a segunda opção da situação nas eleições de abril de 2011 deve ser o atual vice-presidente de futebol, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, conhecido por suas declarações polêmicas. A oposição, novamente dividida, ainda não definiu um concorrente.

Comentário do blog
Juvenal, preserve sua história, o fato de ser o presidente do Tri-campeonato Brasileiro. Não queira ser lembrado como um ditador que quis se perpetuar no poder. O tempo passa para todos e o do senhor também passou.
É hora de renovar.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Corinthians pode "melar" Brasileirão

Reprodução: Blog do Paulinho 

Decisão do Brasileirão pode parar no tapetão

Neste momento a procuradoria do STJD analisa um dossiê pedindo investigação sobre a situação irregular do jogador Junior, do Vitória.
O fato foi amplamente divulgado por este espaço.
A documentação foi enviada pelo conselheiro corinthiano, Rubens Approbato Machado.
Acredita-se que os clubes que perderam pontos contra o Vitória no Brasileirão podem ser beneficiados com a ação.
Os departamentos jurídicos de Corinthians e Cruzeiro já foram informados e acompanham o caso
Em caso de reversão de resultados a classificação do campeonato seria alterada.
Corinthians e Cruzeiro seriam os líderes, empatados em pontos, com o alvinegro levando vantagem no número de vitórias.
E o Fluminense cairia para terceira colocação, com um ponto a menos do que seus adversários. 

Em tempo: No início do campeonato o Grêmio Prudente perdeu alguns pontos por ter escalado um atleta de maneira irregular, mas seu adversário não herdou a pontuação. Veremos agora como o STJD tratará de um assunto semelhante. Mudanças significativas podem ocorrer na parte de baixo da tabela se o caso realmente for levado adiante.

Comentário do blog
Estava demorando.Depois falam que é perseguição.

Até quando?


Sem Libertadores, São Paulo terá de reduzir orçamento em R$ 30 milhões

Reprodução: globoesporte.com

Clube precisará enxugar em 15% os gastos para a próxima temporada e promete um projeto de marketing especial para a Copa do Brasil
A fraca campanha no Campeonato Brasileiro não passou impune. Após sete participações consecutivas na Taça Libertadores da América, o São Paulo voltará a disputar a Copa do Brasil em 2011. E, sem as atrativas cotas e bilheterias que a competição sul-americana proporciona, o jeito vai ser atacar em duas frentes para manter as contas em dia e ainda formar um elenco forte. Por um lado, a ideia é enxugar o orçamento. Ao mesmo tempo, será lançado um projeto de marketing voltado para a Copa do Brasil, cujo título é inédito no Morumbi.
O diretor financeiro Osvaldo Vieira de Abreu avisou que o São Paulo terá 15% a menos para gastar em 2011. Como na atual temporada o orçamento foi de R$ 200 milhões, isso significa um corte de R$ 30 milhões. Vale lembrar que, do valor total, 60% são destinados para o futebol.
- Esse valor é uma estimativa de acordo com os números da atual temporada. Na Libertadores de 2010, somando cotas dos jogos, publicidade estática e bilheteria, o clube arrecadou R$ 14,8 milhões. A nossa eliminação na semifinal para o Internacional fez com o que São Paulo deixasse de arrecadar entre R$ 12 milhões e R$ 14 milhões, incluindo aí a bilheteria da decisão, a premiação dada ao campeão e a cota de participação no Mundial de Clubes da Fifa - afirmou o dirigente
E como o clube fará para montar um time forte na próxima temporada se as receitas vão diminuir? Com a palavra, o diretor de futebol, João Paulo de Jesus Lopes:
- O nosso torcedor gosta muito da Libertadores, mas é preciso lembrar que o São Paulo só fatura bastante porque tem estádio próprio e consegue bilheterias substanciais. Em termos de cotas de TV e publicidade, por exemplo, ganhamos mais dinheiro com o Campeonato Paulista do que com a Libertadores. Mas posso assegurar ao torcedor que vamos investir forte, como sempre fizemos. A diferença, como o nosso treinador disse, é que já existe uma base, o que certamente implicará em uma quantidade menor de contratações.
Uma peça importante dessa engrenagem para 2011 será o marketing, que montará um projeto totalmente voltado para a Copa do Brasil.
- A Copa do Brasil é o único título que nos falta. Até por isso será especial voltar a disputá-la. Vamos focar todos os nossos esforços nessa competição, e tenho certeza de que vamos conseguir mexer com o nosso torcedor para conseguir grandes bilheterias. Além disso, vamos visitar lugares que há tempo não visitamos e, com a ajuda de parceiros e embaixadas do São Paulo, vamos transformar os nossos jogos em eventos locais. Teremos lojas itinerantes e outras ações grandiosas - afirmou o vice de futebol, Julio Casares.
O dirigente, no entanto, sabe que o início não será fácil, já que o torcedor são-paulino se acostumou a ver o time na Libertadores.
- Vamos ter de transformar limão em limonada. O torcedor precisa mudar seu pensamento sobre a Copa do Brasil. Até porque quem ganha tem muito mais tempo para planejar a Libertadores do ano seguinte. Veja o exemplo do Santos neste ano - lembrou o vice de marketing, Julio Casares.

São Paulo faz testes para ano novo

Reprodução: Folha.com

Mesmo prometendo usar força máxima nas duas últimas rodadas do Brasileiro, Paulo César Carpegiani tem feito experiências na equipe.
Ele estuda aproveitar os desfalques para escalar contra o Atlético-GO o zagueiro Bruno Uvini e o lateral Carleto, que não vinham sendo utilizados.

Palmeiras: Um time "maduro"


Os sete pecados do Brasileirão

Reprodução: Diário de São Paulo

Pela primeira vez depois de sete participações consecutivas, o Tricolor não vai disputar a Libertadores. É a copa que a diretoria nunca escondeu ser  prioridade absoluta. Em vez de potenciais decisões contra rivais argentinos, os jogadores vão enfrentar viagens pelo interior na Copa do Brasil. "Temos que nos acostumar. Valorizo qualquer torneio. O São Paulo vai entrar sempre com o que tem de melhor", disse Paulo César Carpegiani, técnico confirmado para 2011.

Mas o fracasso na campanha do Campeonato Brasileiro aconteceu por erros de planejamento e apostas equivocadas da diretoria em contratações. Além, é claro, de atuações deficientes dentro de campo. Falhas que vão adiar o sonho do quarta conquista mundial para 2012. No mínimo.

O último ano em que a equipe não esteve envolvida na competição continental foi em 2003. Obteve o título em 2005. Foi vice em 2006 e semifinalista em 2004 e 2010.

A decepção pela queda diante do Internacional, nesta temporada, custou caro. De moral baixa após a eliminação, o elenco demorou a reagir no Brasileiro. Em agosto, ficou cinco partidas sem vencer. Foram 11 pontos perdidos que hoje fazem muita diferença na classificação. O São Paulo ocupa a nona colocação, a seis pontos do Grêmio-RS, que está em quarto. Faltam duas rodadas para terminar.

"E mesmo assim, a quarta posição não será o suficiente, eu acho", acredita Carpegiani. Ele se refere ao fato de que o Palmeiras pode ganhar o título da Copa Sul-Americana. Neste caso, apenas os três melhores do Nacional se classificariam para a Libertadores.
Troca / Carpegiani está envolvido numa das indecisões tumultuaram o ambiente. Ele foi o terceiro treinador do Tricolor dentro do mesmo campeonato. Não teve tempo para implantar sua filosofia e foi obrigado a trabalhar com atletas que não estariam normalmente nos seus planos. Tanto assim que já disse pretender ter time "mais vibrante" em 2011.
É quando pretende corrigir problemas na montagem da equipe. Um deles é o vácuo deixado pela saída de Hernanes para a Lazio, da Itália. A indefinição quanto á permanência de Ricardo Oliveira também preocupa o comandante.
Os pecados do São Paulo em 2010 não param por aí. Nas duas laterais, houve problemas, além da zaga ter sido mais vazada do que o habitual no Brasileirão. Foram 53 gols sofridos. A sexta pior retaguarda entre 20 clubes.
OS SETE PECADOS
1. Reforços não deram certo
O elenco foi reformulado, mas Marcelinho Paraíba, Léo Lima, Carlinhos Paraíba, Xandão, André Luís e Fernandinho  não vingaram. Depois ainda  chegaram Cléber Santana e Thiago Carleto.
2. Trauma da libertadores
Após a eliminação na competição, contra o Internacional, o Tricolor demorou demais para se recuperar no Brasileiro. Ficou cinco partidas  sem vencer. Foram 11 pontos desperdiçados.
3. Disputa pelo Morumbi na Copa
Durante quase dois meses, o  foco do clube saiu completamente do que acontecia dentro de campo. A prioridade passou a ser a campanha pelo Morumbi no Mundial do Brasil-2014.
4. Saída de Hernanes
Com a venda do meia para a Lazio, da Itália, o time ficou órfão na criação. Tanto assim que uma das prioridades para a próxima temporada é a contratação de um autêntico camisa 10.
5. Fragilidade defensiva
Equipe tem a sexta pior defesa do Campeonato Brasileiro, com 53 gols sofridos. Nas campanhas do tricampeonato nacional (2006, 2007 e 2008), a retaguarda era o ponto forte.
6. Problema eterno  nas laterais
Time não se acertou nas alas. Na direita, o volante Jean seguiu improvisado, apesar dos reforços de Cicinho e Ilsinho. Na esquerda, Júnior César foi quem mais jogou. Isso até ele se contundir.
7. Quem é que comanda?
Diretoria não deu chance para sequência de trabalho dos treinadores que passaram pelo clube nesta temporada. Ricardo Gomes pagou o pato pela eliminação da Taça Libertadores. O interino Sérgio Baresi não resistiu aos resultados ruins e deu lugar a Paulo César Carpegiani.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Clube perde R$ 15 mi sem Libertadores

Reprodução: Folha.com

Marketing da equipe para 2011 vai "inflar" Copa do Brasil

A ausência do São Paulo na Libertadores do próximo ano irá mexer com os principais setores do clube.
Os departamentos financeiro, de marketing e de futebol iniciaram o planejamento para um calendário que não terá o principal Sul-Americano de clubes pela primeira vez em oito temporadas.
A vice-presidência de marketing estima que não jogar a Libertadores representará uma perda de até R$ 15 milhões em relação ao orçamento deste ano. A conta não inclui o faturamento que a equipe teria se vencesse a competição e disputasse o Mundial de clubes.
Para amenizar as perdas, o São Paulo pretende investir em campanhas valorizando um possível título inédito da Copa do Brasil. "Temos que transformar limão em limonada e fazer desta conquista a aspiração do torcedor", disse o vice de marketing Julio Casares, que fala em uma mobilização semelhante à vista quando Palmeiras e Corinthians jogaram a Série B.
Segundo o dirigente, um ano distante do torneio continental não terá impacto negativo sobre a marca São Paulo, o que poderia reduzir valores de patrocínio. "Mas é preciso retornar logo à Libertadores", declarou Casares.
Para voltar ao torneio, a equipe do Morumbi irá contar com um grupo mais jovem e menos consagrado do que o atual. O clube pretende aumentar o espaço dos jogadores oriundos das categorias de base, dando sequência ao trabalho que vem sendo feito desde o meio do ano.
"Faríamos o mesmo se estivéssemos na Libertadores", disse o diretor de futebol João Paulo de Jesus Lopes, negando que o projeto esteja ligado ao calendário menos nobre.
"Essa nova experiência [jogar a Copa do Brasil] pode ser muito útil na utilização de jogadores de nossa própria formação. Vão chegar dois ou três reforços, só para aparar lacunas do elenco", afirmou o vice de futebol Carlos Augusto de Barros e Silva.
Entre os nomes ventilados até o momento para desembarcar no Morumbi estão o lateral esquerdo Juan, do Flamengo, e o meia Elias, que defende o Atlético-GO.
O elenco vai receber ainda atletas que estão emprestados a outros times. Os atacantes Mazola (Guarani) e Henrique (Vitória) tiveram suas voltas confirmadas. O meia Juninho, do Los Angeles Galaxy-EUA, também deve ser aproveitado em 2011.

Lula, mais uma vez, joga para a torcida

Reprodução: ESTADAO.COM.BR

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou nesta quarta-feira, em entrevista para blogueiros no Palácio do Planalto, o governo de São Paulo, administrado pelo tucano Alberto Goldman, por não ter brigado para que o estádio do Morumbi sediasse o jogo de abertura da Copa do Mundo no Brasil, em 2014.
"É impensável São Paulo não ter o jogo de abertura. O Morumbi está pronto, é só bobagem de discutir estacionamento", alfinetou. "Acho que São Paulo não brigou corretamente, acho que, na verdade, é para atender interesses comerciais. A União não vai dar dinheiro, quem vai financiar são os Estados." Depois, citou que o Corinthians vai ter o seu estádio, que poderia servir para abrigar a abertura do Mundial no País.
Já em relação às críticas ao cronograma das obras para a Copa de 2014 e para a Olimpíada de 2016, esta que será no Rio de Janeiro, Lula disse que não tem nada atrasado. "O problema é que não podemos fazer nada quatro anos antes. Vários Estados já começaram", disse, citando o Rio Grande do Sul ao comentar as obras no Beira-Rio, estádio do Internacional, em Porto Alegre. "Temos vontade, dinheiro e está tudo engatilhado."

Comentário do blog
Tudo estava armado. Se os estados vão financiar é porque a União esta não só permitindo como incentivando, como prova a aprovação da lei que permite aos municípios se endividarem além do permitido.
Só faltou dizer que não sabia que isso iria acontecer...

Dagoberto e Cléber Santana só ficam no SPFC se faltarem interessados

Reprodução: Blog do Perrone

A diretoria do São Paulo fez com o técnico Paulo César Carpegiani várias análises sobre quem deve ser ou não aproveitado na próxima temporada, além de Jorge Wagner e Richarlyson, que já tiveram as suas saídas anunciadas. O blog conversou com três dirigentes que falaram sobre algumas definições. Confira a situação de quatro jogadores.

Dagoberto
A vontade da diretoria é se desfazer do atacante. Os dirigentes porém o consideram muito caro e sem mercado na Europa. Por isso a avaliação é a de que ele seguirá no Morumbi.

Cléber Santana
Considerado individualista, está na lista de jogadores que os dirigentes não querem mais. A prioridade é tentar usá-lo como moeda de troca em alguma negociação. Encontrar alguém que aceita ficar com ele em definitivo em troca de um jogador que interesse ao São Paulo.

Carlinhos Paraíba
Estava na lista de degola até a chegada de Paulo César Carpegiani. Para a diretoria, ele evoluiu com o novo treinador. Vai permanecer no elenco.

Miranda
Está entre os atletas considerados negociáveis. Só que o interesse do Corinthians no zagueiro valorizou o jogador dentro do Morumbi. O discurso é o de que o clube tem interesse em segurá-lo para dificultar sua transferência para o rival.

Apoio tem preço?

André Risek, repórter e apresentador do Redação SporTv, disse esta manhã durante o programa que tem informações seguras de que uma “facção” de torcedores uniformizados procurou Muricy Ramalho para pedir dinheiro ao São Paulo para parar de vaiar Richarlyson.
Evidentemente, Muricy os mandou "andar".
Acho que isso explica por que uns jogadores são odiados e outros amados. Basta observar.

Lula continua o mesmo...

Carpegiani quer Mazola e Henrique em 2011

Reprodução: UOL

Carpegiani quer Mazola e Henrique em 2011; Wagner Diniz fica no Atlético

Sem aspirações no Brasileirão, o São Paulo olha para 2011, quando disputará o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil no primeiro semestre. Dois jogadores emprestados estão nos planos de Paulo César Carpegiani: os jovens atacantes Mazola e Henrique.
Já o lateral-direito Wagner Diniz, que trabalhou com Carpegiani no Atlético-PR, provavelmente seguirá em Curitiba.
“O Atlético já pediu, e o Wagner vai continuar lá. Os outros dois [Mazola e Henrique] se reintegram ao nosso elenco. Precisamos ter atenção a tudo isso”, informou o comandante são-paulino nesta terça-feira. Pelo Guarani, Mazola anotou sete gols durante o Brasileirão; no Vitória, Henrique marcou quatro.
Ao ser questionado sobre o veterano Marcelinho Paraíba, emprestado ao Sport e com contrato até dezembro de 2011 no Morumbi, e sobre Cleber Santana, pouco aproveitado neste ano, o treinador despistou.
“Ainda temos duas partidas neste ano. Não gostaria de esmiuçar essas questões. Algumas dúvidas vou decidir com a diretoria”, informou.

E ninguém cala, esse chororô...

...chora o jornalista, chora o chargista, chora o torcedor!

Nota do blog:
Chumbo trocado não dói.
Vejam o que os dois ilustres corintianos aprontaram comigo após a derrota para o Corinthians:

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Entrevista: Careca cobra mudanças profundas no São Paulo

Reprodução: Terra.com

Juvenal é teimoso e São Paulo precisa se reformular, diz Careca

Estrela do São Paulo na conquista do Campeonato Brasileiro de 1986, Careca conhece Juvenal Juvêncio. E 24 anos depois do título em questão, admite que o atual presidente tricolor tem os mesmos defeitos de quando se conheceram. De acordo com o ex-artilheiro, o estilo "turrão" e "teimoso" do cartola é o símbolo de que o São Paulo precisa de uma reformulação para voltar a conquistar títulos.
Em entrevista exclusiva ao Terra, o ex-jogador de Guarani, São Paulo, Napoli e Santos aponta os problemas do atual time do Morumbi, critica a administração do Guarani, cada vez mais próximo do rebaixamento, e indica o futuro dono da camisa 9 da Seleção Brasileira para a Copa de 2014.
Confira a entrevista na íntegra: 
Terra: Careca, o São Paulo viverá uma situação inusitada em 2011: depois de sete anos, voltará a disputar a Copa do Brasil e estará fora da Libertadores. Por que isso aconteceu?
Careca: Acho que tem dirigente lá que não está produzindo. Que está há muito tempo e entrou em um círculo vicioso, até nas categorias de base, envolvendo alguns treinadores. O São Paulo precisa de uma mudança radical. Tem muita gente que está lá há 10, 15 anos e não produz. No futebol é assim. Você tem uma estrutura de primeiro mundo e não possui um menino que possa ser a sensação. O São Paulo sempre teve essa preocupação. Todos os meninos gostariam de jogar lá. Muitos qualificados tiveram, mas não ganharam chance. Então tem muita coisa errada. Tem que começar por aí: diretor, supervisor, coordenador da base... Nos últimos anos, o São Paulo tem sido um fracasso nisso.
Terra: A mudança radical teria que começar já no presidente Juvenal Juvêncio?
Careca: Conheço bem o Juvenal. Na minha época, era diretor de futebol. Ele é cabeça dura, teimoso, acha que é o dono de tudo, dono da verdade. Pode até ouvir um ou outro, mas vai pela cabeça dele. Acho que não é por aí, principalmente quando se fala de São Paulo. Sou amigo dele, mas ele é assim. O próprio episódio do Mundial mostra isso. Ele peitou todo mundo: Federação (Paulista), CBF... Disse que a abertura seria no Morumbi e foi penalizado. Não só o torcedor são-paulino como o povo paulistano. Agora tem a possibilidade de fazer um novo estádio, mas acho que o Morumbi, mesmo sendo uma estrutura mais antiga, teria facilidade para se adaptar à Copa. Poderia ser feito com tranquilidade. O estádio perdeu essa chance. É lamentável.

Clique no link abaixo e continue lendo a entrevista de Careca ao Portal Terra

Manifesto em repúdio a Ricardo Teixeira

Reprodução: Blog do Juca Kfouri

A Associação Nacional dos Torcedores, sociedade legalmente constituída para combater as atrocidades e desmandos existentes no esporte nacional bem como lutar pelos reais direitos de todos os torcedores-cidadãos brasileiros, vem à público, por meio desta carta manifestar sua indignação e exigir providências quanto às últimas notícias envolvendo Ricardo Teixeira, CBF e Comitê Organizador Local para Copa 2014.
Nos últimos dias, foi veiculada em diversos canais de imprensa a notícia de que Ricardo Teixeira, atuando como pessoa física, é sócio da Confederação Brasileira de Futebol – CBF, (entidade a qual é presidente – ou dono) para formação do Comitê Organizador Local para a Copa de 2014, o COL.
O contrato social registrado na Junta Comercial do Rio de Janeiro prevê, divisão das cotas de participação na sociedade em 99,99% à CBF e 0,01% à Ricardo Teixeira.
Prevê ainda, em seu parágrafo 1º, apesar das divisões, que, o sócio Ricardo Teixeira poderá decidir e endereçar eventuais lucros provenientes da Copa 2014 da maneira que bem entender. Há fortes indícios de irregularidades nesta sociedade.
O futebol é patrimônio da sociedade, a Copa do Mundo vai custar 17 bilhões de reais, mais do que um ano de Bolsa Família, a serem gastos sobretudo em estádios (leia-se empreiteiras em festa).
Por essa razão, há interesse público sobre tais fatos, sobre os quais exigimos explicações.
Exigimos a dissolução imediata de tal sociedade e que o COL seja formado por pessoas isentas, de confiança de toda a sociedade ou que o tipo social seja alterado para sociedade sem fins lucrativos.
É de interesse de todo cidadão saber o destino dos eventuais lucros obtidos pela Copa de 2014 bem como qual a formação diretiva do COL.
Exigimos como cidadãos que somos que as autoridades apurem esses fatos de maneira implacável.
Exigimos respeito, tratamento digno e honestidade.

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS TORCEDORES

NOTA DO BLOG:
Depois de 41 dias de existência, a ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS TORCEDORES tem 1249 associados em todos os estados da federação.
Já há núcleos regionais organizados em diversas capitais e até no interior (Presidente Prudente, por exemplo).
Já houve maniFESTAções em vários estádios no Rio, em São Paulo, em Campinas.
A ANT faz um boletim que sai duas vezes por semana e que já está no 15o. número com a chamada “Segure a carteira, vem aí o Ricardo Teixeira!” http://bit.ly/bBTiSM .
Tem um sítio para que as pessoas se associem (http://torcedores.org ) e uma rede social para os formigas postarem vídeos, fotos, notícias, comentarem em forums e baterem papo: http://formigueiro.ning.com .
E está divulgando o DIA NACIONAL DE LUTA CONTRA A ELITIZAÇÃO DO FUTEBOL BRASILEIRO:
No dia 5 de dezembro de 2010, data da última rodada do Brasileirão, a Associação Nacional dos Torcedores irá realizar o Dia Nacional de Luta Contra a Elitização do Futebol Brasileiro.
Haverá manifestações nos dez estádios onde os jogos decisivos do Brasileirão serão realizados.

Nota do blog
A nota acima é do blog de origem

Leco confirma: Richarlyson está fora

Reprodução: Folha.com

Dirigente diz que Richarlyson está fora do São Paulo

O vice-presidente de futebol do São Paulo, Carlos Augusto Barros e Silva, afirmou nesta terça-feira que o lateral esquerdo Richarlyson não terá seu contrato renovado com o clube. A gota d' água foi a expulsão do jogador, a terceira no Campeonato Brasileiro, na derrota para o Fluminense por 4 a 1, no domingo, na Arena Barueri, pela 36ª e antepenúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

"Não iremos tratar da permanência do Richarlyson. O domingo mostrou que o ciclo dele se encerrou", declarou o dirigente em entrevista à Folha.
O diretor de futebol João Paulo de Jesus Lopes afirmou ainda que o jogador será multado por indisciplina por conta da expulsão contra o Fluminense.
"O Richarlyson está no São Paulo há mais de quatro anos, e o balanço é altamente positivo. Ele sempre se dedicou bastante ao clube. Ele não se comportou adequadamente no último jogo. Em função disto, ele está sendo punido. Mas isso não tem a ver com seu histórico no São Paulo. Ele tem cometido alguns erros. Seu seu contrato não será renovado, porque ele tem propostas superiores a nosso limite", afirmou o dirigente.
De acordo com a coluna Painel FC desta terça-feira, assinado por Eduardo Ohata e Bernardo Itri, e cuja íntegra pode ser encontrada na Folha (disponível para assinantes do jornal e do UOL), o destino de Richarlyson é o Rio de Janeiro. O jogador já recebeu proposta oficial de Fluminense e Botafogo.
Ainda de acordo com a coluna, Richarlyson quer um contrato com duração de quatro anos, o que já foi aceito pelos cariocas. Segundo o estafe do jogador, financeiramente, as ofertas são parelhas, mas a do Flu é um pouco maior.
Nesta terça-feira, o treinador do São Paulo, Paulo César Carpegiani, criticou o jogador em virtude das expulsão contra o Fluminense.
"Ele [Richarlyson] tem que ter cuidado com sua carreira. Ele é um jogador muito marcado. Isso fica muito ruim para esse profissional", disse. "Não foi falta [no lance da expulsão], mas é preciso autocontrole. Pelo que ele disse, tinha que ser expulso mesmo", acrescentou Carpegiani, que era a favor da permanência do lateral.
Antes da expulsão contra o Fluminense, o jogador havia recebido o cartão vermelho diante do Avaí e Santos no Campeonato Brasileiro. Ele também foi expulso pela Libertadores.

Comentário do blog
Caso se confirme, penso que será melhor para ele e para o clube, só não estou achando legal tornarem pública a multa e o colocarem como vilão. Após quatro anos servindo ao clube ninguém pode dizer nada de sua dedicação. Boa sorte ao Ricky.
Só para lembrar,o último que o Leco disse estava com o cliclo encerrado foi o Muricy.

Não foi o São Paulo quem começou com essa palhaçada

Não assisti a nenhum jogo no final de semana que passou, e só às 19h usei a internet para ver os resultados, ou seja, acompanhei a rodada pela “Rádio Rojão”. Ouvi vários. Uns em maior, outros em menor intensidade.
Ao saber que o Corinthians havia empatado fiquei contente sim, afinal é nosso rival (eu disse rival, e não inimigo), e é a rivalidade que move esse esporte. Mas ao saber que o Tricolor havia perdido por 4 a 1 para o Fluminense, o sentimento que tive foi um misto de tristeza e de satisfação (não alegria).
Me senti triste pela derrota, pela goleada e por estarmos só cumprindo tabela.
Mas também me senti um pouco satisfeito. Estranho né? E sabem porque?
Porque acho que a desonestidade deve ser punida. Se alguém faz mal a alguém ou aquilo que gosto, ou ao meu patrimônio, quero sim que pague por isso. Não sou adepto do “dar a outra face”.
O SPFC, juntamente com seus patrocinadores, investiram muito dinheiro no ano passado. Os profissionais do clube trabalham duro e ficaram longe de suas famílias. Alguns torcedores gastaram até o que não podiam para acompanhar o time. E pra quê? Para ver tudo ruir por sacanagem de um rival?
Devemos ser éticos com que é ético, caso contrário seremos tolos.

Fora da Libertadores: orçamento modesto em 2011

Reprodução: LANCENET!

Receita deve ter queda bruta sem Libertadores. Por isso, clube não deve investir alto em contratações e renovações

Mais do que a chance de conquistar o tetracampeonato do torneio, o São Paulo deixará de embolsar quantias consideráveis por ficar fora da Libertadores no ano que vem.
Para se ter uma ideia, este ano, só com o segundo jogo da semifinal da Libertadores contra o Internacional (R$ 4.484. 282,25), o clube lucrou mais em renda bruta do que o Santos em toda a Copa do Brasil. O campeão do torneio deste ano embolsou R$ 2,4 milhões em bilheteria no total.
Como premiação, a diferença também é substancial entre as duas competições. Segundo levantamento do próprio São Paulo, o clube deixou de ganhar cerca de R$ 18 milhões pela eliminação na semifinal da Libertadores. Os cálculos levam em conta quantias pagas na final e pela participação no Mundial de Abu Dhabi, condição garantida ao clube sul-americano finalista deste ano, já que o adversário foi o Chivas (MEX).
Como prêmio pelo título da Copa do Brasil, o Santos recebeu R$ 2,5 milhões, metade do oferecido pela Conmebol ao campeão da Libertadores. Desta forma, a diretoria do São Paulo deve enxugar os gastos com negociações para o ano que vem. Este ano, foram contratados 14 jogadores.
Paulo Cesar Carpegiani já externou que pretende trazer apenas dois ou três atletas, que, a partir de agora, devem ser com valor menor no mercado ou aqueles cujos salários são baixos e os contratos estão no fim. Após a derrota por 4 a 1 para o Fluminense, o técnico foi questionado sobre o lateral-esquerdo Juan, do Flamengo. Porém, desconversou sobre um possível acerto.
- Não gostaria de falar em nomes, desse ou daquele jogador. É coisa interna, nem confirmo e nem nego porque vai dar especulação. Mas a diretoria já está trabalhando para futuras transações - garantiu.
Com relação às renovações de contrato de alguns jogadores, a economia também deve prevalecer. A diretoria já disse que não fará loucuras para segurar Richarlyson, cujo contrato vence em dezembro.
A situação também deve alterar as negociações com o atacante Ricardo Oliveira. Seu empréstimo vence no fim do ano e o Sampa já trabalha para renová-lo. Porém, deve ser mais cauteloso na estratégia, que antes era de ceder atletas e pagar uma quantia em dinheiro.

Ministro diz que escândalo do COL não é da sua conta

Reprodução: Blog do Juca Kfouri

E o ministro do Esporte estava melhor de boca fechada

Quase uma semana depois de o diário “Lance!” ter denunciado que Ricardo Teixeira virou sócio do Comitê Organizador Local (COL) da Copa de 2014 no Brasil, com direito a ficar com 100% dos lucros, eis que o ministro do Esporte, Orlando Silva Júnior, resolveu se pronunciar.
E teria sido melhor que continuasse calado.
Em entrevista ao repórter Michel Castellar, o autor da denúncia, o ministro disse que “a Copa do Mundo da Fifa é um evento privado e que constituição do COL é uma responsabilidade da Fifa”.
Quando lhe foi perguntado se o evento deixará de ser privado tão logo a Fifa e o COL passem a se beneficiar das isenções fiscais que devem ficar na casa dos R$ 900 milhões segundo a Receita Federal, o ministro tergiversou: “A isenção fiscal é um compromisso do Brasil para realizar a Copa. Não é problema do Comitê Organizador Local”, argumentou..
Para Orlando Silva Júnior, a participação da CBF no COL com fins lucrativos, o que contraria frontalmente o estatuto da entidade, não é da sua alçada, mas sim, e outra vez, da Fifa.
E mais não disse nem lhe foi perguntado na entrevista que o “Lance!” publica nesta terça-feira.
A omissão ministerial já seria grave até mesmo para um ministro em fim de gestão.
Mas é ainda pior porque ele deverá ser nomeado, nos próximos dias, a Autoridade Pública Olímpica do Brasil.

Comentário do blog
No mesmo evento o Ministro dos Esportes, fez críticas à Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) e afirmou temer pela situação dos aeroportos para a Copa do Mundo de 2014.
Ué? Esse assunto é de responsabilidade de sua pasta Sr. Ministro?

Para saber mais sobre o escândalo do Col, clique aqui.